Pastor Basco, uma raça pouco conhecida

 

O Pastor Basco, como bem indica seu nome, é originário do País Basco, e foi uma raça desconhecida durante anos. Isto se deve ao fato de ter cruzado com outras raças, quase perdendo assim seu pedigree. Foi reconhecido pela Sociedade Canina Espanhola em 1995, embora nunca chegou a ser reconhecido pela Federação Cinológica Internacional ou FCI.

Suas origens e existência

briga-de-cães

Autor: Mekanoide

Suas origens remontam a milhares de anos atrás. Assim confirmaram os restos achados e algumas pinturas da época medieval. Embora quase chegou a ser instinto, esta raça ainda hoje, continua sendo muito valorizada para os trabalhos de pastoreio e como animal de companhia.

Outra das causas de sua quase extinção foram os ataques de lobos aos gados, criando grandes perdas aos donos. Estes culparam os seus Pastores Bascos de tal desastre e decidiram substitui-los por Mastins. Isso aconteceu particularmente nas províncias da Guipuzcoa e Navarra, embora não foi assim em Álava e Bizkaia. Nessas últimas, alternaram o trabalho de pastoreio do Pastor Basco com o de guarda do rebanho e de fazenda. Isto fez com que essa raça continuasse sendo necessária, prolongando sua existência.

Algo que influenciou em sua continuidade foram as competições de cães de pastoreio. O Pastor Basco não passava desapercebido, despertando uma grande admiração por seus trabalhos tão bem realizados. Isto levou o Pastor Basco a ser reconhecido como EAT (Euskal Artzain Txakurra), lhe outorgando assim um nome basco, reconhecendo que pertence a este país e que seus habitantes estão orgulhosos disso.

Nos dias de hoje, esta raça conta com somente 696 exemplares reconhecidos. Se você tiver um, tem muita sorte! Não apenas por sua raridade, mas também por sua beleza e agradável personalidade, as quais veremos a seguir.

Características

O Pastor Basco tem duas variedades:

  • Goirbeikoa. Seu pelo é avermelhado e levemente encaracolado e seu rabo é comprido e peludo. Seu tamanho é médio, podendo chegar a alcançar os vinte quilogramas.
  • Iletsua. Seu pelo é de cor mais clara, alcançado um tom canela e, às vezes, amarelo e não é tão encaracolado como o anterior. Seu rabo é curto. O tamanho em ambas as variedades é similar.

cão-sofre-alzheimer

O Pastor Basco é um cão atlético, energético e ágil. Caso queira ter um, deverá saber que terá que levá-lo para passear, para correr e brincar para que queime sua energia acumulada. O Pastor Basco se adaptará tanto a viver no exterior de um lar como no interior, seja grande ou pequeno. É um cão inteligente, sociável e, se desejar usá-lo como guardião ou pastor, verá que é um cão muito trabalhador e dedicado ao seu trabalho.

Sua personalidade sociável faz do Pastor Basco o cão ideal para estar com as crianças. Não é um cão difícil de cuidar, já que sua saúde é excelente e seu sistema imunológico muito forte. Embora não podemos dizer o mesmo de seu pelo, que embora seja uma característica que faz do Pastor Basco um animal raro, será difícil de mantê-lo em boas condições.

Você deverá dedicar algum tempo diariamente para escová-lo para que se mantenha desembaraçado e brilhante, já que de outro modo, se formará nós que logo você será obrigado a cortar.

Como você pôde ver, ainda não sabemos tudo sobre as diferentes raças de cães que há no mundo. Inclusive até dentro de nosso país, hoje descobrimos um pouco mais sobre este grande desconhecido: O Pastor Basco. Um cão de companhia, adaptável, trabalhador, sociável e inteligente que fará com que você e sua família passem bons momentos ao seu lado, e que lhes protegerá com sua vida aconteça o que acontecer.

Se você for um amante de animais e está desejoso de lhes ajudar, escolher um Pastor Basco como animal de estimação seria uma boa forma de fazê-lo. Perpetuaria assim a espécie, já que os criadores de cães só querem enriquecer com aquelas raças mais procuradas. Mas, o nosso objetivo aqui, é o de ajudar com que o Pastor Basco continue existindo por milhares de anos mais.