Por que os gatos arranham (amassam pãozinho)?

Os gatos são bichos fascinantes, ainda que como animais de estimação tenham má reputação. No entanto, quem teve a oportunidade de passar algum tempo com estes felinos certamente já se deu conta de quão carinhosos eles podem chegar a ser.

Uma das coisas que os donos geralmente interpretam como demonstração de afeto é o momento em que os gatos arranham – mais conhecido como o “amassar pãozinho”. Todavia, vamos analisar melhor esse aspecto. Será que quando os gatos arranham eles estão realmente demonstrando seu carinho?

Chamamos “arranhar” o movimento que os gatos fazem com suas patas dianteiras sobre uma variada quantidade de superfícies entre as quais se encontram os móveis, o solo, as mesas, e porque não incluir também as pessoas? Dessa maneira, a seguir iremos analisar esse gesto mais cuidadosamente.

Memória

É possível que você se surpreenda ao saber que esse comportamento tão relacionado ao afeto e à intimidade com o dono, na verdade, é um reflexo que é conservado pelos gatos a partir de seus ancestrais selvagens.

Arranhar é algo comum à maioria dos felinos e os nossos gatos modernos conservam esse comportamento devido ao curto processo de domesticação.

No entanto, o que motiva este comportamento não se deve tanto ao instinto, mas sim à memória. Quando os gatos são filhotes, apenas recém-nascidos, aprendem que, ao pressionar o mamilo de sua mãe com as patas, isso facilita o processo de amamentação.

Dessa maneira, eles relacionam esse movimento com a agradável sensação de receber o alimento. Agora que esse gesto não serve mais para comer, a recordação da sensação perdura através da memória que relaciona o arranhar com a percepção positiva de tranquilidade e comodidade dentro da cama materna.

Esse é exatamente o mesmo funcionamento do treinamento realizado a partir dos estímulos positivos, em que os animais relacionam atividades com sensações ou com comidas.

Portanto, ante os estados de serenidade ou relaxamento, os gatos arranham como resposta ao estímulo aprendido.

Herança selvagem

Existe uma parcela importante da comunidade científica que sugere que esta atitude foi herdada de seus ancestrais mais antigos.

Em todo o mundo selvagem, os gatos deveriam testar o terreno para ver se eles eram capazes de suportá-los, como, por exemplo, no caso de precisarem saltar de uma pedra para outra ou de um galho de árvore para outro.

Marcas

Os gatos marcam seu território de maneiras muito diferentes e não se limitam apenas a urinar para fazer isso. De fato, possuem em seu corpo glândulas que liberam um óleo que usam para deixar todos os lugares impregnados.

Muitos dos contatos físicos feitos pelo gato, seja com objetos, pessoas ou outros animais, se devem a processos de marcação de território.

Quando os gatos arranham o solo ao passar as patas seguidamente na superfície, estão emitindo sinais para o olfato através dos feromônios e também visuais por meio dos arranhões a outros gatos que possam ingressar em seu território.

Da mesma maneira como nós buscamos a comodidade, normalmente os gatos arranham os móveis, almofadas ou roupas sobre as quais dormem para deixá-los mais confortáveis, visando que fiquem mais macios para que possam deitar sobre eles.

Demonstração de afeto

Como os gatos demonstram afeto

De acordo com o que havíamos discutido acima, os gatos não arranham como uma demonstração de carinho. No entanto, quando eles fazem isso com uma pessoa, significa que confiam nela.

Um bichano, normalmente, não terá qualquer contato desse tipo com uma pessoa que desconfie que possa lhe causar algum dano.

Os gatos, geralmente, são muito seletivos diante de quem permitem que se aproxime e isso também inclui outros animais. Instintivamente eles não se colocam em situação de perigo e não dormem próximos de alguém que represente uma ameaça potencial para eles.

Portanto, você pode interpretar a atitude de um gato de arranhar em sua proximidade (ou mesmo arranhar você) como uma demonstração de que seu animal não lhe considera uma ameaça e sabe que você não lhe causará qualquer dano. Por isso, pode ficar relaxado ao seu lado.

Se ele começar a arranhar enquanto você o estiver o acariciando, isso significa que o gato está gostando, isso o relaxa e dá uma sensação extremamente agradável.

Veja abaixo um vídeo de um filhote demonstrando o que dissemos nesse artigo: