Perfumes para cães: a favor ou contra?

Perfumes para cães

No que diz respeito aos perfumes para cães e outros tipos de cheiros artificiais para os nossos pets, há diferentes opiniões. Em alguns casos os especialistas afirmam que não há nenhum risco de isso vir a pre+judicar o animal. Já outras opiniões dizem que não é uma boa ideia e o melhor é que o animal de estimação cheire ao que é, ou seja, a cão.

Os perfumes caninos entraram no mercado há cerca de 20 anos. Estes produtos foram formando parte do “processo de humanização” de muitos cães que convivem com pessoas no âmbito urbano.

Os preços dos perfumes e colônias caninas são muito variados, de acordo com o fabricante e a marca. Na Europa, por exemplo, os mais utilizados entre os donos de cães têm uma capacidade de 150ml e custam entre 10 e 18 euros.

Perfumes para cães sem álcool

Perfumes para cães

O mais usual é que os perfumes para cães e as colônias não contenham álcool, assim evita-se que a pele do cão resseque, por isso não provocarão alergia nos cães saudáveis.

Os perfumes caninos contribuem com aromas similares aos perfumes humanos e têm propriedades desodorantes. Nos casos em que o uso é moderado, não há riscos. Mas se for feita uma utilização abusiva, isso poderá mascarar o aroma de algumas enfermidades. Não podemos nos esquecer que o perfume não é nenhuma necessidade para o cão, mas sim uma questão de gosto pessoal de seus donos, de que o animal cheire bem.

A correta utilização

Os perfumes para cães são de simples utilização, deve-se evitar, a todo momento, o contato com o nariz, os olhos e a genitália do cão, assim como as áreas sem pelos. O mais correto é utilizá-lo depois do banho. Com a pelagem limpa, os efeitos do perfume são mais duradouros. Não é positivo o uso diário.

Passos para evitar o mau cheiro em nosso animal de estimação

  • O banho deve ser dado desde uma vez por semana até uma vez por mês, em função da idade, raça e tamanho do animal. Um xampu específico também consegue bons resultados. Outra opção é utilizar um xampu com cheiro, para que ele deixe um aroma agradável em nosso cão e para que ele não precise de perfume.
  • Se nosso amigo nos acompanhar em um passeio sob a chuva e voltar para casa molhado, isso reforçará seu aroma canino e nos dará a impressão de que ele cheira muito mal. Por isso, ao chegar em casa, teremos que secá-lo bem para que desapareça o cheiro desagradável.
  • As orelhas e a boca são duas partes suscetíveis de virem a cheirar mal se não estiverem bem limpas. Se essas partes estiverem limpas e continuarem cheirando mal, teremos que procurar por entre a pelagem se há algum ponto de infecção, fungos ou qualquer alteração da pele que também costuma produzir muito mau cheiro.

Colônias e perfumes caseiros para cães

muitas receitas de perfumes para cães que podem ser feitas em casa, de forma natural e com maior segurança para o cão. Entre os ingredientes ou elementos que podemos usar, está a água morna, um borrifador para aplicar, extrato de baunilha, essência de lavanda, óleo de coco, etc.

A utilização de água de colônia para cães, juntamente com fragrâncias frutíferas naturais, especialmente as criadas para eles, contribuirá para que depois do banho um aroma fresco e muito agradável, além de um intenso efeito desodorante, façam com que o seu cão cheire bem e que sua pele e olfato não sejam agredidos, por não conter nada de álcool.

Alguns inconvenientes

Os opositores da ideia da utilização de perfumes para cães têm diferentes motivos para desaconselhar o uso destes produtos nos nossos peludos:

Perfumes para cães

  • O aroma forte de perfume poderá alterar o estado de humor de um cão. Não é cômodo para os cães perceberem um aroma tão forte.
  • O sentido do olfato de nossos amigos peludos está muito desenvolvido e um aroma forte pode prejudicá-lo.
  • A sensação que o nosso amigo terá, por causa deste cheiro tão incômodo para ele, poderá levá-lo a determinadas condutas pouco higiênicas, como a de rolar no jardim, na terra, etc.
  • Um perfume agressivo pode causar irritação na pele de nosso amigo, inclusive dermatite.
  • Um aroma forte também pode chegar a influenciar nas relações de nosso cão com outros cães, que o acharão estranho quando ele se aproximar deles, além da dificuldade de identificação se se trata de um macho ou de uma fêmea.