Peixe, comida só para gatos ou para cães também?

Sempre queremos relacionar um animal com alguma comida. Se escutamos cachorro, pensamos em carne, já se ouvimos gato, pensamos em peixe. Muito bem, isso não deve ser nenhuma regra, já que se você oferecer um pedaço de presunto ao seu gato, ele com certeza irá comê-lo com muito gosto.

Mas você já experimentou dar ao seu cão um pouco de atum ou um pedaço de salmão? Qualquer gato ficaria muito feliz, mas se você nunca deu esse tipo de comida para o seu bichinho, quem sabe ele não goste?

Benefícios do peixe para os cães

O peixe é uma fonte muito importante de proteína e, além disso, possui um baixo teor de gordura saturada. Por isso, ele irá ajudar a controlar o peso do seu animal de estimação. 

Ademais, ele é uma excelente fonte de Ômega 3, que pode trazer múltiplos benefícios para o seu animal. Vejamos alguns.

comida-de-cao-e-gato

Benefícios do Ômega 3 para o seu cão

O Ômega 3 é essencial para a nossa saúde, mas o organismo dos cães não é capaz de produzir essas gorduras, por isso, eles necessitam de uma fonte externa para obtê-las. O peixe é a melhor fonte de Ômega 3 que existe.

Os cães precisam de Ômega para as suas articulações, pois ele atua como uma espécie de colágeno e lubrificante que fará com que o seu animal de estimação tenha as articulações mais fortes e robustas. Graças a isso, ele traz um outro benefício: previne a artrite. Um cão com boas articulações não irá sofrer de artrite.

Além disso, ele é bom para o pelo e pele do animal, já que os mantém hidratados, e o seu pelo brilhante e em bom estado, além de conservar uma boa aparência.

Por último, o Ômega 3 reforça o sistema imunológico do seu animal, pois ele irá prevenir enfermidades, doenças e infecções no seu cão. 

Por isso, sim, dê peixe para o seu cão.

Qual tipo de peixe você deve dar ao seu cão

Embora todo peixe seja bom, recomenda-se dar ao seu animal de estimação aqueles que contenham maior quantidade de Ômega 3. Ele é encontrado particularmente nos peixes azuis. Você deve escolher um peixe que possa ser limpo sem deixar restos de espinhas, que podem fazer mal ao seu animal.

Os peixes mais recomendáveis são o salmão e o atum.

Os benefícios do atum

Ele é rico em proteínas magras e, por isso, irá ajudar a regular o peso do seu animal. Ele é repleto de minerais, como o selênio, o potássio e o magnésio, além das vitaminas B3, B6 e B12, E como já dissemos antes, é um dos peixes que contém mais Ômega 3. Se você escolher dar atum enlatado para o seu cão, é melhor selecionar os enlatados em água, para evitar as gorduras desnecessárias que o óleo em que é conservado possui.

As desvantagens do atum

O atum não é um alimento que poderá fazer parte da dieta diária do seu animal de estimação devido ao seu alto teor de mercúrio. O atum natural tem um conteúdo mais alto, enquanto que o enlatado possui um teor alto em sódio. Ambos os elementos são prejudiciais para a saúde do seu animal de estimação.

Você deve vigiar principalmente os níveis de sódio. Nos enlatados você poderá encontrar alguns produtos com baixo conteúdo de sódio. Uma grande quantidade de sódio pode provocar pancreatite no seu animal.

Os benefícios do salmão

cão-roubando-comida

O salmão também é uma ótima fonte de Ômega 3 e de diferentes minerais, como o potássio, magnésio, zinco e vitaminas A, B e D. Diferentemente do atum, ele possui um baixo teor de mercúrio e, por isso, você pode oferecer ao seu animal quando quiser. O salmão em conserva ou congelado tem um nível menor de mercúrio que o atum e, por isso, ele é mais recomendável.

Os ossos do salmão são uma ótima fonte de cálcio e são muito fáceis de serem digeridos pelo seu cão, oferecendo a ele muitos benefícios.

Os inconvenientes do salmão

Não ofereça nunca salmão cru ao seu animal de estimação, pois isso pode envenená-lo. Os cães são os únicos animais que podem se intoxicar com salmão, e isso acontece porque alguns salmões possuem a bactéria Nanophyetus salmincola, que pode infectá-lo através de um parasita chamado Neorickettsia helminthoeca, e que pode causar uma infecção mortal no seu cão.

Portanto, se você decidir dar salmão para o seu cachorro, cozinhe-o no mínimo a 62 °C para se assegurar que o seu consumo será seguro.