O que os nossos animais precisam de nós?

Antes de adquirir um animal de estimação, devemos saber que isso requer alguns cuidados que deveremos estar dispostos a oferecer. Um animal de estimação é um ser vivo e, como tal, tem necessidades físicas, emocionais e mentais. Essas necessidades vão depender muito do tipo de animal que você adquiriu, já que cada um deles precisa de coisas diferentes. Mas independentemente disso, todos têm necessidades básicas em comum. 

Responsabilidade

Não podemos dizer que um animal é para a vida toda (a não ser que seja um papagaio), mas sim, devemos estar conscientes de ele viverá conosco por alguns anos. Por isso, antes de adquirir um animal, você deve pensar se: você poder cuidar? Tem um lugar onde deixá-lo quando for viajar?

Também, você deve estar disposto a assumir todas as suas necessidades, já que um animal não só precisa de alimentos e água, mas também de carinho, tempo e atenção, além de energia, caso você tenha que levá-lo para passear.

Se você adquirir um animal, você deverá estar disposto a tudo isto, já que é sua própria decisão e deverá agir de acordo com isto.

Tempo

Mulher e coelho

Se você ainda está decidindo que tipo de animal quer ter, deve antes considerar quanto tempo dispõe para cuidar. Por exemplo, um cão precisará que você o leve à rua três vezes ao dia, ou mais, para correr, brincar e se relacionar com outros cães, e ele não poderá ficar durante muito tempo sozinho em casa.

Se você trabalha muitas horas e chega em sua casa esgotado e sem vontade de mais nada, incluindo passear com o seu cão, é melhor pensar em outras opções.

Um gato, por exemplo, não precisa ser levado para passear, mas precisa sim de atenção, ainda que possam ficar em casa três dias sozinhos, se tiverem o que comer e beber. Eles também requerem sua presença e atenção para poderem brincar com você, para penteá-los e mimá-los.

Se você não tem muito tempo e nem vontade de estar levando um animal várias vezes ao dia para passear, ou de lhe dar muitos mimos, é melhor que não escolha nem um cão e nem um gato como animal de estimação. Há outros tipos de animais que não requerem tanta atenção e cuidados como eles. Por exemplo, peixes, tartarugas, coelhos, hamsters, etc…

Mas ainda que eles não precisem tanto de nosso tempo, ainda assim você terá que lhes dedicar algum, para alimentá-los, escová-los, dar banho e limpar a gaiola. Todos os animais precisam da atenção do dono.

Habitat

Todos os animais de estimação precisam de um lugar digno para viver, seja uma gaiola, uma casinha, uma cama, um aquário ou um terrário. Isto implica em algumas despesas que você tem que estar disposto a assumir quando decide adquirir um animal. Cada animal tem uma necessidade diferente de habitat, mas você sempre deve levar em conta que deve ser um lugar cômodo e digno.

Em muitos casos, você terá que comprar também comedouros para os animais e, também, brinquedos com os quais eles possam se distrair. Por exemplo, os gatos precisarão de algo para arranhar, os cães de algo para morder, os hamsters, de uma roda para correr, etc.

Atenção médica

Cão e veternária

Todos os animais precisam, desde o início de suas vidas, de um veterinário, para que os examinem e para que tomem todas as vacinas necessárias. Além disso, devemos estar dispostos a assumir as despesas com o veterinário quando o nosso pet adoecer.

Quando temos um cão como animal de estimação, temos que levá-lo ao veterinário para que seja implantado o chip de identificação e manter sempre atualizada a caderneta de vacinação de nosso peludo.

Educação

Quando adquirimos um animal de estimação, temos que estar dispostos a dedicar tempo e esforço para lhe ensinar regras básicas de comportamento, como onde comer, onde fazer suas necessidades ou que venha até nós quando chamado.

Dependerá da cada um se quer ensinar outras coisas não tão básicas ao animal, como ir a um determinado lugar, se sentar ou não subir no sofá.

Como você pode ver, ter um pet implica em responsabilidades, as quais estamos seguros de que você está ciente. Portanto, antes de decidir se adquire um animalzinho ou não, pense em tudo o que isto implica e, então, tome uma boa decisão. Não se deixe levar por impulsos de querer um animal, lembre-se que os animais necessitam de nós, eles não são de pelúcia, mas sim seres vivos.