Residentes do sul do EUA arriscam a vida para salvar animais

salvar animais

Recentemente, inundações assolaram diferentes Estados do Sul dos Estados Unidos. Além de salvarem diferentes pertences, muitos vizinhos e residentes da região uniram suas forças para salvar animais.

O abrigo em perigo

Depois destas inundações, o abrigo Dunham Springs Animal Shelter perdeu suas instalações. Só o teto do lugar ficou à vista, o resto foi destruído pelo desastre natural que atingiu o Sul dos Estados Unidos.

Como resultado destes acontecimentos, a equipe de resgate e os habitantes da área fizeram o possível para salvar animais que ainda permaneciam no lugar e que precisavam ser resgatados. Para isso, tiveram que forçar a porta para que os cães saíssem nadando e para que outros pudessem subir pelo teto.

Em recentes declarações, um vizinho do lugar contou que eles utilizaram botes para retirar os muitos animais que estavam correndo perigo depois do desastre natural. Quando foram colocados a salvo, os habitantes do lugar se encarregaram de alimentá-los e de protegê-los do frio. Enquanto isso, os empregados do abrigo estavam trabalhando para conseguir os melhores lares para seus animais.

Os vizinhos voluntários afirmam que não só queriam ajudar a salvar os animais do abrigo, mas também aqueles que perderam suas famílias ou simplesmente que se perderam como consequência do desastre das inundações.

caes-e-gatos-resgatados-bronx

Fonte: www.elcolombiano.com

Os cães de rua

Embora o número de cães e animais abandonados seja grande, aumenta cada vez mais a quantidade de pessoas e grupos que se organizam para ajudar a combater este problema.

Para resgatar um cão de rua e dar uma segunda oportunidade ao pobre animal, vemos diariamente cães que têm tanto medo das pessoas que não deixam nem que elas se aproximem.

O abandono de animais é um problema mundial e que faz com que milhões e milhões de cães morram anualmente, simplesmente porque as pessoas continuam pagando por filhotes de criadores ou de lojas de animais, quando poderiam salvar um peludo inocente da morte, adotando-o.

A compra de filhotes

As pessoas que adquirem filhotes das lojas de animais financiam a crueldade dos criadores, entre outras coisas, porque os cães costumam ser cruelmente maltratados e desumanamente assassinados.

Alguns criadores que não conseguem vender seus filhotes matam os animais de maneira desumana, utilizando métodos como o afogamento. Outros os abandonam.

Em uma segunda fase, muitas pessoas que compram filhotes decidem logo que eles são um inconveniente, e se desfazem deles, acrescentando ainda mais cães inocentes ao grande número dos cães já condenados à morte.

Outras pessoas fazem o mesmo quando inesperadamente terminam com uma ninhada de filhotes, pois não castram seus cães.

Se tivéssemos o cuidado de não comprar, e todo mundo adotasse, ninguém criaria cães, e, finalmente nenhum peludo morreria.

Hora de adotar e salvar animais

Quando os animais são abandonados e terminam em um canil, as probabilidades de que eles saiam com vida de lá são pequenas.

A partir de sua chegada, começa uma corrida contra o relógio e estes cães e gatos têm uma quantidade limitada de tempo para que as pessoas possam reclamá-los, ou para que possam encontrar alguém que os adote. Muitos animais são considerados inadequados para adoção, devido a doenças, acidentes ou agressão e, geralmente, nem sequer lhes dão a oportunidade de serem adotados.

Os dados falam

caes-e-gatos-resgatados-bronx-2

Fonte: www.elcolombiano.com

Os dados recolhidos em todo mundo estimam que em torno de seiscentos milhões de animais são abandonados a cada ano. Em torno de 4 milhões de cães são abandonados por ano somente nos Estados Unidos; no Reino Unido, estima-se que este número de cães abandonados chegue a algo em torno de 130 mil.

Não são só cães que são abandonados, há também um grande problema com o abandono de gatos, de coelhos e de furões. Outros pequenos animais também são vítimas, mas o abandono destes é mais fácil de ser ocultado.

Os canis e a eutanásia

Muitos abrigos e canis que levam milhões de animais adotáveis e saudáveis à morte anualmente em todo mundo, frequentemente utilizam a palavraEutanásia” para justificar suas ações.

Mas a eutanásia é para pacientes com doenças dolorosas e incuráveis. A maioria dos animais sacrificados nos canis não são agressivos, são saudáveis e adotáveis, e o fazem porque não há suficientes pessoas que os adotem, patrocinem ou acolham a tantos animais. A adoção pode salvar animais da morte. Adote!