O prêmio e a punição: fundamentais na educação dos cães

Especialistas em psicologia e ensino costumam ditar as regras de educação das crianças. É claro que uma criança poderá fazer o que bem queira, sem que ninguém coloque limites, ela poderá, em primeiro lugar, sentir-se livre. No entanto, ao longo do tempo, a criança irá perceber que os pais não se preocupam o suficiente com ela e se sentirá insegura.

Com o animal de estimação acontece algo parecido, por isso é essencial que os animais também entendam que eles não podem fazer tudo o que querem, e deve ser ensinado a eles a diferença entre o que é certo e o que não é.

O que eles precisam é de, em uma palavra, educação. Nós lhe diremos como fazer isso: o prêmio e a punição são fundamentais.

A educação dos cães precisa ser consistente

O que não devemos esquecer, em qualquer caso, é de educar o nosso cão e, para isso, devemos investir muito tempo e esforço. Muitas vezes não nos sairemos bem, mas como em tudo, a persistência é a chave para o sucesso.

O método que estamos falando tem a parte mais fácil, que é quando você premia o seu cão, mas também tem a parte difícil, que é o momento em que a punição é essencial.

A escolha do reforço positivo não representa grandes dificuldades. No entanto, a coisa complica quando se escolhe o reforço negativo. Mas com as dicas que veremos a seguir, tudo será mais fácil.

O prêmio na educação dos cães

Petisco para reforçar a educação

Todos nós gostamos quando os nossos esforços são valorizados, os cães também. Então, você tem que ter em mente que, se quer que o animal repita os bons comportamentos, deve reforçá-los.

A premiação ocorre quando foi realizado o cumprimento das ordens dadas. Bem, os prêmios não podem durar a vida toda. Pelo menos não aqueles que são tangíveis, portanto, sempre teremos que reforçar o seu bom comportamento com um “muito bem”. O objetivo é usá-los até que ele aprenda a obedecer.

Para o reforço positivo, pode-se usar qualquer prêmios que saibamos que agradam o animal. A prática mais comum é usar um alimento, uma carícia ou um brinquedo, tudo isso também deverá ser sempre acompanhado de um “muito bem”.

Não se esqueça que enquanto este tipo de reforço se fizer necessário, é importante variar o prêmio para que não se torne enjoativo para o cachorro.

Quando ele tiver o comportamento desejado como algo natural, obedecer à nossa ordem concreta, poderemos retirar a recompensa física e manter apenas a verbal como reforço positivo.

Quando houver um comportamento que temos um maior interesse no uso, nós usaremos um prêmio que seja especialmente gratificante para ele.

A punição na educação dos cães

Punindo cães

A primeira coisa que você tem que ter em mente é que que a punição nunca deve ser uma rota de fuga para o seu mau humor ou a sua raiva pelo mau comportamento de seu cão. A punição deve ter sempre uma função didática.

Uma forma recomendada pelos treinadores de animais é dar um toque com uma certa contundência, sem danos, sobre a lateral do lombo, enquanto dizemos com energia: ‘não’.

Já outros treinadores acham mais útil sacudi-los rapidamente pela pele da parte de cima do pescoço, como fazem as cadelas com seus filhotes. Quando o comportamento a ser corrigido for mais grave, é apropriado tombar o animal pelo lombo, algo que para eles é muito desagradável.

Se o cão que retornar ao comportamentos que já havia sido removido, apenas um ‘Não’ contundente será necessário para que ele o abandone novamente. Uma vez que isso aconteça, você deverá continuar brincando com ele, para que ele perceba que esta é a forma que ele deixa o seu mestre mais feliz.

Não se esqueça que nós nunca devemos infligir um castigo cruel ou humilhante para o animal. Não é humano nem eficaz. A única coisa que teremos com isso, será um cão medroso e não um cão obediente.

O prêmio e a punição devem ser imediatos

Não devemos ignorar que os cães têm uma memória semelhante a de um bebê, então o prêmio, ou no caso, a punição, têm que ser imediatos. Caso contrário, em qualquer um dos casos, o animal não associará em sua mente o bom, ou mau, comportamento com a recompensa, ou punição.

É fundamental, ponto que é essencial para o sucesso do processo, que todos os membros da família tenham o mesmo comportamento na educação do animal. Todos sempre deverão recompensar e punir o mesmo comportamento e da mesma maneira.

Agora você já sabe como educar o seu animal de estimação, então, coloque em prática.