Quem maltrata animais não deve tê-los

Há assuntos que são difíceis de tratar, pois não sabemos como lidar; é o caso de nosso artigo de hoje, que fala sobre abusadores de animais. Os meios de comunicação têm feito campanhas, que esperamos que surtam efeito, para que os abusadores de animais não tenham animais de estimação.

 

Sim, existe uma Declaração Universal dos Direitos dos Animais, em alguns lugares, como na Catalunha, Espanha, onde há mais rigor na legislação de proteção aos animais, tais como a proibição de tourada e sacrifício de animais de rua.

Abusadores de animais, a nova lei

iguana

O Código Penal espanhol considera animais de estimação, ou animais domesticados, como espécies protegidas, como é o caso dos cães e gatos, e condena os abusos cometidos contra os mesmos.

Mas também abrange a proteção outros animais, como furões, iguanas, tarântulas, etc. Assim, a posse destes animais está proibida, para abusadores, por até três anos.

Estas novas medidas serão introduzidas no texto da lei através de algumas alterações de compromisso entre partidos espanhóis.

Além de ter a posse de animais de estimação e uma desqualificação de um a três anos, o agressor também terá que pagar uma multa e não poderá exercer a profissão, comércio ou qualquer negócio que esteja relacionado com os animais.

Há também uma extensão de animais protegidos, desde que sob cuidados humanos, é o caso de cobras, porcos, doninhas, iguanas, tarântulas, etc. Também serão multadas, por seis meses, pessoas que abandonarem um animal ou que colocarem a vida deles em perigo.

Embora alguns acreditem que a lei não esteja completa, já que a proibição de brigas de galos, ou de cães, não são contempladas pela lei, e nem pune qualquer pessoa que abuse de animais em shows, mesmo que eles não sejam legalmente permitidos, como no caso do festival do Toro de La Vega, realizada em Tordesillas, Valladolid, Espanha.

No que consiste o festival do Toro de La Vega?

touro

O festival do Toro de La Vega é um show que é realizado na cidade de Valladolid, onde há uma perseguição a um touro por muitas pessoas que o lançam e o ferem até que ele morra.

Este espetáculo sangrento começa nas ruas de Tordesilhas, onde solta-se o touro e onde os corredores começam a persegui-lo até um campo, onde ele finalmente encontra sua morte.

Este festival tornou-se um evento muito popular nos últimos anos, devido à grande controvérsia e protestos contra este tipo de espetáculo sangrento.

De um lado estão os defensores dos direitos dos animais e, de outro, os residentes locais que defendem a sua festa tradicional, mas seria realmente uma festa quando a vida de um ser vivo está sendo violada?

Abusadores de animais

Os humanos são os únicos animais capazes de maltratar e, em seguida, matar outros animais para fins de recreação ou pelo mero prazer de matar.

Abusadores de animais são pessoas cruéis que causam sofrimento e morte de animais apenas para demonstrar seu poder supremo.

Mas alguns especialistas afirmam que quando uma pessoa se torna abusadora, possivelmente foi abusada por alguém. Concluiu-se que os abusadores animais também estiveram envolvidos em violência doméstica.

Abusadores, muitas vezes, foram testemunhas de maus-tratos de animais de estimação por alguém que queria ser o centro das atenções, e que queria deixar claro sobre quem tem o poder, e para submeter a família ao terror em casa.

Mas o abuso animal não consiste apenas em bater ou matar, mas também há outros tipos de abuso aos quais os animais são forçados, como lutas, rinhas e trabalho de animais em shows, onde no fim são maltratados e abusados em sua liberdade.

Educação é a chave

O Meus Animais não tolera o abuso de animais em qualquer circunstância. Nós amamos essas criaturas e as respeitamos, o reino animal é considerado nosso amigo e é parte da nossa família.

É por isso que nós rejeitamos toda a violência e incentivamos os pais a ensinarem os seus filhos a terem respeito e amor pelos animais.