Prós e contras de ter mais de um cachorro em casa

mais de um cachorro

Quem tem um cachorro se sente mais acompanhado, mais responsável e aproveita bastante. Muitos donos não seriam capazes de voltar a ter um animal de estimação em sua casa, e vários outros pensam em introduzir em seu lar um segundo cão. No entanto, há alguns fatores que devemos ter em mente na hora de pensar em ter mais de um cachorro.

Por que?

cachorro comendo

Antes de introduzir um segundo cachorro em casa, o dono deve se perguntar o por quê desta decisão. Um novo cão é uma segunda responsabilidade e requer tanto tempo e cuidado quanto o primeiro animal.

Se a resposta para a pergunta for vaga, influenciada pela inércia, “porque meu filho/filha/marido/mulher/sogra quer outro cachorro”, ou pelo “contágio”, “porque meus vizinhos compraram outro e estão muito felizes”, é melhor pensar mais.

Se suas razões não são fortes, recomendamos pensar melhor. Se a resposta é porque o dono não tem tempo de dar atenção ao seu cachorro atual, e com outro cão, o primeiro terá mais companhia, também não é uma boa ideia introduzir o segundo cachorro.

Os cães são animais de manada que têm carinho pelos seres vivos que os rodeiam, e o dono é parte da matilha do cachorro.

Não só isso, se você educou bem o seu cão, ele considera que o dono é o líder da matilha por isso não pode deixar de dar a ele o carinho do qual ele precisa.

Além disso, se o dono não tem tempo para um cachorro, é pouco provável que tenha tempo para dois.

Também existem outras condições que devemos ter em mente antes de introduzir um segundo cão em casa. A primeira coisa a considerar é se há espaço suficiente, principalmente se você quer um cachorro grande.

Independentemente do tamanho, ele precisará de seu próprio espaço para dormir e comer, especialmente no início, quando o ideal é alimentar os dois cães separadamente.

Todo cachorro precisa de um espaço para descarregar sua energia e outro para estabelecer suas distâncias sociais.

É melhor se a casa tiver jardim ou um espaço onde os dois cães possam brincar juntos sem quebrar nada, já que dois precisam de um espaço maior para brincar do que um.

Além disso, o dono deve estar disposto a duplicar a rotina de higiene, carícias e atenção. Deve-se ter em mente também que os gastos com comida, veterinário, etc., serão duplicados.

Outro fator a levar em conta no momento de introduzir um segundo cachorro em casa é a personalidade do seu cão atual.

Se é um cachorro dominante, com tendência a ser o macho alfa, terá mais dificuldade em aceitar outro animal em seu território.

Se o cão atual tem um círculo social reduzido, ele também terá mais dificuldades para aceitar um novo cachorro do que se estiver acostumado a brincar com outros animais.

Além da personalidade do cão atual, é importante se informar também sobre a personalidade do novo cachorro.

Se for um animal adotado, os trabalhadores do centro poderão informar sobre isso, para evitar introduzir um cachorro com personalidade incompatível com o que você já tem.

Dois cães submissos se darão muito melhor do que dois cães dominantes.

A idade do cachorro também é um fator relevante. Se o seu cão é idoso ou está doente, ele pode não gostar de ter que dividir um espaço que foi somente seu durante muito tempo.

Por outro lado, um cão jovem pode ajudar um adulto e sedentário a se mover e estar mais propenso a brincadeiras.

No entanto, o melhor é procurar um companheiro de idade semelhante ao do animal de estimação atual, e se possível, do sexo oposto, ainda que nesse caso seja necessário estabelecer um controle de natalidade.

É fundamental que o dono dê carinhos constantes a ambos e mostre ao seu cão atual que contar com um novo companheiro é algo bom.

Terá que educar os dois cachorros, oferecendo-lhes carícias e recompensas quando se comportarem corretamente estando juntos, principalmente durante as primeiras semanas de convivência.

Inconvenientes de introduzir um segundo cão em casa

caes dominantes

Além do aumento da responsabilidade e do tempo que devem ser dedicados aos cachorros, outros inconvenientes de introduzir mais um animal em sua casa é que a limpeza se torna mais difícil, os gastos se duplicam, a bagunça será maior, aumentam os latidos, o adestramento e os passeios se tornam mais complicados.

Além disso, se não tomar cuidado, os cães podem desenvolver comportamentos de ciúme, principalmente se forem do mesmo sexo. Nestes casos, o melhor é respeitar a hierarquia, não se envolver e ter certeza de que ambos estão recebendo a mesma quantidade de carinho.

Vantagens de introduzir um segundo cachorro em casa

Dito isso, é certo que introduzir um segundo cão é algo vantajoso, principalmente se o cachorro atual ficar muito tempo sozinho em casa, já que assim terá companhia e será reduzida a ansiedade pela separação, o tédio e sobretudo a destruição de objetos, porque eles terão algo ativo para se distraírem.

É muito importante lembrar que um segundo cão aumenta as possibilidades de brincadeiras, afeto e diversão dos animais, mas não serve para substituir as carícias de seus donos.