De quanto tempo é o período de gestação de uma gata?

gestação

Assim como ocorre com os seres humanos, as gatas também têm uma série de sintomas, e indicadores de sua gravidez. Estes sintomas não são observados imediatamente, mas vão se tornar mais claros a partir da terceira ou quarta semana de gestação.

Mudanças físicas durante a gestação

gestação

O primeiro sintoma da gravidez que se pode observar são as mudanças nos mamilos, que começam a inchar e adquirem uma cor rosada mais escura. Outro dos sintomas é o aumento do apetite, os vômitos e as náuseas matinais. Também são usuais as mudanças em seu comportamento, pois a gata pode se tornar carinhosa e demandar companhia ou, ao contrário, tornar-se estranha e solitária.

Mas o sinal principal é o aumento do tamanho do abdômen, que começa a ser notado por volta de cinco semanas de gestação.

Neste período de gestação, é aconselhável oferecer ao animal uma dieta equilibrada, com muita carne, peixes e leite, também com complementos minerais e vitamínicos.

Quando chega o parto

Saberemos que o momento do parto se aproxima quando percebermos que o tamanho das mamas está cada vez maior, devido a acumulação de leite. Também poderá se observar a zona perineal flácida e relaxada.

No dia anterior ao parto, a gata estará inquieta, ativa, sem parar de caminhar, com perda de apetite, decaída e com uivos que aumentarão de tom conforme o momento do parto se aproxima.

Ao começar o parto, os miados serão mais fortes a cada contração, as quais expulsarão o primeiro gatinho, que pode sair com ou sem placenta. Também, cada cria terá sua própria placenta.

Quando a placenta não se rompe sozinha, a gata se encarregará de rompe-la com seus dentes. O intervalo entre as saídas dos bichanos recém-nascidos pode oscilar de entre cinco minutos até uma hora. As gatas podem ter entre um e oito gatinhos a cada gravidez.

Quanto à duração total, o parto completo do primeiro até o último gatinho pode chegar a um dia inteiro.

Geralmente, as gatas atravessam o parto com poucas dificuldades e não precisam de assistência humana. Assim que os pequenos felinos tiverem nascido, eles se aproximarão dos mamilos da gata e começarão a mamar.

Algumas pautas importantes sobre a gravidez

  • O período de gestação de nossa gata certamente será mais curto do que poderíamos imaginar a princípio. Normalmente oscilará entre 56 e 64 dias, não vai além de dois meses.
  • Quando suspeitarmos que a nossa gata poderá estar prenha, o ideal é levá-la ao veterinário para confirmar o diagnóstico. Pediremos para que o profissional determine o tempo de prenhes de nosso animal de estimação. Desta forma calcularemos o momento da chegada do parto e estaremos preparados para ajudar.
  • A partir do momento em que tomarmos conhecimento da gravidez de nossa gata, aumentaremos os cuidados para com a felina. Sobretudo no que diz respeito a sua dieta e a sua nutrição; desta forma poderemos garantir ao máximo a saúde da mãe e dos filhotes que nascerão.
  • Até a semana número seis, a gata poderá comer a ração que habitualmente come, uma vez ao dia. A partir desse momento, e mais ou menos até a semana de número sete, a quantidade de ração deverá ser dividida em duas porções, para uma melhor assimilação. A partir da sétima semana, o ideal é realizar três refeições, manhã, tarde e noite. Desta forma o animal comerá a mesma quantidade, mas pouco a pouco.

gestação

  • A ração ou os alimentos preparados que você está acostumado a dar a sua gata, poderão ser substituído por outros de melhor qualidade. Desta forma, tanto a mãe como os filhotes receberão todos os nutrientes necessários.
  • O espaço que a futura mãe dos filhotes necessitará durante a gravidez deve ser mais cômodo e fresco, sem muito calor, pouco iluminado para potencializar a serenidade da gata, e com comida e água abundante. Quanto mais comodidade tiver a gata, mais tranquila ela estará e melhor confrontará o próximo parto.
  • As brincadeiras que temos habitualmente com nossa amiga poderão continuar se realizando durante a gestação. A gravidez de uma gata não significa que ela esteja impedida de tudo, embora devamos fazer tudo com mais suavidade, evitando qualquer movimento brusco.
  • Na última fase da gravidez, os órgãos e músculos das futuras crias felinas completam seu crescimento. Durante a fase final da gestação felina, os filhotes recém-nascidos irão desenvolver o focinho e a pelagem característica que irá cobrir o corpo deles durante o resto de suas vidas.