Os principais problemas que afetam o tubo digestivo dos cães

Os cães podem experimentar mal-estar digestivo devido a uma ampla variedade de razões. As causas comuns que afetam o tubo digestivo dos cães incluem indiscrição dietética (comer lixo, comida da mesa, objetos estranhos), alergias, hipersensibilidade a certos alimentos, parasitas (lombrigas, ancylostomas, tricocéfalos ou tênias), infecções virais (parvovírus canino e coronavírus canino, sobretudo nos cachorros não vacinados), bactérias (salmonela) e doenças do fígado, pâncreas, glândulas suprarrenais, próstata ou rins.

Sintomas de problemas no tubo digestivo

Problemas digestivos nos cães

Alguns dos sintomas mais comuns no tubo digestivo, incluem mudanças no apetite, na qualidade das fezes, regurgitação ou vômito, perda de peso, dor abdominal, letargia e febre.

Se os problemas digestivos de seu cão continuarem por mais de 24 ou 48 horas, leve-o ao veterinário. Nos cães com diarreia, contínua ou severa, vômito e perda de apetite, o risco de desidratação e infecção aumenta.

Nesse sentido, os profissionais costumam administrar líquidos por via subcutânea ou antibióticos injetáveis para ajudar a prevenir estas complicações.

Os transtornos digestivos são muito comuns e a maioria desaparecem em poucos dias. Também, alguns cães precisam de tratamento a longo prazo, como os que têm problemas digestivos regulares ou permanentes.

A comida do seu cão pode ter um impacto significativo na saúde do trato digestivo. Mudar a dieta de seu animal de estimação pode ser uma decisão acertada, em função do diagnóstico específico e dos sintomas que seu animal apresente.

Como várias destas condições gastrointestinais podem ser permanentes, talvez seja necessário seguir um tratamento nutricional de longo prazo. E não se esqueça: Para ter um diagnóstico e tratamento preciso, sempre consulte a um veterinário de confiança.

Doenças mais comuns

Doenças comuns

  • Gastrite inflamatória e doença inflamatória intestinal: Estes tipos de problemas de saúde podem incluir vários sintomas. Fatores como o estresse e uma dieta não muito saudável podem ocasionar estas doenças crônicas, que levam à perda do apetite, vômitos ou diarreia em seu cão.  Os veterinários, com frequência, prescrevem medicamentos injetáveis e antibióticos, sobretudo para a diarreia. Nos casos crônicos, costumam receitar prednisona para reduzir a inflamação.
  • Parasitas intestinais: Os cães de qualquer idade podem sofrer com parasitas intestinais, ainda que seja bem mais comum em filhotes. O modo mais comum de transmissão de parasitas intestinais é a rota fecal-oral. Os donos devem estar conscientes dos riscos para a saúde que trazem estes parasitas.
  • O estresse e a má alimentação são os fatores mais comuns que levam ao crescimento excessivo do número de parasitas. O diagnóstico requer um exame fecal realizado por um veterinário. Para combatê-los podem ser utilizados remédios naturais, que incluem sementes de abóbora e óleo de gérmen de trigo, para o controle das tênias. Também é recomendável adicionar fibra extra à dieta de seu cão, seja em forma de farelo de aveia ou de trigo, já que estes alimentos podem ajudar a eliminar os vermes do tubo digestivo. Mesmo assim é importante levar o animal a um veterinário e fornecer o medicamento necessário para que ele seja desparasitado.
  • Indiscrição dietética, alergias alimentares e hipersensibilidades: Uma das causas mais comuns dos problemas digestivos em cães é consumir alimentos inadequados, como comida para gatos, lixo ou elementos não digeríveis que possam encontrar em casa ou no quintal. No geral, estes cães têm vômitos ou diarreia aguda e mostram uma grande perda de apetite. O diagnóstico destes problemas é feito, geralmente, através de um exame físico, mas também pode envolver um estudo mais profundo com raio-x. O tratamento veterinário pode variar, dependendo da causa. Em algumas circunstâncias, pode ser empregado carvão ativado por via oral para ajudar a encontrar toxinas. Também podem ser utilizados alguns remédios homeopáticos e aconselha-se que os animais sigam uma dieta natural e caseira.
  • Doenças do pâncreas: Muitos cães com doenças pancreáticas certamente apresentam diarreia, aumento de apetite e perda de peso. Em alguns casos, isso ocorre devido a uma deficiência de enzimas pancreáticas, conhecida como insuficiência pancreática exócrina. Em outros casos, a perda de apetite, vômitos e dor abdominal podem ser originadas por uma pancreatite aguda ou crônica. O diagnóstico é feito através de um exame físico e exames de sangue.