Em quais circunstâncias deve-se fazer uma cesárea em uma cadela?

A cesárea é um procedimento cirúrgico que pode ser empregado em alguns animais quando existem riscos para a mãe ou para os filhotes. Muitos veterinários recomendam fazer esta intervenção em algumas raças braquicefálicas já que, se não for feita, poderá colocar em risco a vida da cadela.

A seguir, compartilhamos alguns detalhes sobre a cesárea nas cadelas.

Por que fazer uma cesárea?

Ecografia em cadela

De acordo com especialistas, existem algumas causas de mortalidade neonatal que ocorrem durante o trabalho de parto. Entre elas, encontra-se a hipóxia e a distócia.

Estes tipos de problemas podem ocorrer, seja por dificuldades fisiológicas, problemas de comportamento ou, inclusive, por fatores do meio ambiente.

Algumas mortes de filhotes devem-se a um problema genético ou a uma infecção. Vários estudos mostram que entre 20% e 30% dos filhotes morrem antes dos seis meses de vida devido a um mau procedimento neonatal.

Para evitar as mortes dos filhotes, observe se a sua cadela se encontra 100% saudável para dominar um parto natural, o recomendável é que você vá ao veterinário para que ele possa avaliar e dar sua opinião profissional. Mas muita atenção!

Muitas vezes, os donos costumam meter os pés pelas mãos ou ter muita ansiedade para que os filhotes nasçam.

O melhor é que o animal se encontre tranquilo. O estresse materno é sumamente prejudicial para o filhote que ainda não nasceu, portanto, como dono, você deve tentar manter um certo controle da situação e fazer todo o possível para que o nervosismo não estrague tudo.

Você tem que se manter calmo para não transmitir essa sensação de nervosismo ao seu animal de estimação.

Por outro lado, é importantíssimo saber que alguns veterinários deixarão a decisão de fazer a cesárea em suas mãos. Sim, você terá que decidir se é o mais adequado para a sua cadela. Por razões legais, costuma-se aplicar esse procedimento.

Por que outras razões deve-se fazer cesárea?

Filhotes mamando

Outros motivos que podem demandar este tipo de intervenção cirúrgica, incluem o tamanho dos filhotes, a forma da pélvis de seu animal de estimação e, inclusive, se os pequenos ou super grandes filhotes se encontram localizados em uma posição complicada.

Quando alguma destas circunstâncias estão em jogo, a cesárea pode ser a única opção para preservar a vida da cadela e de seus filhotes.

Por outro lado, qualquer sinal de sofrimento fetal pode fazer com que se considere rapidamente uma cesárea.

Nem todo o trabalho de parto conduz a um parto natural. Alguns sinais de sofrimento fetal incluem a expulsão de líquido de cor negra, vermelho ou verde que, com frequência, significa que a placenta se desprendeu ou que há secreção fetal. Ambas situações podem indicar problemas.

Um dado importante é que a cesárea deve ser realizada quando se inicia o trabalho de parto e lembre-se: uma cesárea pode ser uma boa alternativa para o seu animal de estimação.

Outro ponto importante que você deve saber é que os medicamentos que são administrados para uma cesárea são mais leves e seguros do que aqueles que são administrados para se realizar algumas cirurgias. Mas não se assuste: as doses que os veterinários utilizam não prejudicam os filhotes e nem seu animal de estimação.

Além disso, costuma-se utilizar produtos que não deixam efeitos secundários e que permitam uma rápida recuperação. Entre eles, destaca-se o propofol que, segundo dizem os especialistas, é o melhor anestésico para uma cesárea.

Em geral, a intravenosa é inserida na pata dianteira, a qual já foi limpa e tosada antes de ser anestesiada. Depois, realiza-se uma incisão a partir do púbis até o umbigo. Em alguns casos, quando os filhotes são grandes, a incisão pode ser maior.

À medida em que os cachorrinhos vão nascendo, os assistentes do veterinário se encarregam de limpar os filhotes. Quando se realiza uma cesárea, os pequenos peludos podem demorar até meia hora para respirar e para se estabilizarem. Depois, eles são colocados em um lugar quente.

Finalmente, uma vez que a cadela tenha acordado, consegue manter a cabeça erguida, sua temperatura é a adequada e suas gengivas estão cor de rosa, ela poderá ir imediatamente para a casa e cuidar de seus filhotinhos.

Supervisão extrema deve ser dada quando a fêmea não aceita os seus pequenos. Mas, fique tranquilo, seus hormônios devem se estabilizar em, no máximo, 48 horas.

Créditos da imagem: barbievoltios.