Os animais também amam a música

Nossos animais, como membros da família que são, compartilham atividades e gostos conosco. Certo? Ou pelo menos é isso que os donos acreditam. Certamente, mais de uma vez você foi surpreendido com o seu gato olhando atentamente a tela da televisão. Ou achou seu cão dormindo com serenidade enquanto escutava uma boa melodia de fundo.

O que na realidade seus donos não sabem, é como os animais decodificam esses sinais visuais e sonoros que recebem e o que significam para eles.

No desejo de demonstrar que os animais gozam da música tanto como os humanos, algumas pesquisas têm sido feitas e, ao longo dos anos, surgiu novas disciplinas, como é o caso da zoomusicologia.

Investigações para mostrar que os animais também amam a música

Os animais gostam de música

–  Tempos atrás, Galaxie (a rede de canais musicais da rádio nacional canadense) realizou um estudo que concluiu que os animais domésticos são aficionados à música.

Observaram que cães e gatos reagiam de maneira distinta com canções diferentes e até tinham temas favoritos. Também advertiram que, quando os animais de estimação ficavam a sós em casa, preferiam escutar uma suave música de fundo do que o silêncio.

Os cientistas da Escola de Psicologia da Universidade de Queens chegaram à conclusão de que a música clássica ajuda no relaxamento dos cães, reduz os latidos e aumenta o tempo que dedicam ao descanso.

Ao contrário, se fizermos ele escutar músicas como o estilo heavy metal, aumentarão o nível de agitação e os latidos se tornarão intermináveis. Qualquer efeito parecido que essas músicas provocam nos humanos, não parece ser uma simples coincidência.

Faz mais de 100 anos que um experimento no Zoológico de Bronx foi realizado. O teste foi publicado no jornal The New York Times com o nome “Os efeitos da música sobre Animais do Zoo“.  

A matéria relatava as reações de diferentes espécies ante os estímulos musicais. Por exemplo, observou-se que os orangotangos gostam das interpretações de Caruso e que mexiam seu corpo ao compasso do suingue. Ao contrário, os coiotes e lobos manifestavam susto e falta de tranquilidade.

– Cem anos mais tarde, um psicólogo da Universidade de Wisconsin fez um estudo com primatas e verificou que os macacos reagiam aos sons de acordo com a intensidade: algumas melodias os relaxavam e outras alteravam seus comportamentos.

De acordo com uma investigação da Queen’s University de Belfast, a música clássica é a favorita dos cães e gatos. Convencido disso, um músico estadunidense, Félix Pando, gravou um disco com composições de grandes autores clássicos mais adaptadas para estes animais.

Como? Gerou melodias relaxantes emitidas por instrumentos cujos sons e frequências são particularmente atraentes para eles. Sua música também tem efeitos especiais como o som dos pássaros, uivos e latidos.

Outros estudos verificaram que algumas vacas aumentaram a produção de leite quando escutavam “As quatro estações”, de Vivaldi, e que os porcos engordam mais rapidamente ao ouvir Mozart como música de fundo.

Os pesquisadores concluíram que a causa desses efeitos foi o ritmo e não a melodia.

Uma música para cada animal

Cda animal gosta de uma música

A zoomusicologia – também chamada zoosemiótica – é uma fusão entre a zoologia e a musicologia, que estuda a música dos animais e como estes seres respondem aos sons e que efeitos são provocados sobre eles.

O psicólogo Charles Snowdon descobriu que a melhor maneira de estudar o efeito da música nestes seres era criar uma determinada música para cada espécie, visto que eles escutam em frequências diferentes dos humanos.

Foi então que especialistas geraram música a partir da mistura dos ritmos, com a mesma faixa de frequências que os felinos utilizam para se comunicar entre eles, e canções que têm um ritmo similar ao ritmo do ronronado.

Logo, pegando como mostra 47 gatos, determinou-se que os animais mostraram sua preferência pelas canções compostas especialmente para eles.

Cada vez que soavam estas melodias, alguns dos gatos roçavam o rosto com os alto-falantes. Em contrapartida, permaneciam apáticos quando tinham que escutar a tradicional música clássica que os humanos desfrutam.

O certo é que, embora tudo pareça demonstrar que as pessoas têm gostos diferentes dos queridos animais de estimação, em matéria musical, compartilhamos o gosto por escutar uma boa música, de acordo com os parâmetros de cada um.