Sete dicas para que seu cão responda quando for chamado

Cão sendo treinado

Você quer sair com o seu cão e deixá-lo correndo livremente em um parque para cães, ou que nade na praia ou em um lago, mas sempre há a possibilidade de que ele escape e se perca, e isso deixa você sempre apreensivo. A seguir, passaremos a você sete dicas para que seu cão responda quando chamado.

Saber o próprio nome

Ainda que pareça um pouco óbvio, este é um passo que muitos (muitíssimos) donos de cães passam por cima: o cão deve saber como ele se chama. Você não deve ficar rouco de tanto gritar o nome de seu cão, mas é primordial que ele seja capaz de responder quando ouvir o nome que você lhe colocou.

Conseguir que o cão se concentre em você

O passo principal para que o seu cão vá até você quando chamado é que ele tenha confiança, portanto é primordial que você consiga uma relação próxima com ele para que ele responda quando chamado.

Para poder estabelecer um vínculo com o seu cão, o contato visual é importante, pois eles interpretam sua linguagem corporal, gestos e o tom de voz, e uma parte importantíssima da comunicação encontra-se no olhar. Ao conseguir que o seu cão olhe para você, a sua comunicação com ele estará melhorando consideravelmente.

A chave para conseguir que o seu cão se concentre em você é olhar diretamente nos olhos dele quando você estiver falando com ele, em especial se você fizer isto enquanto estiverem brincando.

Cão e dono

Utilize comida como recompensa

O condicionamento positivo é importantíssimo durante a educação do cão, portanto dê a ele estímulos que ele goste, especialmente os comestíveis.

Os prêmios comestíveis tendem a ser mais atraentes que outros estímulos, já que ele estará menos tentado a sair correndo para perseguir algo sem que você possa alcançá-lo.

Lembre-se que estes estímulos devem ir diminuindo à medida em que o cão for aprendendo, até desaparecerem, caso contrário o seu cão só se aproximará quando houver uma recompensa.

Vá substituindo a comida por carícias e atenção; não há nada melhor para um cão que a atenção que o seu dono lhe dedica.

Quando você tiver conseguido que o seu cão olhe para você e tenha algo que o motive a se aproximar, você estará na metade de caminho para que o seu cão aprenda a ir ao seu chamado.

Tenha paciência e seja constante

Com persistência pode-se conseguir qualquer mudança no comportamento de seu animal, portanto é de um valor inestimável quando você tentar fazer com que ele aprenda algo. Tanto premiá-lo como reafirmar sua confiança em você são fundamentais durante este processo.

Um dos erros mais comuns quando se está educando um cão é não oferecer ao cão nem sequer uma carícia quando ele se comporta bem ou faz algo que você pediu.

Diga o nome dele

Para chamar a atenção do cão, aproveite quando ele estiver olhando para você e diga o nome dele, ofereça-lhe o prêmio nas primeiras vezes, depois comece a diminuir quando conseguir o esperado e, finalmente, mantenha só as carícias.

Pronuncie o nome de seu cão com clareza e seja contundente, mas não grite; ele interpretará isto como nervosismo de sua parte e fugirá de você ou se assustará.

Acompanhe o chamado com gestos que permitam ao seu cão identificar o que você quer que ele faça, por exemplo, assinalando o lugar onde queremos que ele vá.

Cão brincando com dona

Não perca a paciência

Uma vez mais, lembre-se que ele está aprendendo, de modo que você terá que repetir frequentemente e, a princípio, talvez, ele não vá quando chamado. Se você ficar nervoso e ele perceber, ele ficará nervoso também e isso será pouco produtivo para seus propósitos.

Tenha em mente que você não deverá premiá-lo se ele não for até você quando chamado ou se você tiver que ir buscá-lo, mas recompense-o quando ele for até você, ainda que tenha demorado um pouco.

Ensaie antes de sair

Antes de colocar o seu cão em uma situação de risco, ensaie um pouco em casa até que ele responda. Tenha sempre em mente que você não deve, por nenhum motivo, soltá-lo da coleira se ele não retornar quando for chamado.

Igualmente, não deixe que ele ande livremente e só liberte-o em espaços designados para isto; inclusive os cães mais bem-educados podem ser tentados por algo que veem, se assustarem e terminarem se perdendo ou sofrendo um acidente.