Segundo um estudo as cadelinhas são mais sociáveis que os cãezinhos

As cadelinhas são mais sociáveis

Com certeza aqueles que possuem uma cadelinha dirão que essa afirmação é verdadeira e aqueles que têm um cãozinho irão dizer que não é. No Meus Animais amamos ambos, tanto os cãezinhos quanto as cadelinhas, nós só queremos informar a vocês sobre os estudos feitos recentemente, que descobriram as diferenças de caráter em ambos.

No entanto, cada animalzinho é único e temos certeza que se você tem um cãozinho ou uma cadelinha não tem nada nem ninguém mais especial do que ele ou ela no mundo. Eis aqui o se diz sobre as cadelinhas e os cãezinhos.

Os cãezinhos têm um caráter mais independente

Cachorros na grama

Os cãezinhos costumam ser mais fortes, e, por isso, mais independentes. Além disso, são muito territoriais, e isso faz com que eles estejam sempre em alerta, além de não permitir que eles possam se dar ao luxo de se socializar e deixar que outros invadam o seu território. Porém essa qualidade faz com que um cão seja sempre um guardião melhor do que uma cadela.

Um fato que demonstra a independência dos cães é que eles são mais propensos a saírem de casa e também são capazes de passar mais tempo em casa sozinhos.

As cadelinhas são mais sociáveis

Por outro lado, as cadelinhas precisam de companhia, principalmente quando são filhotes ou idosasAlém de serem mais sociáveis, as cadelinhas são mais pacientes, mais dóceis e carinhosas do que os cãezinhos.

Devido ao seu instinto maternal inato, são amorosas e protegem os filhotes e os idosos, pois o seu sexto sentido lhes diz que são seres mais desvalidos e precisam de proteção.

O seu caráter dócil e amável, junto com a sua perseverança e metodismo, as tornam boas alunas nos treinamentos, fazendo com que elas terminem sempre antes.

Elas não têm a necessidade de fugir, como os cãezinhos, já que elas são muito caseiras e familiares, porém é importante lembrar dos seus períodos de cio no decorrer do ano que poderão ocasionar-lhe incômodos e elas podem ser perseguidas pelos cães.

Então, cachorrinho ou cadelinha?

Se você ainda não tem um animal de estimação, é normal que depois de ler este artigo se pergunte se deve escolher um cãozinho ou uma cadelinha. É importante que você saiba que independente do que você for escolher ambos vão precisar de amor, atenção, não poderão passar muito tempo sozinhos em casa e deverão sair para passear pelo menos duas vezes por dia.

No entanto, dependendo das suas circunstâncias o recomendável pode ser um cãozinho ou uma cadelinha.

Cãozinho

Se você não quiser alguém nem muito carinhoso nem que te siga o tempo todo pela casa (isso irá acontecer enquanto ele for filhote), escolha um cãozinho.

Se você trabalha e ninguém fica em casa, um cãozinho será a melhor opção, já que, como já vimos, eles têm mais capacidade de ficar sozinhos em casa.

Se você quer além de um companheiro um bom guardião, os cães são os melhores, já que o seu instinto masculino os faz nascer com essa capacidade.

Os cãezinhos não entram no cio e, por isso, você não terá que se preocupar que ele manche o sofá e nem terá que ficar de olho nele quando estiver na rua. Sem contar que um cãozinho não tem risco de engravidar.

Cadelinha

Golden Retriever

Se você tem filhos ou pessoas idosas em casa, uma cadelinha é a escolha ideal. Elas são muito pacientes e protetoras com as crianças, além de serem muito carinhosas com as pessoas idosas.

Não é bom deixá-las sozinhas por muito tempo, por isso, se você trabalha em tempo integral e ninguém fica em casa nesse período, você deveria começar a pensar se uma cadelinha é a melhor opção para você.

Se você quiser treinar o animal de estimação que você for escolher, uma cadelinha será a melhor opção, pois elas aprendem rápido e sabem respeitar as hierarquias.

Não importa o que você for escolher, seja cãozinho ou cadelinha, o importante é que você esteja disposto a cuidar e a amar o seu animal de estimação, além de ter paciência e saber valorizar o que ele faz por você.

Qualquer um dos dois, cãezinhos ou cadelinhas, serão uma boa opção, pense nas suas condições e também na sua personalidade para saber até que ponto você está disposto a cuidar de um animal de estimação. Pensar antes de adquirir um animal de estimação diminui os abandonos.