Saúde e animais de estimação: gatos e gases

A Expulsão dos gases intestinais, também conhecida como flatulência, é muito comum em todos os mamíferos, incluindo cães e gatos. O seu odor vem a partir dos gases produzidos por bactérias presentes no estômago, que surgem por muitas razões.

Os gases podem estar associados com uma mudança na dieta, maus hábitos, raça ou algum tipo de doença gastrointestinal.

Se você tem um gato em casa, talvez em algum momento ele te surpreenda com este tipo de flatulência, que, além de causar odor pode ser um sinal de que algo está errado com seu animal de estimação.

Quais são as causas dos gases nos gatos?

gato-dormindo

A causa mais comum de gás excessivo em gatos está relacionada à dieta do animal.

No supermercado existem alguns alimentos de baixa qualidade que contém grandes quantidades de hidratos de carbono.

Esses produtos geralmente causam flatulência nos nossos bichanos.

Outra razão, que também está relacionada com a dieta, é o fato de certos alimentos serem difíceis para o seu gato digerir, como a soja, produtos lácteos ou dietas ricas em gordura.

Estes alimentos podem causar flatulência excessiva. Então, se você tende a alimentar o seu animal de estimação com qualquer um deles, o melhor é trocar a dieta atual de seu amiguinho por um plano de alimentação mais saudável.

A flatulência também pode ser causada por doenças gastrointestinais.

Este tipo de condição, cujos sintomas são vômitos e diarreia, são muito comuns em felinos. Se o seu gato está com estes sintomas, não hesite em contatar seu veterinário rapidamente.

Outra doença, que também pode causar gazes é a síndrome do intestino irritável, que é muitas vezes acompanhada por vómitos e diarreia. Normalmente é causada por uma dieta pouco saudável.

Um mau funcionamento do pâncreas dos gatos também pode causar gases. Os sintomas mais comuns incluem a falta de apetite, desidratação e perda de peso. A Pancreatite é determinada através de testes clínicos.

Se o seu gato tem parasitas, também é muito provável que tenha acumulo de gases. Por isso é muito importante que nós desparasitemos nossos felinos pelo menos a cada seis meses.

Gases, tal como mencionado, também estão relacionados com um grande consumo de ar.

Nesse sentido, este tipo de situação pode se manifestar quando o seu gatinho come rápido demais, ou quando ele comer algo após a realização de algum tipo de exercício.

Finalmente, deve-se notar que existem algumas raças de gatos que são mais propensas a um aumento da entrada de ar. Entre eles, destaca-se os braquicéfalos, como o Himalaio e o Persa.

Tratamento e prevenção

aids-em-gatos-2

Para combater os gases de gatos, existem diferentes tipos de tratamento. Muitos deles são destinados a melhorar o seu plano de alimentação, já outros prescrevem medicamentos.

Entre estes destacam-se o acetato de zinco, o carvão ativado ou subsalicilato de bismuto. No entanto, antes de decidir sobre um tratamento, você deverá consultar um veterinário.

A melhor maneira de evitar a flatulência em gatos é a prevenção.

Nesse sentido, o ideal é promover um estilo de vida ativo com exercícios regulares, ou ter a certeza de que a dieta do seu gato é altamente digestível; isso é altamente recomendado, de modo a fazer que o seu pequeno de quatro patas não continue a causar esses odores.

Portanto, como citado, preste muita atenção à sua dieta e lembre-se que, muitas vezes, a redução da ingestão de proteínas e carboidratos pode ser uma alternativa saudável e trazer bons resultados.

É muito importante que você monitore cuidadosamente o lugar onde seu gato normalmente come sua comida.

Embora os gatos sejam animais muito independentes, muitas vezes inspecionam latas de lixo e passeiam pelos quintais de outras casas.

Alguns gatinhos, quando suas dietas não trazem todos os nutrientes de que necessitam, muitas vezes caem em coprofagia, ou seja, eles comem seus próprios excrementos ou o de outro animal.

Este comportamento, além de causar gases, também pode causar doenças graves. Então controle a alimentação de seu gato cuidadosamente e, especialmente, os seus hábitos.

Finalmente, se o seu gato continuar a ter gases, é melhor que você o leve a um veterinário.

Dessa forma, você poderá descartar qualquer doença mais grave e seu bichano receber o tratamento mais adequado.