Parasitas intestinais: tênias e lombrigas

As tênias e lombrigas podem causar sérios problemas para a saúde dos nossos animais de estimação. Estes parasitas intestinais devem ser removidos para que não prejudiquem a saúde do seu cão ou gato. Mas qual é a diferença entre eles?

Parasitas intestinais: Tênias

Parasitas em cachorros

Tênias também são conhecidas como os platelmintos. Eles são vermes e seu corpo é semelhante a uma fita que pode chegar a 10 metros de comprimento. Às vezes, é chamado de solitária.

Tênias são principalmente parasitas gastrointestinais de vertebrados, especialmente mamíferos e aves. Eles vivem no intestino e são planos.

Quando o alimento digerido, passa através do intestino, as tênias tiram proveito do alimento por meio da sucção. Absorvem esses nutrientes através de uma ventosa.

O corpo de uma tênia é dorsoventral achatado e compreende uma série de segmentos que estão ligados às adjacentes. Cada segmento é chamado proglótide e cada segmento é capaz de viver por conta própria.

Na verdade, cada proglótide pode ser separado do corpo principal e tornar-se um verme completo, que vem a se reproduzir. A inervação das tênias é considerada muito primitiva, com cinco nervos e gânglios.

Portanto, a interligação é um pouco fraca, mas que as levou a ser muito eficaz na dispersão entre os organismos hospedeiros.

Este tipo de parasita é muito comum entre cães e gatos. Pode ser diagnosticado através da observação das fezes dos animais.

Os sintomas são dores de estômago em nossos animais, nervosismo, vômitos e convulsões.

Para remover tênias, utiliza-se Praziquantel, que deve ser prescrito pelo seu veterinário e cuja dose depende do peso de seu animal.

Por outro lado, note que as pulgas também são uma forma de tênia do tipo Dipylidium caninum.

Normalmente, elas são comuns em cães e gatos e para eliminá-las, o tratamento não deve ser feito só no animal, mas também no seu ambiente imediato.

O que são lombrigas?

Cachorro com vermes

Os vermes nematoides também são também conhecidos como lombrigas. Há cerca de um milhão de espécies de nematoides.

A maioria dos nematoides, cerca de 16.000 espécies, são parasitas. O maior deles pode chegar a dois centímetros de comprimento, mas o seu tamanho médio é de cerca de 2,5 milímetros.

As espécies menores não podem ser vistas, exceto por microscópio.

As lombrigas afetam o intestino de cães, gatos e outros animais. Em animais de estimação, pode causar inflamação intestinal, que é geralmente acompanhada de diarreia, vómitos, anemia e perda de peso.

Em filhotes, é possível detectar os vermes se você notar que a barriga do seu cão está inchada. Também é importante verificar as fezes de seu animal de estimação.

Os nematoides têm aparelho digestivo completo, a boca está num extremo do corpo, enquanto o ânus está na outra extremidade.

A boca é equipada com três lábios, mas às vezes o número de lábios também pode ser de seis.

Este tipo de vermes pode ser controlado cuidando da higiene do seu animal de estimação.

É muito importante que seu cão não esteja em contato com as fezes de outros animais que têm lombrigas, e que podem ser transmitidas através da língua ou quando seu animal se esfrega em uma superfície suja e contaminada.

Este tipo de parasita também pode ser transmitido aos seres humanos, por isso é importante que sempre que acariciar seu cão, você lave bem as mãos.

É muito importante que os seus animais de estimação sejam vermifugados com frequência.

No entanto, uma vez administrada a medicação, é necessário que o veterinário realize um teste para ver se o seu animal já está livre desse tipo de condição.

Um exame de fezes, que consiste na retirada de uma amostra de fezes de seu animal de estimação para análise, pode indicar isto.

Os animais, dependendo de sua rotina, devem ser vermifugados regularmente. Um cão ou gato que vive dentro de uma casa ou apartamento e, muitas vezes, não entram em contato com outros animais, devem ser vermifugados pelo menos a cada três meses.

Os cachorros podem ser vermifugados a partir do primeiro mês de vida. Fêmeas prenhas devem receber medicação como recomendada pelo seu veterinário.