Praias e piscinas: a segurança de seu cão

A segurança dos cães nas praias

Estamos ansiosos pela chegada do verão, o bom tempo, os dias mais longos, as comidas mais leves e, principalmente as férias. Muitos sonhamos em voltar a pisar na areia quente das praias para depois mergulharmos no mar. Para outros, a melhor opção são as piscinas, onde também podem se refrescar.

Se você tem um animal de estimação e decide compartilhar este tipo de lazer com ele, você deverá considerar uma série de questões para que a segurança de seu cão esteja sempre garantida tanto nas praias como nas piscinas.

Saber nadar é fundamental para a segurança de seu cão

Cão nadando

Muitas pessoas acham que os cães sabem nadar de forma instintiva. Isto se deve ao fato que, quando este tipo de animais cai na água, eles são capazes de mover as patas por instinto, mas daí até saberem nadar há um abismo.

Há raças que, por natureza, se saem melhor em natação e, já outras, se saem muito mal e, inclusive, são incapazes de aprender a nadar. Assim, o melhor é que comprove se o seu cão é um dos que têm facilidade para estar na água ou dos que não.

Depois, você poderá ajudá-lo a ir tomando contato com a água, através de jogos e brincadeiras, mas sempre tendo o cuidado de manter a segurança dele. Tão logo o seu animal de estimação se sinta como um peixe na água, você já poderá levá-lo à piscina ou à praia.

A segurança de seu cão na piscina

Começaremos dizendo que se você não tem sua própria piscina, será complicado que o seu cão possa vir a nadar em uma. Não conhecemos muitas piscinas comunitárias ou de hotéis que permitam que os animais entrem.

Mas se você é um dos sortudos que contam com uma piscina em sua casa, então será sim possível que o seu cão dê um mergulho.

Considere os seguintes conselhos para garantir a segurança de seu cão na piscina:

  • Proteção. É importante que o seu cão só tenha acesso à piscina em sua presença. Portanto, o mais conveniente é que coloque uma cerca ao redor da piscina para que o seu cão não possa ter acesso a ela, já que poderia cair na água e se afogar.
  • Com você. Por melhor que o seu cão saiba nadar, jamais deixe-o só na piscina.
  • Capacidade. É bom que comprove a capacidade que o seu cão tem de nadar, se consegue sair só da piscina e qual é a sua resistência física.
  • Cloro. Muito cuidado com o cloro que utiliza na piscina e o tempo que o seu cão passa nela. Substâncias químicas como esta e outras que são utilizadas para manter a água limpa, podem fazer mal ao animal.

A segurança de seu cão na praia

Cão na praia

O principal problema que vamos encontrar na hora de ir com o nosso cão na praia é o acesso a ela com o nosso cão. A maioria das praias têm o acesso restrito e até mesmo proibido, principalmente nos meses de verão. Mas podemos sim encontrar algumas praias que permitem o acesso de cães.

Se você encontrou a praia ideal para ir com o seu cão, tenha em mente estes conselhos para garantir a segurança de seu cão na praia:

  • Vigilância. Da mesma forma que ocorre na piscina, não podemos perder de vista, em nenhum momento, o nosso amigo peludo, não só na água, mas também fora dela. Tente controlar o seu cão para que ele não cause nenhum incômodo aos outros banhistas.
  • Sol. É importante que encontre um lugar com sombra para que o cão se proteja do sol para evitar queimaduras. Principalmente se ele tiver pelos curtos, você poderá aplicar um protetor solar para proteger sua pele dos maus efeitos dos raios solares.
  • Consulte uma loja veterinária para saber qual é o protetor solar mais adequado para o seu cão.
  • Hidratação. Ofereça água constantemente ao seu animal para que ele não se desidrate. E claro, não permita que ele beba água do mar, já que isso poderia lhe causar diferentes problemas digestivos.
  • Higiene. É fundamental que não permita que o seu cão faça suas necessidades na água e nem na areia. Para se assegurar de que isto não acontecerá, mantenha suas rotinas de passeios e permita que ele encontre um lugar adequado para defecar e urinar.
  • Não se esqueça de recolher as fezes, como sempre.

Ir à praia ou à piscina com o seu animal poderá ser uma experiência muito agradável, mas não descuide jamais da segurança de seu cão.