Por que meu gato me morde quando eu faço carinho?

Se o nosso animal de estimação nos morde, isso significa que ele está brincando ou é uma agressão real? Às vezes, uma mordida de brincadeira pode parecer uma agressão de verdade. Isso é muito comum quando os gatinhos são separados de seus irmãos cedo demais, pois quando eles ainda estão juntos, aprendem a morder suavemente.

Outra razão são os próprios donos, que eventualmente podem estimular o comportamento agressivo do animal. Portanto, é preciso sempre ser gentil quando brincamos com os bichanos. Nesse artigo, vamos dar a resposta para a questão: por que meu gato me morde quando eu o acaricio?

Por que meu gato me morde?

gatomordendo2

Independentemente da idade de seu gato, é muito importante que você saiba que um gatinho não tem razão para ser agressivo, morder ou provocar qualquer dano. Todo comportamento agressivo deve ser evitado.

Se o seu gato começar a morder, ainda que nas brincadeiras, essa atitude precisa ser modificada. Não o repreenda, uma vez que, em vez de desestimulá-lo, isso pode acabar reforçando o comportamento indesejado.

Melhor utilizar um bastão ou uma corda para dar vazão à agressão. Nunca grite com o seu gato, pois esse tipo de reação apenas estará fazendo com que ele tenha medo. Não se esqueça de que o animal de estimação não está mordendo porque é mau.

Ele está mordendo porque sente que não tem outra opção. Do seu ponto de vista, todas as outras opções fracassaram e não lhe restou outra alternativa de comunicação a não ser essa, a mordida.

Em vez de desafiá-lo, reforce a brincadeira de maneira aceitável e suave. Recompense-o com um petisco, algo saboroso. Evite brincadeiras de perseguição que usem os pés ou as mãos, que o façam se jogar sobre você, já que isso fará com que o problema piore.

E lembre-se sempre que, antes de acariciá-lo, deve sempre levar sua mão na proximidade do nariz para que ele possa reconhecer seu cheiro. Essa é uma regra básica para todos os animais com os quais ainda não se desenvolveu uma grande intimidade.

Há outras razões para um gato morder. Às vezes, os bichanos simplesmente decidiram que, por aquele dia, já tiveram diversão suficiente. Os filhotes muitas vezes têm essa reação. O mesmo acontece quando você começa a acariciar um gato que, na verdade, não quer esse tipo de atenção.

O uso de força ou velocidade em demasia na hora de fazer o carinho, ou mesmo realizar a carícia em lugar equivocado, pode levar muitos gatos a morder ou arranhar. Por isso, faça sempre os carinhos de forma suave.

Sempre existe a possibilidade de que seu gato tenha um problema médico e esse incômodo lhe deixe irritado a ponto de provocar esse tipo de agressão. Por isso, sempre é bom consultar um veterinário para determinar se existe uma causa física por trás desse comportamento.

Como melhorar o comportamento do seu gato?

gatomordendo3

Interpretar o humor de seu gato não é tão simples. Talvez seu animal de estimação tenha se aproximado de você para brincar e você imaginou que ele quisesse um carinho. É nesse momento que pode acontecer uma divergência e uma agressão.

Para evitar esse tipo de diferenças, é melhor aprender a ler a linguagem corporal de seu gato. Existem muitas pistas que podem ajudar a evitar uma mordida.

Alguns sinais de linguagem corporal indicam que seu gato está atingindo o limite de seu nível de tolerância. Eles podem incluir: parar de ronronar, sacudir o rabo, levantamento do pelo, mudança da posição do corpo, grunhidos, colocação das orelhas contra a cabeça ou em forma de avião e a dilatação das pupilas.

Quando estiver acariciando o seu gato, para que se sinta mais confortável, é melhor prestar atenção no nível de tolerância do bichano, de modo que seja possível antecipar a possibilidade de um ataque.

Alguma vez você já se perguntou sobre em qual parte do corpo o gato gosta de ser acariciado? Muitos felinos gostam de receber carinho na parte de trás da cabeça e no pescoço. Porém, não se exceda.

Lembre-se que algumas áreas podem causar estímulo demais nos animais e quando chegar a esse ponto, ele irá demonstrar, de alguma forma, que não quer que você faça mais carinho. Não esqueça de que os gatos são muito independentes.

Por outro lado, lembre-se que o comportamento agressivo também pode ser modificado. No entanto, isso requer paciência. Ainda mais quando se fala de gatos. Por isso, assegure-se de que suas brincadeiras não sejam agressivas e trate de interpretar os sinais corporais de seu felino, assim irá evitar mordidas ou arranhões.