Pré e pós-alimentação dos cães: alguns conselhos

Uma alimentação correta para nosso animal de estimação irá ajudá-lo a ser um cão mais saudável e feliz. Mas antes de começar, devemos saber que conselhos seguir antes e depois de dar comida para nossos amiguinhos de quatro patas. É verdade quem nem todos os cães são iguais, mas estas são dicas gerais que servirão para todo tipo de peludo.

Conselhos pré-alimentação

cachorro comendo

Se você nunca teve um cão antes e não sabe bem como agir, fique atento às dicas a seguir para proporcionar uma boa alimentação a seu bicho de estimação:

  • Não se esqueça que seu novo amigo, além de comida, também precisa de líquido. Nunca deixe faltar água fresca e limpa. O ideal é colocar perto da comida.
  • Se o seu cão ainda é muito novo, ainda que você tenha comprado ração especial para filhotes, ele pode ter dificuldade em comer devido à dentição fraca. Enquanto ele não se acostuma, ajude-o molhando os grãos de ração com um pouco de água para facilitar a digestão.
  • Embora seja recomendável que seu cão coma apenas ração seca, você também dar a ele um pouco de patê para cachorros de vez em quando, desses vendidos em latas. Mas lembre-se de oferecer sempre como um complemento pois, se consumido em excesso, pode atrapalhar a digestão.
  • Certifique-se de saber muito bem a quantidade de alimento que seu amigo peludo deverá ingerir. Normalmente ela estará escrita na embalagem de ração, mas é sempre bom consultar um veterinário.
  • Não permita que seu amiguinho coma de sua comida ou ossos; eles podem causar problemas no aparelho digestivo dos animais.
  • Fique atento para qualquer mudança de cor ou textura na ração de seu cão. Ela pode estragar e fazer mal ao seu animal.
  • Observe a forma com que seu cão se alimenta. Se ele come com muita ansiedade é melhor que você dê a ele pequenas porções várias vezes.
  • Um cão adulto pode ficar bem se alimentando a cada doze horas ou duas vezes por dia. No caso de filhotes, entretanto, frequência será maior, de acordo com a orientação de um veterinário.
  • Dê a ele um pouco de espaço e o deixe comer em paz, sem interrupções. Afinal, você gosta que toquem em você enquanto come?

Conselhos pós-alimentação

Também temos conselhos muito úteis para depois que seu animal se alimentar. Confira:

  • Se você tem vários filhotes e eles comem em um mesmo recipiente, cuide para que a hierarquia do grupo não faça com que uns comam mais que os outros. Isso é muito importante para a boa alimentação e o desenvolvimento de todos Se você achar que os cães dominantes estão deixando os demais sem comer, separe as rações e dê de comer a cada um em separado para que todos comam a quantidade necessária.
  • Cuide de todos os aspectos da saúde de seu cão, não apenas da desparasitação ou vacinação, mas também do peso dele para que você tenha certeza de que ele não está se alimentando mais ou menos do que precisa.
  • Leve-o para fazer atividades físicas no mínimo uma hora depois das refeições ou poderá causar uma indigestão em seu amigo peludo.
  • Se o seu cão não terminar toda a ração, não guarde os restos no embalagem original ou em recipientes que contenham produtos tóxicos.
  • Não deixe que animais doentes compartilhem de alimentos no mesmo recipiente de um cão sadio. Dê comida em lugares diferentes.
  • Se for preciso, você desejar ou o veterinário recomendar a troca de alimentação do seu cão, não o faça de uma vez, mas aos poucos. Se você mudar de uma só vez o seu animalzinho pode ficar vários dias sem comer.

Quando trocar a alimentação de seu cão?

cambios de comida

Geralmente muda-se a alimentação quando o animal passa de filhote para adulto ou de adulto para idoso. Isso acontece porque cada faixa etária possui necessidades  nutricionais diferentes.

As mudanças drásticas de comida poderão provocar alergias e outros problemas em seu animal. Certifique-se de que o novo alimento seja adequado. O melhor para isso é conversar com um veterinário.