Por que os Pugs ou são ideais para donos sem experiência?

Pugs

Tenha certeza que você já refletiu bastante e estudou bem a situação. Mas, além disso, pense em todas as vantagens e também nas desvantagens que todas as situações que envolvem ter um animal envolvem.

Mas se você sabe que tomou a melhor decisão.  Ampliar a família adotando  um cão. Se ainda não decidiu a raça,  fique atento, vamos mostrar abaixo como os Pugs ou os Carlinos são perfeitos para os donos sem experiência.

Os Carlinos

Os Carlinos são cães de tamanho pequeno de origem chinesa levados para a Europa pelos holandeses e ingleses. A raça foi a preferida da realeza europeia  em muitos reinados. São conhecidos ao redor do mundo de diferentes maneiras como mop, mol, carlin, carlino, pug-dog.

Atualmente, podemos ver cada vez mais animais pelas ruas. Não só pela beleza, mas porque devido a suas características se tornaram animais ideais para vários tipo de lares.

É um cão amigável, gosta de estar com seu dono, não late excessivamente e tem tendência a ter problemas com a balança, uma coisa muito comum aos humanos. Não esqueça que, além disso, são muito simpáticos, divertidos e que contam com um caráter pacífico.

Seguramente você já está começado a desejar a convivência, mas antes vamos conhecer mais coisas sobre eles. Vamos começar pela história.

História dos Pugs

Pug

A origem é um pouco incerta, como acontece com muitas outras raças. A explicação mais aceita é que procedem de China, e que poderiam ter relações de parentesco com o Pequinês. Mais adiante chegaram ao continente europeu, à família Real da Bélgica.

No entanto, ao que parece, o nome Carlin deriva de  um ator italiano do século XVIII chamado Carlin, que interpretava um Arlequim que acharam parecido com essa raça de animal, devido à mascara que usava no rosto.

Enquanto que Pug significa montanha, acredita que o nome tenha sido dado a raça porque parte da anatomia do animal é muito particular.

Características principais dos Carlinos

  • Geralmente chegam a medir uns 28 centímetros em sua idade adulta e alcançam um peso entre 6 e 8 quilos, mas, como falamos, eles têm uma grande tendência a engordar, por isso é necessário cuidar da dieta deles e estar alerta a quantidade de comida que eles comem.

Se eles ganharem muito peso é importante consultar seu veterinário.

  • Têm boa saúde, mas sofrem de obesidade e têm o risco de sofrer de diabetes e problemas de coração;
  • Preferem passear a correr e  gostam de ficar soltos no ar;
  • São atentos e aprendem com rapidez;
  • Não suportam bem as altas temperaturas, assim, no verão, escolha as horas com menos sol para levá-los para passear;
  • Adoram brincar e ter você como melhor amigo;
  • Guardam suas coisas e estão sempre em alerta.

Por que  os Pugs são excelentes como primeiro cão?

Como falávamos no começo, os Pugs têm um caráter especialmente agradável que facilita em grande medida a convivência. Apresentam poucas dificuldades na hora de se adaptarem a um novo lar e, além disso, não precisam praticar muito exercício, de modo que os donos não precisam investir muito tempo para levá-los para passear.

Como é evidente, ao ser seu primeiro cão você não tem uma ampla experiência, não só cuidando, mas também treinando seu novo animal de estimação.

Embora já falamos que não ele não será um cão muito ativo, isso não impede que necessitemos desenvolver certas rotinas e marcar o que são comportamentos adequados e os que não  são. Não esqueçamos que, por mais tranquilo que seja, continua sendo um animal.

Você terá a grande vantagem de poder ensinar todas as coisas que quiser que ele aprenda. Vai ser um processo muito agradável ao contrario do que acontece com outros tipos de cães mais desobedientes.

Como treinar os Pugs

Pugs

Como em qualquer outra classe de educação, por limites ao  cão é fundamental. Para fazer isso, primeiro você tem que ter claro quais deseja que sejam esses limites. Por exemplo, determinar onde ele vai dormir, em que quarto pode entrar ou como deve se comportar com os estranhos.

Uma vez que você tenha claro, mantenha firme e eduque-o com carinho. É fundamental entender que a chave para uma boa convivência com nosso Pug e, em geral, com qualquer cachorro, é a educação que nós damos para eles.

Se fizermos de maneira adequada conseguiremos que tudo seja um sucesso, enquanto que, se não levarmos a sério, você sabe quais serão as consequências.

Se você escolheu um Pug como primeiro animal de estimação, parabéns! Vai ver como foi uma boa decisão.