Quatro obras de arte com cães

Obras de arte com cães

A arte é uma das formas de expressão mais humanas que existem, sintetizando pensamentos e emoções de formas criativas e geniais.

Ao longo de sua história, muitos artistas têm imortalizado seres tão incríveis como os cães. Os animais de estimação se converteram em um dos segredos do sucesso de seus donos, proporcionando a eles a paz e a felicidade necessárias para a manifestação artística. É por isso que apresentaremos, a seguir, as quatro obras de arte com cães mais famosas.

O cão azul de Andy Warhol

cachorro salsicha

O que poucas pessoas sabem sobre este gênio da arte contemporânea é o seu amor pelos animais, a quem tratava com muita dignidade e amor. Em muitas ocasiões, os bichos eram os únicos que permitiam ao artista se sentir em paz, tornando-se uma das chaves para a clarear as ideias desse gênio.

Seus animais favoritos sempre foram os gatos, tanto que o artista vivia com nada mais do que 25 dessas bolinhas de pelo adoráveis, todos com o nome de Sam. O amor aos felinos era tanto que ele dedicou a eles um livro de desenhos intitulado “25 Cats Name Sam and One Blue Pussy” (25 Gatos Chamados Sam e um Gatinho Azul).

Apesar de seu grande amor por felinos, Warhol acabou se apaixonando por um cão da raça dachshund, ou salsicha, como é mais conhecida no Brasil, a quem adotou por insistência de seu parceiro em 1973. Batizado como Archi, foi imortalizado pelo pincel do artista em um belo quadro que manifesta a devoção pelo pequeno amigo de quatro patas.

A incrível arte de Jeff Koons

A grandeza da arte não reside apenas em sua capacidade de provocar emoções e estimular a mente. Ela se encontra também na forma pela qual é possível criar qualquer tipo de manifestação artística, através de diferentes meios, sempre que a criatividade permite.

“Foi exatamente isso que aconteceu com o artista norte-americano Jeff Koons, que foi capaz de imortalizar a figura de um cão de tal forma que o aço parece borracha. Sua famosa escultura do cão inflável já foi exposta em dezenas de lugares.”

Essa verdadeira obra de arte levou seis anos para ser concluída, quebrando recordes de venda nos Estados Unidos e no mundo.

Segundo esse gênio da arte declarou, o melhor amigo do homem é um animal a quem devemos sempre tratar com muito amor e respeito.

Um cão no expressionismo alemão

O expressionismo alemão foi uma das maiores vanguardas artísticas de seu tempo. Esse movimento conseguiu se espalhar para outras formas de arte, como o cinema, espaço onde recebeu o reconhecimento absoluto depois de uma série de filmes surpreendentes.

No entanto, foi na pintura que o expressionismo alemão encontrou a sua forma mais prolífica para expressar as suas ânsias com obras de arte tão importantes que se tornaram históricas.

Uma dessas pinturas é a obra “Cachorro deitado na neve”, do alemão Franz Marc, na qual ele retrata o seu belo cão descansando tranquilamente.

Frida e seu cão Pelado Mexicano

Xoloitzcuintle

Não é segredo para ninguém que a mexicana Frida Kahlo é uma das maiores artistas da história da arte mundial, não apenas ao fato de ter se destacado em uma época em que isso era quase impossível para a mulher, mas também pelo talento inigualável que a fez produzir obras de arte incríveis.

Com ela acontece o mesmo fenômeno que acompanha a vida póstuma de outros gênios como Jorge Luis Borges e Kurt Cobain. São mais reconhecidos pelo público por suas vidas privadas que pela grandeza de suas obras, algo ao mesmo tempo incomum e um pouco injusto.

Um dos resultados mais paradoxais disso é que a faceta menos famosa de Frida tem sido o grande amor que ela nutria pelos animais, algo manifestado em alguns de seus quadros, onde aparecem vários de seus animais de estimação.

Um dos mais famosos é o seu autorretrato de 1945, onde é possível vê-la com o seu famoso macaco e com o seu belo cão sem pelos da raça Pelado Mexicano.

Embora existam outras obras igualmente memoráveis, essas são as obras de arte com cães mais famosas do mundo.