Os 10 erros mais comuns dos donos de cães

Tomar a decisão de adotar um animal de estimação não é uma tarefa fácil. Devemos avaliar as vantagens e desvantagens que isso trará em nossa casa e, especialmente, em nossa vida.

Temos que levar em conta que são seres vivos que necessitam de cuidados básicos, como sua alimentação e cuidados com saúde, mas também precisam de brincadeiras, passeios e, claro, muito carinho.

Ainda que possa parecer uma tarefa simples, é preciso lembrar que para ser dono de um animal de estimação a característica mais importante é ser responsável. É por isso que no próximo artigo eu quero apresentar as 10 atitudes irresponsáveis mais comuns dos donos de cães. Embora pareçam óbvios, os erros são cometidos com frequência.

1. Adotar um cão e se arrepender em seguida

cachorros

Lembre-se: um cachorro não é um brinquedo, mas um ser vivo que, a princípio, fará suas necessidades por toda a casa, morder o que aparecer em sua frente e chorar à noite quando o deixarmos sozinho.

Só devemos adotar um cão se realmente amarmos os animais e se estivermos dispostos a ter paciência no período de educação de nosso pequeno amigo.

2. Não fornecer alimento e cuidados médicos

Parece algo óbvio: nosso cão deve estar bem alimentado e com uma dieta específica parra ele, proporcionando vitaminas e suprimentos nutricionais quando necessário.

Se perceber que seu animal de estimação está estranho, mudou alguns de seus hábitos ou está um pouco debilitado, consulte um veterinário. Além disso, você deve estar atento à agenda de vacinação, prestar atenção em sua higiene e, acima de tudo, atender às suas necessidades.

3. Não ter tempo para o animal de estimação

Os cachorros necessitam que dediquemos tempo diariamente a eles, não apenas para os alimentarmos, mas para passear e brincar com eles. Não devemos deixar nosso fiel amigo mais de 8 horas diários sozinho em casa, ou passear com ele apenas para fazer as necessidades. Você deve lembrar que ele é um membro da família e que, como todos, também precisa de amor e carinho.

4. Ser uma pessoa má educada

Os cães serão, no futuro, como nós os educarmos. É culpa dos proprietários que algumas pessoas não gostem deles, já que fazem suas necessidades nas calçadas e latem sem parar quando passam muitas horas sozinhos. Outra má conduta é passear com os cães soltos nas ruas, atacando todos os que passam por perto.

Devemos ter consciência dos perigos que isso acarreta. Portanto, eduque seu cão enquanto ainda é um filhote.

5. Não cumprir com as normas do país

Cada país regulamenta de forma diferente os requisitos legais para se ter um animal de estimação, como cumprir com a agenda de vacinação, se devem andar com focinheira pelas ruas ou usar uma placa de identificação. Tudo isso, além de cumprir com as leis do país, pode evitar futuros inconvenientes.

6. Escolher uma raça inadequada

Muitos donos de cães escolhem uma determinada raça porque ela está na moda ou por gostarem mais dela. Essa é uma atitude irresponsável. Se você, por exemplo, é uma pessoa sedentária e adota uma raça que necessita de muito exercício físico, seu animal pode passar a sofrer de ansiedade e estragar os móveis da casa.

É por isso que, antes de adotar um animal de estimação, você deve se informar muito bem de todos os cuidados que ele necessita, oferecendor a atenção que ele precisa.

7. Não o educar desde pequeno

Existem pessoas que pensam que será fácil educar um cão, mas esse é um erro grave. É preciso realizar essa tarefa quando ainda são filhotes, sempre com uma educação baseada no reforço positivo, recompensando-os quando se comportam bem e, é claro, NUNCA ser violento ou maltratar os animais.

8. Não levar o cão para passear

cachorro passeando

É muito comum que as pessoas que moram casas com jardins grandes não levem seus cães para passear. Dessa forma, estão impedindo o animal de conviver com outros animais e pessoas. É bom viver em um local amplo e com muito espaço para brincar, mas o nosso animal de estimação também precisa de outros estímulos que só se encontra na rua.

9. Pensar que o cão não tem sentimentos

É um erro gravíssimo pensar que nosso animal de estimação não tem sentimentos ou que não nos entende. Nós que amamos os animais, principalmente os cães, sabemos que não é assim. Temos que tratá-los como membros de nossa família e não achar que “é apenas um cão”.

10. Ter uma fêmea que tenha filhotes…

Se somos donos de uma fêmea, devemos considerar que ela talvez engravide e tenha filhotes. Temos que avaliar o que fazer com eles e que, provavelmente, terão que ser adotados.