O que fazer se meu cão sofreu um acidente?

Um acidente, uma contusão, feridas e até fraturas  o perigo está à espreita. Uma simples caminhada pode expor nossos cães a situações onde um acidente pode acontecer. Enquanto levamos o animal ao veterinário, é importante saber como devemos agir em caso de emergência para salvar a vida do nosso amigo de quatro patas.

Nos primeiros momentos após um acidente, é muito importante deitar o animal sobre o seu lado direito e cobri-lo com um cobertor. Uma pancada muito forte representa um grande perigo para a vida do cão.

Se ele está inconsciente, o pescoço deve permanecer reto para facilitar a respiração. A seguir, abriremos a sua boca, tentando puxar a língua para desobstruir a passagem de ar.

cães de raça pequena

Como saber se o cão está respirando? Observaremos se o peito do animal sobe e desce. Se for preciso medir o pulso, o faremos na parte interna das patas traseiras. É bom lembrar que o número de pulsações normais para um cão com até 13kg está entre 100 e 160 batimentos por minuto.

Para medir a pulsação do cão, basta contabilizar o número de batidas por 15 segundos e multiplicar por quatro para obter o número de batimentos totais por minuto. Para nos assegurarmos de que a contagem está correta, basta repetir o procedimento.

O transporte do animal acidentado para a clínica veterinária é muito delicado, pois pode ser incômodo e doloroso para ele. É recomendável cobrir o cão com um cobertor durante o deslocamento. Se o transporte é feito de carro, não é uma boa ideia levá-lo no chão do veículo, já que uma freada poderia aumentar os danos e o desconforto.

Feridas, hemorragias, fraturas…

  • Em caso de hemorragias, é preciso interromper imediatamente o fluxo de sangue. Para isso, aplicaremos uma compressa umedecida no corte. Depois de estancar o sangramento, cortaremos o pelo ao redor da ferida para limpá-la, acelerando a cicatrização. Em seguida, iremos imediatamente ao veterinário.
  • Se a ferida foi causada pela mordida de outro cão, além de cortar o pelo ao redor do machucado, limparemos com cuidado a região infectada. Para tal, utilizaremos água morna e um antisséptico suave. Se a lesão for profunda, será necessário ir ao veterinário com urgência.
  • Caso o cão tenha fraturado algum osso, é muito importante agir com cuidado e sem movimentos bruscos. Podemos tentar imobilizar a região lesionada (caso tenhamos conhecimento em primeiros socorros) utilizando um laço, revista, pedaços de pano etc. Se você não sabe como agir, é importante não manipular a região afetada para não piorar a lesão.
  • Afogamento. Se o animal tiver sintomas de afogamento ou asfixia depois de cair na água, a forma correta de carregá-lo é levantando-o pelas pernas traseiras. Dessa forma, conseguiremos que todo o líquido saia dos pulmões dele. Se ele não respirar, pressionaremos de forma rítmica os dois lados do tórax para reanimá-lo. Um truque caseiro, mas prático, é fechar bem a boca do cão e soprar com a outra mão em forma de tubo em suas narinas.

Em caso de envenenamento

cão-doente-1

Intoxicações e envenenamentos são outros dos riscos a que os cães estão sujeitos durante passeios ao ar livre. Os sinais mais evidentes de um envenenamento são vômitos, náuseas e convulsões. O animal também pode ter espuma na boca.

A primeira atitude é identificar a substância e guardar uma amostra que levaremos ao veterinário. Também é importante fazer com que o animal beba um pouco de leite ou água para conseguir diluir o veneno em seu organismo.

Se a substância tóxica entrou em contato com a pele do cão, é preciso lavar a região com muita água para que, caso o animal lamba, não ingira o veneno. Se for preciso, cortaremos o pelo da região.

Perigos para os olhos

Ao longo do passeio, muitos perigos podem aparecer para o nosso amigo peludo, desde grãos de areia a galhos de árvore com pontas afiadas. Se o globo ocular do animal sofrer alguma lesão e a pálpebra estiver fechada, não devemos forçá-lo a abri-la.

O kit de primeiros socorros em casos de acidentes

Não deixe faltar luvas, tesouras, iodo, ataduras, esparadrapo, termômetro clínico, algodão, água oxigenada, álcool, gaze etc no kit que você tiver em casa.