Quanto os gatos crescem? E meu gato, cresce depressa?

gatos crescem

Diferente dos humanos, os gatos crescem depressa. Podem alcançar, aos seis meses já um tamanho adulto, e já podem começar a correr, saltar, e inclusive a caçar. Recordemos que os humanos nessa idade nem sequer engatinham. Hoje, responderemos à grande pergunta: os gatos crescem até que tamanho?

Desde que nascem, os gatos ronronam para que suas mães saibam que estão alimentados e que se encontram bem. O mesmo fazem depois com os humanos, para nos informar que estão confortáveis e que se sentem alegres e contentes.

Primeiras fases do desenvolvimento do gato

brincadeira-gato-por-comida

Os gatinhos não andam bem até os 17 dias de idade. Mas mesmo nesse tempo eles já tentam se deslocar como podem: se arrastando. Quando a mãe deles quer levá-los de um local para outro, ela os apanha pela nuca com sua boca; por instinto, os pequenos felinos ficam imóveis para não se machucarem. Os primeiros dentes saem em duas semanas de vida.

Entre três e quatro semanas de vida, os bebês gatos crescem e já fazem suas necessidades por si mesmos e já podem aprender a utilizar a caixa de areia. Cuidado com as primeiras doenças que podem chegar nessa fase.

Entre quatro e oito semanas de vida, os gatinhos começam a desmamar, iniciando a fase de ingestão de alimentos sólidos, que substituem o leite. Também já podem saltar, correr, subir e o sentido do equilíbrio já está bem desenvolvido. Limpam-se sozinhos e também lambem seus irmãozinhos.

O período que vai de oito a doze semanas de vida é muito divertido, tanto para o gatinho como para seus donos. Nessa idade, o pequeno felino já utiliza melhor os mesmos músculos que um gato adulto, mas ainda tem que aprender a calcular as alturas, as velocidades e as distâncias.

Os gatos ao chegarem à vida adulta

Entre os três e os sete anos, iremos notar que o nosso gato já não tem tanta vontade de brincar como antes. Passa muito tempo dormindo (pode chegar a dormir quatorze horas diárias) e se torna muito territorial.

Entre sete e doze anos, o gato começa a envelhecer. Sua personalidade vai se tornando cada vez mais sedentária e tranquila. Passará muito tempo descansando. Brincará às vezes, mas apenas em algumas ocasiões.

A expectativa de vida de um gato é superior à de um cão. Eles podem chegar a completar 25 anos.

Habilidades para a caça

A partir do primeiro ano de vida, a maioria dos gatinhos dedica muito tempo à aprendizagem da caça, e muitas dessas vezes, as pessoas se transformam no alvo da brincadeira. Depois de um 1 ano, a maioria dos bichanos continuam crescendo, mas em um ritmo muito mais lento, até pelo menos 18 meses de idade.

A reprodução

A maturidade sexual nos gatos, que se refere à puberdade, demora alguns meses. O processo costuma começar quando o gatinho está entre os 6 e os 9 meses de idade. Ainda que a fêmea possa ficar prenha, uma vez que esteja fisicamente amadurecida, a gravidez pode ser difícil, já que seu corpo ainda não está completamente desenvolvido.

Os gatos machos que alcançaram esta idade já podem ser papais, assim, não é boa ideia mantê-los junto às gatinhas fêmeas, para evitar essa possibilidade.

Na hora de esterilizar do gato, o melhor é falar com o veterinário a respeito de quando realizar o procedimento. Muitos veterinários preferem esterilizar ou castrar aos gatinhos antes de que alcancem a maturidade sexual plena. A castração dos bichanos machos antes dos 6 meses de idade pode evitar comportamentos indesejados.

Os gatos crescem e se tornam animais sociais

espaco-para-seu-gato

Quando o animal chega aos seis meses, o gato poderá se tornar mais apegado ou temperamental devido às mudanças hormonais que tomam lugar em seu corpo.

À medida que o gatinho se transforma em um gato adulto, suas necessidades nutricionais mudam. Ao redor dos 12 meses de idade, será preciso alterar os alimentos do felino para uma comida de bichanos adultos. Pode ser que tenhamos que alimentar o gato com menos alimento por dia depois do primeiro ano, especialmente se tivermos um gato esterilizado.

Também, se o gato desenvolver diarreia em decorrência da mudança na alimentação, é importante diminuir a quantidade de alimentos que ele ingere.

No caso dos abrigos, sempre é mais difícil a adoção de um gato adulto do que de um gatinho.