Por esta razão os alimentos para gatos não devem ser frutas e verduras

As frutas e as verduras são alimentos que beneficiam muito as pessoas, mas nem tanto os felinos. A comida adequada é a maneira com que os donos mostram o quanto amam os seus animais de estimação e a preocupação que têm com a sua saúde. Descubra os melhores alimentos para gatos.

Se você tem um bichinho em casa, planejar a alimentação adequada significa entender o seu comportamento. O melhor a se fazer é não cair no erro de dar produtos ao animalzinho que possam ter efeitos contrários aos esperados.

Alimentos para gatos

Como alimentar gatos idosos

Quando os gatos estão em um estado selvagem, são carnívoros estritos. Isso quer dizer que os alimentos equilibrados de boa qualidade que se encontram no mercado foram feitos levando-se em consideração essa questão.

Um excesso de frutas ou vegetais na dieta do seu gato poderá gerar um desequilíbrio, devido ao excesso de vitaminas e minerais, principalmente. A hortaliça mais perigosa para felinos é a cebola.

Alguns alimentos, como é o caso da cebola, alho-poró e cebolinha, contêm entre os seus componentes o tiossulfato. Isso provoca no bichinho a destruição dos seus glóbulos vermelhos, o que também é conhecido como anemia hemolítica.

Sintomas de intoxicação

Os sintomas de uma intoxicação por alimentos que o seu gato não deveria ter ingerido, ou de uma anemia hemolítica, podem ser desde vômitos, diarreia, apatia e depressão, inapetência, febre, dificuldades para respirar, cor da mucosa diferente, e, até mesmo, escurecimento da cor da urina, etc.

Caso você observe algum desses sintomas, depois do animal ter ingerido uma cebola ou alho, é importante ir imediatamente ao veterinário. O profissional irá administrar o tratamento, já que quanto mais tempo passa, mais complicado será administrar as medidas adequadas.

Análise de frutas e verduras

As frutas e verduras podem ser utilizadas como prêmio entre os alimentos para gatos. Mas lembre-se de que ele é um animal carnívoro, por isso, é preciso impor limitações.

Geralmente, os gatinhos gostam muito de frutas e verduras, mas mesmo assim a sua ingestão não deve corresponder a mais do que 10 a 15% da sua alimentação diária. O seu organismo não necessita tanto desses nutrientes quanto da taurina (um aminoácido que se encontra na proteína de origem animal, que os ajuda, entre outras coisas, a manter a visão saudável).

  • As frutas

Entre as frutas mais aconselháveis para o seu gatinho, encontra-se a maçã, pera, melão, pêssego, morangos e, é claro, melancia. E como acontece no caso dos humanos, as frutas são mais interessantes se estão na temporada.

As sementes da maçã, da ameixa e de outras frutas têm uma dose de cianeto.  Ele pode causar no seu animal de estimação convulsões e alterações no sistema nervoso.

  • Verduras

As verduras devem ser cozidas previamente para que o animal possa digeri-las mais facilmente. Entre as mais recomendáveis estão a ervilha, aspargos, alface, abóbora, feijão verde, cenoura e pepino. 

Como já vimos, a cebola e também o alho são os alimentos mais perigosos para os gatos. 

O tomate também é nocivo para o nosso bichinho. Ele contém um nível de acidez muito elevado, causando mal-estar estomacal no animal.

Com relação à batata, devido ao seu alto teor de fécula, ele se torna um alimento muito difícil de ser digerido. Por isso, é outro alimento de origem vegetal que deve ser evitado por completo, pois causa problemas estomacais.

O abacate também é um dos alimentos que, devido à persina que contém, é nocivo para o bichinho. Ele põe em perigo, inclusive, a sua vida, além de provocar vômitos, diarreia e mal-estar.

Outros alimentos para gatos

jogo-gato-por-comida

O chocolate também não é recomendável para o seu gato. Ele contém um componente chamado teobromina, que pode intoxicar o seu amigo. Ele pode ocasionar graves alterações digestivas, musculares, nervosas e de caráter cardíaco.

O álcool também pode causar quedas perigosas de glicemia, pressão arterial e da temperatura corporal.

Os ovos crus têm uma enzima chamada avidina. Dar para o seu animal de estimação quantidades excessivas de clara de ovo pode causar uma falta de biotina (vitamina B). As consequências podem ser problemas de pele e no pelo do bichinho.

E quanto ao peixe cru, se for consumido em excesso, poderá causar problemas no gato. O ideal é cozinhá-lo antes para destruir a enzima “tiaminasa”, muito comum nos peixes. Ela pode ocasionar a perda de apetite, convulsões e, inclusive, a morte do gatinho.