Os cuidados na velhice dos cachorros

Hoje vamos falar da etapa mais difícil da vida de um cachorro. Estamos nos referindo a sua velhice. No entanto, não queremos somente abordar seus cuidados básicos, como a alimentação e saúde, mas também a dedicação e o carinho de seus donos com eles.

Quem tem cachorro sabe perfeitamente que quando vamos adotar um, ficamos encantados em vê-los como filhotinhos, contemplando seu crescimento e desenvolvimento ao longo dos anos, cuidando da sua educação e garantindo que não lhe falte nada.

Mas também é muito difícil ver como nosso querido amigo vai se tornando velhinho, começa a ter problemas de saúde e já não é tão ágil quanto antes.

Mas não se preocupe. Nós de “Meus Animais” queremos ensinar os cuidados que deve-se ter na velhice dos cachorros e também dar conselhos para nos acostumarmos que a lei da vida; e para que nosso fiel amigo passe por esta etapa feliz. Pois, assim faremos com que este processo natural seja mais facilmente enfrentado.

Primeiros indícios da velhice dos cachorros

Indícios da velhice nos cachorros

As etapas dos cães não são medidas somente pela idade que eles têm, pois depende também do tipo de raça.

Assim, a velhice chegará em idades diferentes dependendo da raça de cada cachorro. Pois bem, a velhice pode ser detectada facilmente.

Por exemplo, quando notarmos que nosso cão está com pelos grisalhos, principalmente na cara e posteriormente se estendendo por toda a pelagem do corpo.

Iremos perceber também que nosso animal já não é mais tão ágil quanto antes, que ele tem dificuldade ao fazer exercícios e que já não se entusiasma muito em sair para passear.

Isso ocorre pois ele se sente mais cansado e porque seu corpo já não responde da mesma maneira que antes.

É importante ter muito cuidado com isso, já que se ele não fizer nenhuma atividade física, corremos o risco de que o nosso animal de estimação sofra com o sobrepeso, algo que não ajuda em nada a saúde dos ossos e das articulações.

Também podem surgir doenças como a insuficiência renal, problemas cardíacos, transtornos intestinais, etc. É muito importante que você leve seu cão regularmente ao veterinário, já que desta forma ele poderá detectar os possíveis problemas a tempo.

Os cuidados com a alimentação

Como falamos anteriormente, nosso cão já não fará o mesmo exercício físico de antes, por isso não irá queimar o mesmo número de calorias. Assim, será necessário mudar a sua alimentação.

Consulte um veterinário, pois nesta etapa o ideal é dar ao cachorro comida tipo “sênior”. Também teremos que alterar a quantidade diária, mas lembre-se de que esta mudança deve ser feita pouco a pouco, de maneira gradual.

É recomendável uma alimentação rica em fibras e vitamina C. Seria importante consultar um veterinário e verificar a necessidade de fazer uso de suplementos vitamínicos naturais, como podem ser a spirulina, resveratrol, etc.

Procure alimentar seu cão em horários fixos e sempre no mesmo lugar. Nesta etapa da velhice, os cães se incomodam com mudanças no ritmo ou no local de suas coisas. Também é melhor dividir sua ração de comida diária em partes diferentes. Desta forma poderemos facilitar a digestão.

Cuidados com o corpo

Cuidados com cães idosos

Agora, mais do que nunca, você deve prestar bastante atenção ao cuidado com o corpo e a higiene do cachorro.

Fique ainda mais atento aos seus dentes. Nesta etapa da vida dos cães começam a aparecer problemas nos dentes, mau hálito, tártaro acumulado, etc, que podem provocar doenças mais sérias, algumas que chegam a ser fatais.

É necessário levar seu cachorro ao veterinário para que ele examine os dentes e, se necessário, faça uma limpeza bucal.

Também é importante cuidar das suas unhas e principalmente dos esporões, vigiando para que eles não sejam infectados, já que isso pode ser muito doloroso para ele.

Por isso você deve levá-lo ao veterinário para cortá-los regularmente, ainda que você também possa fazer isso em casa, prestando muita atenção para não machucá-lo.

Nesta etapa você deve escovar os pelos do seu animal quase diariamente, pois desta maneira poderá evitar o surgimento de nós e o alojamento de parasitas.

Aproveite este momento para tocar em seu cão e notar se surgiu alguma verruga ou até um pequeno tumor, e se perceber algo diferente consulte o veterinário.

Conselhos para uma velhice feliz

É muito importante cuidar da saúde física e mental de seu animal de estimação. Dedique mais tempo a ele e leve-o para passear, fazendo com ele uma lista de exercícios diários (você pode consultar quais seriam os mais apropriados com o seu veterinário).

Lembre-se de que ele terá menos vontade de fazer atividade física, mas é necessário que ele brinque e caminhe diariamente.

Não se esqueça de levar seu cachorro ao veterinário regularmente, pois temos que aumentar o controle nesta etapa da vida.

Todos estes cuidados são muito importantes para a saúde do nosso animal, mas algo que é primordial na velhice do seu cão são as carícias e a atenção dedicada a ele.

Lembre-se de que ele foi o seu amigo fiel durante toda a sua vida, que vocês compartilharam momentos muito bonitos e que agora é o momento no qual ele irá partir pouco a pouco. Assim, é você quem deve dar a ele sua total atenção e carinho.