Como prevenir e tratar o resfriado dos cães

Seu cachorro espirra, tem muco, tosse, os olhos lacrimejam e ele está indisposto? Tudo parece indicar que ele está resfriado. E não, os animais não estão isentos deste tipo de doença e também ficam resfriados.

Para ser mais preciso, o termo que os veterinários usam é uma infecção respiratória superior e ela produz vírus similares aos que afetam os seres humanos, mas não são os mesmos.

Portanto, apesar de seu animal de estimação não te contar, certamente, ele também tem dores de cabeça e dores musculares, um generalizado mal-estar e até mesmo alguns graus de febre.


Dicas para prevenir o resfriado em cães

Prevenindo resfriados

Como diz um velho ditado: “prevenir é melhor do que remediar”, especialmente se forem doenças evitáveis, portanto tome algumas precauções para manter o seu cachorro longe do muco e dos espirros. Por exemplo:

  • Resguarde-o das mudanças bruscas de temperatura e das correntes de ar.
  • Aqueça e refrigere o local de repouso de seu amigo peludo em condições razoáveis.
  • Não saia para passear com o seu cachorro quando as temperaturas forem extremas.
  • Se estiver muito frio ou chuvoso, envolva-o com algum tipo de roupa para cães no momento de seu passeio.
  • Seque-o bem após o banho ou se a chuva molhá-lo.
  • Se você tiver que deixá-lo por alguns dias em um canil, certifique-se de que ele tenha tomado a vacina para a tosse dos canis.
  • Forneça-lhe uma dieta de qualidade e com os nutrientes necessários.
  • Mantenha o seu cão bem limpo e limpe bem os espaços onde ele fica.
  • Não o exponha à poeira ou à fumaça de cigarro.
  • Lembre-se de fazer uma desparasitação periodicamente e mantenha a caderneta de vacinação de seu amigo peludo sempre atualizada.

Dicas para o tratamento dos resfriados nos cães

Cão com resfriado

Se você seguiu todos os conselhos, mas mesmo assim não conseguiu evitar que o seu cachorro ficasse doente, vamos lhe indicar algumas questões que você deverá ter em mente ao tentar aliviar o resfriado de seu amado animal de estimação.

  • Redobre os cuidados para que ele não fique com frio.
  • Reduza os níveis de atividade. Faça passeios curtos e, sempre, quando a chuva ou o frio não forem excessivos.
  • Não o force a se exercitar. Lembre-se de que ele poderá se sentir letárgico por causa de sua doença.
  • Prepare um lugar acolhedor e tranquilo onde ele possa relaxar e se recuperar.
  • Mantenha-o hidratado. Disponha sempre água fresca ao alcance do seu animal.
  • Abra a torneira de água quente, ou o chuveiro, e coloque-o no banheiro. O vapor a ser formado irá ajudá-lo a respirar melhor.
  • Se você notar que ele parou de beber água, tente dar água a ele com uma seringa e umedeça o alimento dele.
  • Estimule o seu apetite e ajude-o a se hidratar preparando uma canja.
  • Não o medique por conta própria, principalmente se a sua ideia for a de dar remédios que foram desenvolvidos para as pessoas e não para os animais. Eles podem ser tóxicos e causarem doenças irreversíveis em órgãos sensíveis como o fígado.

Consulte o seu veterinário mesmo se você tem a intenção de dar ao seu cão algum remédio caseiro.

Tenha em mente que, como no caso dos seres humanos, o resfriado do seu cão deverá desaparecer em poucos dias. Se isso não acontecer, ou se a situação se agravar, consulte o seu veterinário. Atenção especial a estes sinais em seu animal de estimação:

  • Se ele parar de beber água;
  • Exibir claros sinais de desconforto;
  • Parecer que há um chocalho em seu peito.

Nesses casos, é provável que ele possa precisar de um antibiótico para superar a sua doença.

Além disso, os filhotes e os cães mais velhos devem ser examinados por um profissional, embora possam não aparentar nada de mais grave no momento.

Tenha em mente também que outras doenças podem ter sintomas semelhantes aos do resfriado, como é o caso da cinomose, uma doença altamente contagiosa – causada por um vírus – e que ataca cães de todas as idades.

A cinomose afeta principalmente o trato respiratório, gastrointestinal e, em casos graves, o sistema nervoso do animal.

Portanto, se o seu amigo peludo pegou um resfriado, a melhor coisa que você poderá fazer é redobrar a sua paciência e a sua afeição por ele, cuidar dele com amor e observar sua evolução.

Com certeza, ele rapidamente irá se recuperar. E, se precisar da ajuda de um profissional, o seu veterinário saberá aconselhá-lo sobre os cuidados mais adequados para que o seu cão supere esta incômoda doença da melhor forma possível.