O Ragdoll, um gigante muito amável

Quem conhece essa raça, certamente irá dizer que basta passar uns poucos minutos com estes animais para fazer qualquer pessoa mudar de opinião sobre não gostar de bichanos.

É possível que você também escute que essa raça têm algumas atitudes de cachorro, porque correm entusiasmados para te receber quando você fica ausente por um pouco tempo, são muito carinhosos e, geralmente, vão te seguir pela casa toda.

Apresentamos o Ragdoll, um gatinho que pode chegar a pesar 10kg e alcançar os 90 centímetros de comprimento, mas quando relaxa entre seus braços, parece um boneco macio. Daí a origem do seu nome, que pode ser traduzido como “boneco de pano”.

A origem do Ragdoll foi discutida durante anos. Entretanto, tudo parece indicar que eles vêm dos descendentes de Josephine, uma gata angorá de cor branca que, em 1963, pariu uns gatinhos de características muito particulares: tamanho grande, lindos olhos azuis e pelo sedoso de médio comprimento.

A dona de Josephine realizou cruzadas seletivas entre esses animais e também com alguns de outras raças. Os gatos que apresentavam as características que se procuravam, foram selecionados para conseguir uma linha pura.

Conhecendo o Ragdoll

Características da raça

Estes amáveis gigantes de olhos azuis e de aspecto forte e sólido, podem demorar uns três anos para alcançar por completo seu desenvolvimento físico. Quando o fazem, os machos pesam entre 5,4kg e 9kg e, as fêmeas, entre 4,5kg e 6,8kg.

Os gatinhos Ragdolls são totalmente brancos quando nascem. Mas, geralmente, a partir da primeira semana de vida, começam a aparecer a cor e o padrão da raça.

O Ragdoll é uma raça colorpoint. Isso significa que eles apresentam um esquema de cor regido devido ao gene cs (gene da linha albina) e aqueles que produzem coloração mais escura nos chamamos pontos de cor (extremidades, rabo, rosto e orelhas).

O resto do corpo tem um pelo da cor mais claro, dependendo da cor do point, devido à temperatura do corpo afetar a densidade da cor.

Há quem defina o Ragdoll como a melhor raça de gato: o pelo é bastante maleável e lindo como da raça Birmane; o caráter, tão carinhoso e tranquilo como do Persa; a saúde como a do Norueguês da Floresta e o tamanho grande como os Maine Coons.

Detalhamos outras características físicas:

  • Corpo comprido e musculoso, com peito amplo e ossos um pouco robustos. Cabeça de tamanho mediano, ampla e uniforme, com o queixo muito desenvolvido e focinho redondo e um pouco comprido.
  • Olhos grandes e ovais; orelhas medianas, amplas e de pontas redondas; nariz com ligeira inclinação (vistas de perfil). Pescoço curto e maciço.
  • Patas de comprimento mediano (as traseiras são mais compridas que as dianteiras) com pés de forma redonda e com mechas de pelo que sobressaem na zona dos dedos.
  • Rabo comprido, denso e grosso na base e desfiada no extremo; com forma de pluma.
  • Pelo semilargo, denso e suave e com pouca tendência para embaraçar. Predominam as cores marrom, cinza, chocolate, creme avermelhado.

Assim é o Ragdoll, um gigante muito amável que é muito amado

gato ragdoll

O Ragdoll é um gato sociável, tranquilo e dócil, embora não dispense uma brincadeira. Mia pouco e de forma fraca. Para compensar isso, seus ronrons são quase permanentes.

Caseiro, inteligente e curioso, adapta-se facilmente às mudanças e convive sem inconvenientes com outros animais de estimação, sejam ou não da mesma espécie.

Não gosta de ficar só e sua felicidade consiste em dar e receber carinho de seus donos.

Por todas essas características, é ideal para estar com crianças ou idosos. A raça começou a ser utilizada em terapias, visto que é capaz de transmitir calma e a tranquilidade que algumas pessoas necessitam para melhorar seu estado físico e emocional.

Além disso, é uma raça de vida longa e saudável, embora possa chegar a formar “bolas de pelo” em seu aparelho digestivo, que são facilmente tratáveis.

Entretanto, lembre-se que, apesar de seu nome, você não tem um boneco em seu lar, mas sim um animal:  alimento balanceado e de boa qualidade, vacine, vermifugue e leve ao veterinário de forma periódica para assegurar que tudo está correndo bem com seu animal.