O Pitbull que foi resgatado de uma lata de lixo

Pitbull

Quando escutamos a palavra Pitbull, nos vem à cabeça a ideia de um cão perigoso. Mas esse não passa de um dos muitos mitos que as pessoas criaram e que enchem a mente dos outros de preconceitos. Os Pitbulls podem ser tanto ou mais amorosos que qualquer outro cão e, hoje, lhe contaremos uma história que provará isso.

Nenhuma raça está isenta de sofrer maus-tratos e abandono, por isso foram criadas organizações que se dedicam a tentar evitar que isso aconteça. Aqui lhe contaremos uma história que comoverá seu coração.

Em busca do Pitbull abandonado

Pitbull

A forma mais comum de abandonar um animal é junto às latas de lixo. A princípio, isso era feito com a ideia de que, como os lixeiros tinham que ir até eles, desse modo estariam conscientes de que o animal está lá.

Sempre me pareceu uma metáfora que mostra como estes desumanos que os abandonam consideram os cães. Eles estão errados, os cães não são lixo, o coração dos que os abandonam, sim.

As organizações dedicadas ao amparo de animais sabem deste método, por isso, de vez em quando, começam a percorrer as ruas das cidades e a parar nas latas de lixo para ver se há algum animal abandonado. Quando os encontram, por regra geral, quase sempre eles estão em caixas de papelão ou ao lado das latas.

Choros no interior de uma lata de lixo

Mas um dia, procurando em uma destas latas, viram que não havia nada fora, embora um choro ainda pudesse ser ouvido, eles perceberam que vinha do interior de uma lata. Rapidamente alguém se enfiou no interior da fedorenta lata, sem pensar, para descobrir quem chorava.

Eram dois filhotes indefesos de Pitbull, que não só tinham sido abandonados, mas também quem o fez queria que eles morressem. Tal pessoa os atirou dentro da lata, como se se tratassem de lixo. Eles foram colocados em sacolas de plástico e então jogados na lata. Se não se asfixiassem logo, quando o latão fosse derrubado no caminhão de lixo, com mais lixo em cima, eles morreriam. A pessoa que fez isso deveria morrer de vergonha ao ler esta história nas redes sociais.

O resgate do Pitbull

Logo tiraram os dois cães do lixo e os levaram ao centro de cuidados da organização. Infelizmente, um dos cachorros não sobreviveu. O outro foi chamado de Scratchy.

Quando chegou ao centro, o Pitbull Scratchy estava só ossos, sujo e com infecções. Mas isso não foi o suficiente para evitar que uma das cuidadoras se apaixonasse por ele. Ela não podia ficar sentada e esperar que alguém viesse adotá-lo. Este Pitbull precisava de atenção, amor e carinho de forma urgente, e esta cuidadora, Anne Enjoe, estava disposta a dar isso a Scratchy, que passou vários dias no centro, esperando a recuperação e que logo alguém o adotasse.

Quando recuperado, já não tinha infecções, nem feridas, seu pelo brilhava e seu peso tinha aumentado, Anne Enjoe pensou que não seria uma boa ideia deixá-lo no centro e esperar que alguém o quisesse. Ela já o amava!

Ela sabia que Scratchy precisava de muito amor e de um lar. O centro só era um lugar de transição. Anne Enjoe pensou, então, que não seria uma má ideia levá-lo para casa por uns dias, até que alguém quisesse adotá-lo. Mas, Anne Enjoe desprezou rapidamente essa hipótese.

A chegada de Scratchy

Homem abraçando pitbull

Scratchy se deu muito bem em seu novo lar e todos na casa estavam felizes com a chegada de um cão tão belo. Até os vizinhos do bairro de Anne Enjoe vinham ao jardim diariamente, depois do colégio, para brincar com ele. Scratchy é um cão doce, amoroso e leal, que deu a Anne Enjoe mais do que ela pôde lhe dar, segundo ela explicou.

“Ao lerem a minha história com o Scratchy, muitos acreditarão que lhe ajudei, que lhe salvei a vida. O certo é que foi ele quem me ajudou e salvou minha vida. Ele transformou minha vida solitária em uma vida cheia de amor e de alegria”.

Você continua pensando que os Pitbull são perigosos?

Como vê, os animais que um dia foram abandonados, são muito agradecidos aos seus novos donos e lhe amarão até a morte, dando obrigado a cada dia pelo amor e pela bondade que lhes demonstram.

Por favor, não abandone, e se ver um cão abandonado, ajude!