O que são os antioxidantes e que papel desempenham na nutrição de animais de estimação?

Antioxidantes

Os humanos geralmente se preocupam com os efeitos do tempo, mas nossos animais de estimação também são atingidos pela velhice. É que os animais também sofrem com o envelhecimento celular. Por isso, é necessário uma dieta que tenha esses elementos para mantê-los sãos e fortes.

Radicais versus antioxidantes

Cachorro

A maioria dos seres vivos dependem do oxigênio para respirar. Mas, ao mesmo tempo, esse elemento é o causador da oxidação celular, ao produzir radicais livres. Isso acontece quando o organismo metaboliza, naturalmente, o oxigênio.

O corpo elabora naturalmente antioxidantes (cuja função é contrariar os efeitos da oxidação celular, ao evitar a formação de radicais livres) há situações em que acontecem desequilíbrios, provocando a aparição de alterações cancerígenas, cardiológicas, neurológicas e até pulmonares.

O envelhecimento celular nos animais se manifesta através de uma série de mudanças em seus organismos:

  • Lesões celulares ou inibições enzimáticas;
  • Diminuição das defesas imunológicas;
  • Diminuição de algumas de suas funções fisiológicas;

Esses processos aumentam a probabilidade dos nossos amigos de estimação (gato, cão ou a espécie que você tenha escolhido adotar) sofrerem doenças relacionadas com a velhice. Por isso, nosso esforço deve ser na desaceleração dos processos biológicos típicos da idade e em tratar de evitar as doenças geriátricas. E aí que os antioxidantes ganham a batalha. 

É preciso ter em mente, além disso, que o sistema imunológico é muito sensível ao processo oxidativo e por isso, as células imunitárias requerem maiores níveis de antioxidantes. Daí vem a forte relação entre a má nutrição e os problemas imunológicos.

Um animal que consome uma dieta pobre ou que tem sido alimentado incorretamente durante algum período da vida tem mais possibilidades de sofrer infecções, doenças cardiovasculares, artrites e câncer.

Antioxidantes: protagonistas indiscutíveis para a boa nutrição dos animais de estimação

Cachorro comendo verdura

Os antioxidantes se classificam em endógenos e exógenos. No primeiro caso, tratam-se de enzimas presentes nos tecidos e que atuam de forma conjunta com minerais que se aportam através de uma dieta equilibrada.

Os segundos antioxidantes são os que são adquiridos através da nutrição. Por isso é tão importante a alimentação que a alimentação seja balanceada – a ração ou a comida que você prepara. O veterinário saberá te aconselhar sobre as melhores opções em cada caso:

Os principais antioxidantes são:

  • Vitamina C (Ácido Ascórbico)

Tanto os cães como os gatos produzem em seus organismos em quantidade necessária, para a função metabólica, é insuficiente como antioxidante. Por isso, pode existir um déficit frente a situações de estresse ou quadros infecciosos, e deve ser incorporada através dos alimentos. Nos balanceados, a vitamina C se utiliza micro encapsulada para protegê-la da temperatura da extrusão (forma de cozedura rápida, contínua e homogênea).

  • Provitamina A (Beta-Caroteno)

É útil para manter em equilíbrio o sistema imunológico. Também para diminuir a aparição de certos tipos de cânceres em alguns animais.

  • Vitamina E (Alfa-Tocoferol)

Protege a integridade da vitamina A. Alguns estudos demonstram que a vitamina E melhora a reposta imunológica depois da vacinação em cães e gatos jovens. Além disso, aumenta a função imunitária em animais idosos.

  • Oligoelementos

São minerais (selênio, cobre, manganésio e zinco) que formam parte da estrutura das enzimas antioxidantes. Sem a presença deles estas estruturas moleculares não poderiam desempenhar suas funções.

  • Flavonoides

Tratam-se de substâncias naturais, de origem vegetal, que estão presentes em um grande número de alimentos, principalmente em frutas e legumes. Atuam como coletores de radicais livres e evitam ou desaceleram o envelhecimento celular, melhorando a saúde dos animais de estimação.

A abordagem é fácil, então. Se os animais de estimação não ingerem uma quantidade suficiente de antioxidantes através de uma dieta equilibrada, podem chegar a sofrer alterações imunológicas e um rápido envelhecimento celular.

Uma boa maneira de demonstrar a seu animal de estimação o quanto você o ama, é proporcionando a ele uma alimentação que tenha todos os elementos necessários para assegurar uma boa qualidade de vida em cada uma das etapas dele.