A sabedoria de um cão de rua

cão de rua

De acordo com o país ou a cidade onde vive, você poderá ver mais ou menos animais (sobretudo cães) abandonados nas ruas. Em certas localidades isso é um problema muito grave e difícil de se erradicar, embora haja campanhas de esterilização e novos abrigos para cães. Muitos de nós gostaríamos de levar todos os cães abandonados para casa, mas isto é impossível. Se você tiver a possibilidade de pelo menos adotar um cão de rua, saberá que a fidelidade e a gratidão dele serão eternas.

A estátua de um cão de rua

um-cão-de-rua

Como uma maneira de conscientizar as pessoas na Cidade do México, uma artista chamada Girassol Botello fez uma estátua em homenagem a um cão, “Peluso”. A ideia foi muito interessante, e serviu para mostrar aos muitos transeuntes que os seres humanos não devem ser indiferentes aos animais.

A estátua possui uma placa com uma frase dilaceradora, mas se espera que ela surta efeitos na população:

“Meu único delito foi nascer e viver nas ruas ou ser abandonado.

Eu não pedi para nascer e apesar de sua indiferença e de suas pancadas,

A única coisa que te peço é o que sobra de seu amor.

Já não quero mais sofrer, sobreviver assim no mundo é um horror!

Me ajude, me ajude por favor! ”

– Peluso –

A estátua que está na Capital do México é uma das várias que foram erigidas ao redor do planeta. Por exemplo, na cidade de Moscou, mais precisamente na entrada do metrô, há uma com o objetivo de chamar a atenção para todos os cães sem lar.

O cão usado como “musa” vivia na estação e era chamado de “Menino”. Todos os que usavam o metrô o conheciam. Ele foi assassinado por uma mulher que iria pegar o metrô com seu pet, depois de escutar os latidos do cão de rua e “temer” que o atacasse, ela matou o cão “Menino”.

A crua realidade dos cães de ruas

Os cães que vivem na rua dormem onde podem, comem o que conseguem, agonizam em uma praça, sofrem frio no inverno e calor no verão, são maltratados por pessoas sem coração, brigam entre eles por um pedaço de carne e dão crias em qualquer lugar.

Um cão de rua sofre desde antes de nascer e, ele só conta consigo mesmo, tem que sobreviver de qualquer forma, mendigando um pedaço de pão, uma carícia ou uma palavra amável. Os programas ou campanhas de esterilização e saúde animal não são suficientes e, em algumas cidades, o crescimento da população canina é um problema.

A adoção é uma das soluções, mas inclusive isso tem uma “barreira”. Não podemos levar para casa todos os cães! O que fazemos com o resto? Infelizmente muitos passam toda a vida em um “canil” ou associação protetora, onde embora estejam protegidos da chuva e do frio, podem passar dias ou semanas em um cubículo pequeno compartilhado com vários outros cães.

O que um cão de rua pode nos ensinar?

na-holanda-não-ha-cães-de-rua

Se você está pensando em adotar um animal que vive na rua ou que foi levado para um abrigo, tenha em mente que a partir do momento em que você lhe apresentar o seu novo lar, o cão ficará tão grato que não pensará duas vezes em dar a vida dele por você. Essa é uma das “máximas” de um cão de rua: Fidelidade 100% a quem o resgata. Você gostaria de conhecer o que mais um cão de rua pode lhe ensinar?

  1. A vida é bela quando a compartilhamos com alguém.
  2. As oportunidades são feitas para serem aproveitadas.
  3. A soneca (e o descanso) são muito importantes.
  4. O tempo em família é algo sem preço.
  5. Ser paciente é uma virtude que poucos conhecem.
  6. O amor é sempre incondicional.
  7. Ajude aos outros e estará ajudando a si próprio.
  8. Improvise e tente se divertir com o que encontrar.
  9. Não tenha medo e nem vergonha de pedir ajuda.
  10. Enfrente seus problemas o quanto antes.

O que pareceu este decálogo de um cão de rua? Sem dúvida estes animais nos ensinam muito e vale a pena aproveitar a sabedoria e experiência deles… enquanto os enchemos de amor!