Policial arriscou a própria vida para resgatar cachorro

Cachorro resgatado

São incontáveis os casos de animais ajudando as pessoas. Mas, não é difícil encontrar situações em que é o ser humano que está disposto a fazer o que for preciso para proteger um outro ser.

Um exemplo disso aconteceu com o policial que arriscou a vida para salvar um cão.

O caso ocorreu em maio deste ano, em Salgar, uma pequena aldeia colombiana que foi severamente afetada por inundações.

Tempos de desastres
Os meses de abril e maio na Colômbia são caracterizados por chuva pesada, que geralmente causam graves inundações e acabam afetando a população e, obviamente, os animais também acabam sofrendo.

Em 18 de maio, às três da manhã, as fortes chuvas que ocorreram durante o mês na região de Antioquia levou a um desmoronamento em Liboriana, perto da cidade rural de Salgar.

A enxurrada destruiu tudo pelo caminho que percorreu, incluindo pontes e casas. O resultado deste evento foi 98 mortos, 13 desaparecidos e metade da infraestrutura da cidade destruída.

 

Resgate no meio da tragédia

cachorro terapeuta

O trabalho de resgate começou imediatamente na tentativa de evitar que o número de mortes aumentasse e contou com a ajuda de centenas de homens que se ofereceram para ajudar todos aqueles que ficaram feridos ou foram afetados de alguma maneira pela tragédia.

No entanto, dois dias depois das enxurradas as chuvas não pararam, assim o rio gerado a emergência inicial foi sobrecarregado e continuou a apresentar uma forte corrente.

Devido a iminência de mais enxurradas os trabalhos de busca foram intensificados.

Um grupo de policiais patrulhavam as margens do riacho quando ouviram gemidos e gritos. Eles começaram a olhar em torno da vegetação ao redor e viram algo que tentava sair desesperadamente do rio.

Era Príncipe, um cão vira-lata, que havia caído no córrego e tentava sair, mas não conseguia devido a violência dos paus e pedras que batiam nele com violência.

Sem pensar duas vezes, os policiais  foram resgatar o cão, lutando contra a maré e tentando alcançar a margem do rio.

Resgatar o animal se tornou uma prioridade para o policial Jeison Amaya, que se lançou nas águas turbulentas para tentar salvar o cão, que já havia desaparecido da superfície.

Amaya não se importou de ser arrastado pela correnteza e conseguiu sair do rio com muito esforço.  O animal foi recebido por outros policiais, que começaram imediatamente uma massagem cardíaca para reanimar Príncipe, que permaneceu inconsciente.

Jeison Amaya com a ajuda de outro policial submeteu o cão a procedimentos de salvamento e não desistiu até que o animal tivesse voltado aos sinais vitais..

Sobreviventes

cachorro brincando com homem

Uma vez reanimado, Príncipe, que era o nome dado pelo policial, foi levado para ser atendido em um improvisado centro veterinário de emergência que tinha sido estabelecido para atender os animais que que haviam sofrido ferimentos no desastre.

Felizmente, o cão foi retirado da água a tempo e, apesar de estar assustado e exausto não teve ferimentos graves.

Os sete policiais envolvidos no resgate rápido de Príncipe foram condecorados pela instituição policial, um exemplo não só de coragem, mas também de humanidade e solidariedade para com os mais vulneráveis.

Amaya recebeu tratamento de herói por este feito e pediu a instituição autorização para adotar Príncipe que até então permaneceu na delegacia de polícia de Salgar.

Atualmente os dois vivem juntos e esperam levar uma vida feliz e harmoniosa.

Veja abaixo o vídeo com o resgate de Príncipe: