Os cães nos dão de presente o próprio coração

Cães em nosso coração

Quando pensamos pela primeira vez em adquirir um animal de estimação, e nos decidimos por um cão, tomamos a nossa decisão pensando no fato de que são animais mais expressivos, mais leais e mais carinhosos do que outros tipos de animais de estimação que poderíamos vir a ter.

Estamos certos de que quando você adquiriu um cão, tão logo tenha se passado alguns dias, e mesmo depois de meses ou anos, você jamais pensou que ele pudesse te dar de presente o próprio coração.

Há muitos exemplos reais de cães que deram o próprio coração aos seus donos, inclusive chegando a arriscar a vida por eles. Vejamos alguns.

Cães que deram de presente o próprio coração

Coração com mão e pata

 

Anjo caído

Este não é o nome da cadela da qual falaremos a seguir, mas foi o apelido que ela recebeu das pessoas de uma localidade em Campinas, perto de São Paulo. Uma mãe sem coração deixou o seu bebê recém-nascido, ainda com o cordão umbilical, jogado em uma lixeira. Que triste! Mas um anjo canino fez das tripas coração e o recolheu em sua boca, levando-o para a casa mais próxima para pedir ajuda.

Como essa cadelinha pôde saber o que tinha que fazer? Sem dúvida, os cães nascem com uma necessidade de ajudar e de dar tudo de si mesmos para fazer os outros felizes. O bebê foi levado ao hospital e foi salvo.

Clover

Este cão chegou ao seu novo lar e, seis dias depois, já se viu na necessidade de entregar seu coração para alguém. Em sua nova casa havia um menino diabético, Rico. Seus níveis de açúcar se descontrolavam muito frequentemente. Um dia Clover foi à cama da mãe de Rico e começou a empurrá-la com sua pata até que ela despertasse.

A mãe que não entendia o que o animal queria, pensou que possivelmente queria lhe dizer algo sobre Rico e, rapidamente, se dirigiu ao quarto do menino. E que bom! Ao encontrar o menino, ela verificou que tinha baixado os níveis de glicose dele de 118 para 40, algo que poderia matá-lo. Sem dúvida, mesmo que não tivessem ainda tido tempo suficiente para se conhecerem muito, Clover, o cão herói, já tinha entregue seu coração para esta família e, especialmente, para Rico.

Birillo

Cachorro em coração

 

Este cão, que nem sequer tinha pedigree, estava na praia com o seu dono quando escutou os gritos de um menino de cinco anos que não conseguia flutuar na água. Birillo tentou atrair a atenção de seu dono com empurrões e latidos, mas este não conseguiu entender o que o cão queria lhe dizer.

Não havia outra opção, Birillo sabia. O cão se jogou na água e começou a nadar em busca do menino que se estava se afogando. Quando outro banhista viu o que estava acontecendo, correu em busca do menino. Por fim, o pequeno pôde ser trazido para a areia, mas infelizmente Birillo perdeu sua vida. Entregou seu coração a esse menino que nem sequer conhecia.

Poppy

Poppy é um cão labrador que foi treinado para conviver com pessoas que sofrem ataques epilépticos. Um dia, Poppy começou a lamber a sua dona no pescoço, de forma desesperada, conseguindo que esta se deitasse no sofá. Ele fez isto porque sentiu que sua dona iria ter um ataque epiléptico e a posição em que estava sentada não era segura.

Quando o ataque aconteceu, o animal começou a lamber a boca de sua proprietária para impedir que ela morresse asfixiada por uma excessiva quantidade de saliva. Como o cão sabia que a dona sofreria um ataque e também o que ele tinha que fazer para salvá-la? Não sabemos, mas está claro que já ele lhe tinha entregue o seu próprio coração, e já fazia tempo, esta era sua forma de demonstrar isto.

Sem dúvida, os cães nos entregam seu coração mesmo que nós não saibamos. Em muitas ocasiões, eles demonstraram ter mais amor e sentimentos que muitos seres humanos. Por isso, se os cães estão dispostos a fazer coisas tão heróicas como estas, você não acha que deveríamos corresponder a isto com o nosso amor e com cuidados incondicionais?