Se seu cão se comportar assim, leve-o rapidamente ao veterinário

Quando seu cão apresentar sintomas anormais de que tem algum problema de saúde – vômitos, diarreia, dificuldades para respirar ou urinar, distensão abdominal, reações alérgicas, etc.- não espere muito para levar seu amiguinho ao veterinário.

Mas, às vezes, os sinais podem ser menos claros, e até podemos confundir com as atitudes de nossos animais. Isso é o que normalmente acontece quando, de maneira repentina, vemos o cão pressionando a cabeça com força sobre uma superfície dura, geralmente uma parede.

Esta ação, conhecida como head pressing, não tem nada de divertido para o animal. Na realidade, ele está sofrendo uma grande dor em sua cabeça e age dessa maneira na tentativa de aliviar com a pressão.

Essa atitude pode ser comparada com a atitude humana de apertar as têmporas ou a nuca quando está sofrendo uma enxaqueca.

Se nós observarmos bem, além disso, veremos que seu rabo está muito caído ou entre as patas, que há muita tensão em seu corpo, que fica quieto e que não responde aos nossos chamados.

Os motivos deste comportamento podem ser vários e o veterinário poderá determinar o que está acontecendo, visto que você tem que levá-lo urgentemente a um profissional para que ele realize uma avaliação.

O que provoca o head pressing?

Cão

O head pressing não só é provocado nos cães. Observa-se também em gatos, vacas, ovelhas e cavalos. As reações estão relacionadas com alterações no sistema nervoso, que podem ter origens distintas.

Em geral, trata-se de um problema neurológico, especialmente do prosencéfalo ou cérebro primitivo anterior, que é a porção anterior do cérebro durante a fase de desenvolvimento do embrião e que está presente em quase todos os mamíferos.

Outras causas podem ser:

  • Encefalopatia hepática. Isso acontece quando o fígado não remove as toxinas do sangue corretamente, o sistema cerebral e nervoso é afetado;
  • Uma intoxicação severa ou envenenamento. Algumas substâncias químicas também afetam diretamente o cérebro, como é o caso do chumbo;
  • Um tumor situado perto do crânio e do cérebro;
  • Um traumatismo cranioencefálico agudo, causado por algum acidente onde em que o animal tenha batido ou machucado a cabeça;
  • Hidrocefalia (água no cérebro);
  • Infecções inflamatórias como a meningite e a encefalite.

O head pressing também tem outros sinais que é muito importante detectar com tempo:

  • Caminhar em círculos de forma constante ou demonstrando ansiedade, e sem nenhuma direção determinada.
  • Convulsão;
  • Reflexos irregulares ou perda dos reflexos;
  • Diminuição da visão;
  • Mudanças nos hábitos apreendidos ou nos costumes;
  • Perda de peso;
  • Olhos ou gengivas amarelas;
  • Aumento do consumo de água.

 

Para que os danos neuronais sejam mínimos para o animal de estimação, tudo dependerá, além da rapidez, à atuação do profissional e da gravidade da doença.

O veterinário deverá avaliar de forma exaustiva o cão, para determinar as causas que estão lhe causando a dor da cabeça e o resto dos sintomas. O primeiro a ser observado serão seus olhos, para detectar uma possível inflamação.

Certamente, serão realizados exames específicos para achar a origem dos sintomas e então poderá ser indicada uma medicação ou um tratamento específico em cada caso. Também é muito possível que o animal seja hospitalizado de forma urgente.

Em qualquer caso, você deverá procurar uma forma de acalmar a dor enquanto se procura os motivos que o produzem.

Procure imediatamente o veterinário ao perceber estes sintomas

 

Cachorro e veterinária

Outros indícios de que seu animal está sofrendo de algum problema neurológico podem ser:

Um cão normal e saudável é aquele que está alerta e responde com entusiasmo e rapidez aos distintos estímulos. Ele quer brincar, passear, correr e chama sua atenção. Por isso, qualquer mudança evidente do estado mental deve ser avaliada de maneira imediata por um profissional.

Outros indícios de que o animal de estimação está sofrendo de algum problema neurológico podem ser:

  • Desorientação;
  • Falta de coordenação;
  • Ausência de reação;
  • Perda de equilíbrio ou da consciência;
  • Vertigem;
  • Dar voltas até cair;
  • Uivos estranhos;
  • Letargia severa.

Então não é demais repetir: você deve recorrer a uma consulta perante qualquer sintoma evidente de que seu animal de estimação está sofrendo de um problema neurológico.

E lembre-se que, se seu cão pressiona sua cabeça sobre uma superfície dura, embora possa parecer um pouco divertido, é porque tem muita dor. Está sofrendo, não brincando, e você deve levá-lo de maneira rápida ao veterinário. A vida de seu cão pode estar correndo perigo.