O sol causa danos à pele dos nossos bichinhos?

Sabemos que expor o nosso animal de estimação ao sol durante muito tempo pode causar nele uma insolação. No entanto, existem ocasiões em que o sol não está tão forte e queremos levar o nosso pet para nos acompanhar a fazer uma trilha, por exemplo. Mas como o sol afeta a pele dos nossos animais?

Neste artigo, vamos explicar a vocês de que maneira a pele dos nossos bichinhos é afetada e quais são as precauções que devem ser tomadas.

O sol e a pele dos nossos animais de estimação

caes-e-gatos

O sol em excesso pode nos causar sérios problemas de pele, como queimaduras ou câncer, mas nós não somos os únicos. Apesar dos nossos animais de estimação disporem de uma pelugem e da sua pigmentação os protegerem do sol, as grandes exposições podem causar-lhes danos sérios e irreversíveis.

Os cães têm um alto nível de melanina. Ela é uma micropigmentação que protege a pele dos efeitos do sol. No entanto, ela não infalível para combater todos os tipos de dano.

Na verdade, uma exposição excessiva e sem precaução pode causar uma dermatite solar ou acneica, ou, no pior dos casos, câncer. Além disso, pode modificar a sua pigmentação, causando manchas escuras na sua pele, que debilitam a sua proteção contra os raios solares.

Por isso, você não deve levar o seu cão para passear quando estiver fazendo muito sol. E quando for levá-lo, não passeie durante muito tempo e aplique o protetor solar de pelo menos fator 30 nas zonas em que o animal não tiver pigmentação ou pelugem.

Como saber se o meu cão está com dermatite solar?

Os sintomas da dermatite podem passar despercebidos se não estivermos atentos ao nosso animal de estimação. Estes são os sintomas, alguns mais perceptíveis do que outros:

  • Lesões. O seu animal pode apresentar feridas, já que ele poderá se arranhar devido ao calor e à sudorese.
  • Ressecamento. O sol resseca muito a pele, por isso, se o seu cão está apresentando problemas de pele seca, é provável que ele esteja começando a desenvolver uma dermatite.
  • Descamação e vermelhidão. Esse é o segundo passo do ressecamento. Por isso, se antes disso acontecer você se deu conta de que o seu animal de estimação estava com a pele seca, aplique uma loção hidratante. Tente usar uma loção que não tenha substâncias químicas, pois isso pode piorar a situação. Um bom aliado é o aloe vera (babosa), por exemplo.
  • Queda de pelo. Se ele está perdendo mais pelo que o habitual, é provável que esteja com dermatite devido à exposição ao sol.
  • Úlceras. Se ele apresentar úlceras no corpo, em especial no nariz, pálpebras e orelhas, elas podem ter sido causadas por uma exposição indevida ao nosso astro-rei.

O que acontece com os animais sem pelo?

o-pelo-do-seu-gato-mais-brilhante

Existem muitas raças de gato e de cães sem pelugem ou sem pigmentação na pele. Os efeitos do sol são muito mais prejudiciais para eles, por isso, é preciso tomar medidas mais extremas. Portanto, deve-se evitar qualquer tipo de exposição ao sol.

Uma dermatite ou até mesmo o câncer pode ser adquirido em instantes, assim como diz o ditado, “melhor prevenir do que remediar”. Se não tiver necessidade, não exponha o seu pet ao sol, pois poderá causar nele grandes danos.

Se você não tem certeza de quais produtos pode aplicar no seu amigo de quatro patas, fale com o seu veterinário, ele sempre será a melhor pessoa para aconselhá-lo e oferecerá as melhores opções para que você cuide devidamente do seu amigo e vele pelo seu bem-estar.

Lembre-se de que os raios solares não são somente prejudiciais nos períodos do verão, mas também podem causar danos em qualquer época do ano.