Os perigos para os animais de estimação em época de festas

Perigos em épocas de festas

Ainda que as férias possam ser a época mais feliz para nós humanos, também pode ser o momento mais perigoso do ano para os nossos animais de estimação. Felizmente, existem algumas atitudes simples que podemos adotar para reduzir os riscos das épocas festivas e ajudar o seu amado cão ou gato a desfrutar de uma temporada de férias feliz e saudável.

Você pode proteger o seu pet durantes as férias cuidando basicamente de quatro aspectos, que representam os principais perigos para os animais domésticos. Você não apenas evitará dor ao seu companheiro, mas também economizará muito dinheiro com serviços veterinários de emergência.

De fato, somente nos Estados Unidos muitas das reivindicações de seguro para animais domésticos vão de U$$ 465 por envenenamento acidental, até U$$ 1.284 em casos de objetos não comestíveis no sistema digestivo de cães e gatos.

Alimentos perigosos

Juntos com as férias, chegam também uma abundância de alimentos deliciosos. Infelizmente, alguns de nossos pratos favoritos podem ser perigosos, e até mesmo fatais, para os animais de estimação.

O primeiro passo para proteger o seu pet de intoxicação alimentar é mantê-lo em uma dieta regular e avisar aos seus convidados que, por favor, não deem restos de comida ao seu animal.

Abaixo, listamos alimentos que são muito comuns nas festas de fim de ano e são especialmente perigosos para os cães:

  • Chocolate;
  • Produtos que contém xilitol;
  • Pedaços de ossos e gordura;
  • Enfeites, fitas e ornamentos.

 

cachorro com chocolate

Enfeites e ornamentos podem não ser tóxicos, mas ainda podem ser perigosos para seu cão ou gato se ele se engasgar ou os objetos se emaranharem em seus pequenos intestinos. Uma pequena mordida de um desses brinquedos que se penduram em árvores de Natal poderá custar a vida de seu animal de estimação.

Visto que os gatos amam objetos pendentes, brilhantes e chamativos, são mais propensos que os cães a aproveitar a oportunidade e brincar com os enfeites que se movem com a mais leve das brisas.

O que você pode fazer? Fácil. Se guirlandas e similares são parte fundamental da decoração de sua casa, certifique-se de pendurá-las fora do alcance de seu pet.

O mesmo ocorre com os demais ornamentos, como bolas. Não pendure os ornamentos frágeis nas partes mais baixas ou onde possam cair com facilidade, especialmente se forem frágeis, já que um cão ou gato muito curioso pode acabar se cortando. Da mesma forma, se engolirem algum fragmento, podem engasgar ou ter cortes na boca, garganta ou, pior ainda, no intestino.

As luzes e velas das festas

 A maioria de nós não pode resistir às luzes brilhantes das festas de fim de ano e o mesmo vale para os nossos animais de estimação. Se o seu cão ou gato gosta de mastigar mais do que apenas a sua ração, poderá correr o risco de sofrer choques ao morder o cabo das luzes da árvore de Natal.

Ou perigo óbvio é o fogo. Portanto, as velas devem ser colocadas fora do alcance das patas e a cera merece uma atenção especial. A cera das velas é quente e pode causar queimaduras graves, especialmente nas almofadas de patas mais delicadas.

gato comendo planta

Plantas tóxicas

Antes de encher os cômodos da sua casa com azevinho e outras plantas tradicionais de Natal, verifique se o seu plano de decoração leva em consideração a saúde do seu animal de estimação. Muitas das plantas comuns do Natal são venenosas e até mesmo mortais para cães e gatos.

A intoxicação por plantas dentro de casa é uma das principais razões para visitar o veterinário. Portanto, é melhor colocar suas plantas fora do alcance dos seus animais, especialmente gatos, que são especialistas em escaladas e gostam de dormir em plantas para se refrescar com a terra fria.

Algumas das plantas mais tóxicas comuns nas festas de fim de ano são:

  • Poinsétia, conhecida como bico-de-papagaio ou flor-do-natal;
  • Agulhas de pinheiro;
  • Azevinho;
  • Visco ou visgo.