O que faço para que meu cão seja mais amigável?

cão seja mais amigável

Você gostaria de sair para passear com o seu melhor amigo todas as tardes quando retorna do trabalho para que ambos façam exercício e, por que não, conheçam gente nova, mas ao chegar ao parque tem que retornar o quanto antes, já que o peludo não tem intenções de fazer amizades, mas sim o contrário. Algo similar acontece quando você tem visitas em casa. Como fazer para que o cão seja mais amigável? Neste artigo lhe contaremos isso.

Dicas para que o cão seja mais amigável e sociável

Dizem que os pets se parecem com seu dono, mas isso algumas vezes não se aplica, sobretudo quando sua ideia de fazer novos amigos ou de ser um bom anfitrião se vê truncada pelo mau humor ou pela personalidade antissocial de seu cão. Se isto está acontecendo, fique tranquilo, é possível reverter.

caes-e-familia

  1. Castigo e recompensa

Se você está caminhando pela rua e, ao se aproximar de outro cão, seu peludo começa a se comportar de forma agressiva, você deve lhe dizer um sonoro e grave “NÃO” para que ele entenda que essa não é a atitude adequada. Porém, quando ele interage sem problemas, fareja e permite que o outro o cheire, felicite-o com uma guloseima. Assim ele saberá o que é correto e o que não é.

  1. Correia mais solta

Possivelmente seu pet está sendo muito agressivo e antissocial porque você o leva muito perto de você. Quando ele sente a correia tensa e curta ele a relaciona a um perigo ou a um problema e por isso reage dessa maneira. Se você o puxa com muita força, ele não terá possibilidade de se aproximar de outros cães e de ser amigável com eles. Lembre-se de que você deve ter o controle da situação e não o animal, mas não limite sua liberdade de agir.

  1. Permissão de ser sociável

Seu pet atuará segundo você o ensinou e aquilo que (querendo ou não) você transmitiu a ele. Se desde filhote você evitou que ele interagisse com outros cães, será mais difícil que, de um dia para o outro, ele se comporte como a alma da festa. Por isso você deve ir permitindo que ele se aproxime de outros cães, embora pouco a pouco.

Ou possivelmente ir às áreas permitidas nos parques e lhe soltar para que ele entre em contato com seus pares. É óbvio que você o observará de perto, caso ele queira morder, latir ou mostrar os dentes. Se só for um ato de reconhecimento, permita que ele continue até que você considere perigoso.

  1. Um companheiro também em casa

Se você tiver a possibilidade e os meios para adotar outro pet (pode ser um cão ou um gato), não deixe de fazê-lo para que assim seu peludo seja mais amigável. Muitas vezes os cães são pouco sociáveis porque não estão acostumados a compartilhar momentos com outros de sua espécie e por isso resistem a brincar com outros. Agindo assim você também estará dando um lar a um dos milhares de cães abandonados ou de rua.

  1. Integrá-lo à festa

cao-e-familia

Quando temos visitas e o cão se mostra agressivo ou se esconde debaixo da mesa, não devemos permitir que ele mantenha esse comportamento. O que fazer então? Por exemplo, ajudar-lhe para que conheça os convidados e para que estes não demonstrem medo. É sua tarefa como anfitrião e dono do animal evitar que ele morda e lata.

Faça seu cão entender que os recém-chegados são amigos e que lhe querem bem. Se ele se meter debaixo dos móveis, dê tempo a ele para que ele se acostume e chame-o devagar para que ele não se assuste e queira atacar.

  1. Aulas de socialização para que o cão seja mais amigável

Embora soe um pouco estranho, há aulas para que seu cão seja mais amigável. Estas aulas são oferecidas em centros comunitários, parques privados, lojas de pets e clínicas veterinárias.

Graças ao fato dos cães estarem em contato com outros animais e pessoas, eles brincam, passam bons momentos e relacionam a interação com algo bom. E, além disso, é perfeito para os donos tímidos ou que tenham problemas para fazer amigos, porque eles encontrarão muita gente agradável nesses locais.