Os cães que brincam pouco se tornam mais agressivos

Dedicar um tempo todo dia para brincar com os bichos de estimação deve ser uma das coisas mais divertidas e desestressantes do mundo. No entanto, a falta de tempo de algumas pessoas -e de responsabilidade de outras- faz com que, às vezes, os animais de companhia não recebam a devida atenção. Porém esse é um assunto que você não deve se descuidar porque os cães que brincam pouco se tornam mais agressivos.

Te diremos por que os cães que brincam pouco se tornam mais agressivos

briga-cães

Autor: Mekanoide

Existem muitas causas que podem levar um cão a mostrar sinais de agressividade, não brincar muito e não praticar exercício estão entre elas. Passear com o seu bichinho por pouco tempo, só para que ele faça as suas necessidades é um grande erro.

Um animal que não se exercita o suficiente, além de engordar, irá começar a acumular energia que, se não for liberada corretamente, provocará mudanças no seu comportamento. Por exemplo:

  • Ele irá ficar nervoso.
  • Irá latir em excesso.
  • Danificará diversos objetos da casa.
  • Se mostrará agressivo com outros animais e pessoas.
  • Irá tentar te morder

Os cães que brincam pouco tendem a se tornar mais agressivos. Por isso, não descuide desse aspecto com relação ao seu bichinho. Passeie, exercite, e se divirta com o seu cão. O benefício será mútuo.

Bolas e amigos caninos, duas questões fundamentais

Então, é fundamental que você estimule o seu cachorro com diversas brincadeiras dentro e fora de casa. Assim, você conseguirá que o seu amigo de quatro patas se sinta feliz, já que você está se preocupando com ele, e deixará de lado as reações agressivas que ocorre devido à falta de atenção necessária.

Mesmo que existam diversos jogos de inteligência que você possa pôr em prática para que o seu bichinho exercite a mente e o seu corpo, passar um tempo com ele, mesmo que seja só atirando uma bola, fará com que ele se sinta muito contente e a sombra de agressão não formará mais parte do seu cotidiano.

Entretanto, você também deve deixá-lo interagir com outros cães, já que, não se esqueça, os cães são animais de manada. Além disso, lembre-se que se você socializar o seu cão desde pequeno, irá afastar as possibilidades dele se tornar agressivo com o passar do tempo.

Opções para brincar e estimular a inteligência do seu bicho de estimação

Como já falamos, existem muitas opções para que o seu cão, além de se divertir, se exercitar, incentivar também os seus sentidos -sobretudo, o olfato e a audição- e a sua inteligência.

Nos Pet Shops existem uma grande diversidade de brinquedos que, além de manter o seu amigo de quatro patas entretido, contribuirá para que ele trabalhe a sua cabecinha. Mas não é necessário que você gaste dinheiro, pois com um pouco de engenho e com os materiais adequados, você também poderá criar o seu.

Não hesite em consultar um veterinário para te informar sobre as melhores opções de brincadeiras e brinquedos para cães. E tenha sempre o cuidado de não adquirir os acessórios que sejam elaborados com materiais tóxicos e que se quebram com facilidade.

As pessoas e os cães que brincam são mais felizes

cão-e-crianças

Resumindo, um cão que mantém a sua mente ativa é um animal mais feliz. Além disso, estimular a inteligência do bichinho é a forma mais benéfica para evitar que ele fique entediado e que apareçam comportamentos indesejados, como por exemplo, a agressividade.

Portanto, não se esqueça de brincar um pouco, todos os dias, com o seu bicho de estimação. Isso também irá ajudar você. Por mais que você esteja cansado e estressado depois de um dia mais que atarefado, interagir com o seu animal de estimação é a melhor ajuda para você se esquecer dessa loucura cotidiana.

Você verá que, depois de um tempo brincando e de um passeio sem pressa, a sua mente estará menos cheia e o seu corpo ficará menos tensionado em um passe de mágica. Então, brinque, passeie e se exercite com o seu cão. Não veja isso como uma obrigação, mas como uma atividade benéfica e prazerosa para vocês dois.

E se você tiver filhos pequenos, não os prive, nem prive você mesmo de crescer junto com o seu bicho de estimação. O seu filho terá um ótimo companheiro para brincar e o seu cão não terá tempo para pensar no tédio e muito menos de se tornar agressivo.