Os melhores cães para casas pequenas

Raças ideais para casa pequenas

Se você está pensando em adotar um pet e sua casa é pequena, não desanime, porém há uma série de questões que você deverá considerar na hora de pensar nas opções mais recomendáveis de raças de cães para casas pequenas.

E se você já tem um amigo peludo e irá se mudar para um espaço mais reduzido, também não se desespere. Com paciência e amor poderá ser encontrada a solução para que o animal se adapte à nova situação.

Porém, de maneira nenhuma você deverá pensar em procurar outro dono para o seu melhor amigo peludo e, muito menos, abandonar o seu cão.

Existem melhores raças de cães para casas pequenas?

Bichon maltês

Afirmar que um cão se adequará melhor que outro a uma casa pequena, ou inclusive a um apartamento, é um pouco arriscado.

Partindo do princípio de que o tamanho ou a raça do animal podem determinar melhores condições de convivência em espaços reduzidos, devemos considerar também outros fatores, como o nosso estilo de vida e o tempo que podemos dedicar ao nosso pet.

Ainda que o ideal fosse que tanto humanos como cães vivessem em casas amplas, com grandes quintais e jardins, devemos aprender a como nos acomodar às diferentes circunstâncias.

E se você se comprometer a suprir as necessidades de seu peludo, certamente ele se adaptará ao tamanho de seu novo lar.

Passeios e educação além do tamanho de sua casa

Independentemente do tamanho de sua casa e do tamanho de seu animal, um cão precisa passear ao ar livre para, entre outras coisas:

  • Caminhar;
  • Correr;
  • Brincar;
  • Relacionar-se com seus pares;
  • Exercitar seu olfato.

Além de tudo isso, é óbvio que você deve ensinar ao seu cão regras básicas de comportamento e que, neste pacote, deve estar o controle da atividade preferida de muitos cães, que é o latir.

Este assunto é ainda mais importante se você vive em um apartamento já que, se o seu cão latir o tempo todo, isso poderá causar alguns inconvenientes com os vizinhos. Não se esqueça: nestes casos, consulte sempre o regulamento do edifício.

Além do tamanho ou da raça do cão, devemos considerar fatores como o nosso estilo de vida e o tempo que podemos dedicar ao nosso animal de estimação.

Boxer no sofá

Algumas raças que podem se adaptar melhor a uma casa pequena

Em alguns casos, a realidade se impõe. Se moramos em uma quitinete, ter um São Bernardo ou um Grand Dinamarquês pode ser tão incômodo para nós como para o animal.

Para uma referência, daremos a você uma lista sobre as raças de cães mais recomendáveis para as casas pequenas, considerando o tamanho e a personalidade de seu animal.

Por ordem alfabética:

  • Bichón Maltês;
  • Buldogue Francês;
  • Buldogue Inglês;
  • Cocker Spaniel;
  • Lhasa Apso;
  • Pequinês;
  • Poodle;
  • Pug;
  • Shih-tzu;
  • West highland white terrier.

Outras raças que podem ser adequadas a casas pequenas

A seguir, daremos uma outra lista de raças de cães também recomendáveis para você adotar se você tiver uma casa pequena. Mas você deve saber também que são raças que latem mais e são mais nervosas que as que indicamos anteriormente.

Por esse motivo, se não forem devidamente educadas, podem chegar a gerar inconvenientes com os vizinhos se você morar em um apartamento. Leve em conta, então, também estas outras opções:

Raças grandes e mestiças em casas pequenas

Há algumas raças de cães de tamanho maior que, por suas características, também poderiam chegar a se adaptar, sem maiores inconvenientes, a espaços reduzidos. É o caso dos Labradores e do Golden, dos Galgos e do Boxer.

Quanto aos cães vira latas, se você vai adotar um, pergunte pelas características de sua personalidade no canil onde for pegá-lo, para saber se ele poderá se adaptar, sem muito esforço, a uma casa pequena.

Responsabilidade e amor

Na hora de adotar um cão, deveremos sempre levar em conta que estamos nos tornando responsáveis por um ser vivo e que assumiremos um compromisso que tem que ser para a vida toda.

Este compromisso implica em considerar, a priori, suprir todas as necessidades de seu futuro amigo. E nessa lista está, como é óbvio, avaliar se há espaço suficiente em seu lar para que o animal esteja cômodo sem incomodar o resto da família, por exemplo.

Ainda que a casa possa ser pequena, o coração deverá ser bem grande. Amar também é garantir qualidade de vida para humanos e animais.

Créditos da imagem: wombatarama.