O que faço se tiver alergia ao meu animal de estimação?

Alergia ao meu animal

Se você ama os animais e quer incluí-los como membros da família, com certeza, uma pergunta ronda a sua mente: o que devo fazer se, de repente, descobrir que tenho alergia ao meu bicho de estimação? Não se desespere, contaremos a você como lidar com o tema da melhor maneira possível.

Evite as decisões precipitadas

Gato e homem

Se você ou algum membro da sua família tiver alergia ao animal de estimação da casa, o primeiro que você deve fazer é não tomar decisões precipitadas.

É bem provável que o seu médico, muito descaradamente, te aconselhe a se desfazer do animalzinho em questão. Não se precipite. Peça a opinião de outros profissionais. Nada que se faz de maneira precipitada costuma acabar bem. Primeiro, você deve se certificar de que o seu bicho de estimação é quem está causando a sua alergia. 

Se isso se confirmar, existem medidas a serem tomadas que, apesar da situação, podem facilitar a convivência, na mesma casa, entre o seu adorado bichinho e você.

Se você descobrir que tem alergia ao seu animal de estimação, não tome decisões precipitadas. Existem ações que, independente do alérgeno, podem permitir que o seu amigo peludo e você possam continuar vivendo debaixo do mesmo teto.

Tenho alergia do meu animal de estimação. O que eu faço?

Há uma série de medidas que podem ser tomadas para que as pessoas alérgicas e os animais domésticos possam conviver debaixo do mesmo teto. Como por exemplo:

  • Evitar que o bicho de estimação entre no quarto da pessoa que tem a alergia;
  • Se desfazer de tapetes ou de quaisquer objetos parecidos que possam acumular pelos. Não deixe cobertores, panos ou telas ao alcance do animal, nem permita que ele suba no sofá;
  • Não brinque com o bicho de estimação, de forma efusiva, dentro de casa e lave bem as mãos depois de tocá-los;
  • Utilize em casa um purificador de ar com filtro HEPA.

Outras medidas que evitam a alergia aos animais de estimação

Além disso, existe uma série de ações que contribuem para diminuir a possibilidade de ter alergia, porém, de forma alguma, elas devem ser executadas por pessoas alérgicas.

Neste caso, é aconselhável pedir ajuda a familiares ou amigos que não apresentem esse problema. Ou, se você tiver condições, contrate alguém para executar estas tarefas. Tais como:

  •  Limpar a casa de maneira exaustiva;
  • Higienizar cuidadosamente o lugar onde dorme o bichinho;
  • Dar banho e escovar os dentes do animal de estimação, pelo menos, uma vez por semana. É aconselhável que essas atividades sejam feitas fora de casa. É preciso escolher com cuidado o xampu adequado para não causar danos à pele do animal e não agravar o problema. Nesses casos, uma boa opção é consultar sempre um veterinário.

Um produto para reduzir os alérgenos presentes na pele dos bichos de estimação

Além disso, existem produtos que são inofensivos para os animais de estimação e que podem reduzir visivelmente a alergia. Tratam-se de loções tópicas que, ao serem aplicadas uma vez por semana na pele do animal, diminuem a presença de alérgenos.

Fora que reidratam a epiderme e mantêm o bom estado da pele dos animais. Consulte um veterinário se tiver qualquer dúvida que você possa ter sobre esse produto, e sobre a forma mais correta de aplicá-lo. 

Informação sobre a alergia aos animais domésticos

Existe a crença de que o que provoca a alergia é o pelo do animal. Porém, na verdade, as aves também podem provocar esse mal, sendo que elas possuem penas.

O fato é que alguns humanos são alérgicos a algumas proteínas presentes nos animais de estimação, que se encontram na caspa, nos descascamentos de pele, na saliva, na urina e que podem se acumular com facilidade no pelo do animal.

Além disso, se você tiver asma, é mais provável que você seja alérgico aos animais de estimação.

Em todo caso, consulte sempre um especialista para que ele te dê um tratamento mais adequado a sua alergia.

Bebê e cachorro

Não se prive nem prive os seus filhos da companhia de um animal de estimação

Certamente, com boa predisposição e muita paciência, pessoas alérgicas e animais domésticos podem chegar a viver felizes debaixo do mesmo teto.

Se você tem filhos ou planeja tê-los, lembre-se de que os bebês que crescem com animais de estimação possuem muito menos risco de desenvolver alergias a animais quando já são adultos.

Portanto, não se prive nem os prive da companhia de amigos peludos.