O Shih Tzu, um cão do Tibete

Shih Tzu

O Tibete não só se caracteriza por ter majestosas paisagens e uma espiritualidade que pode ser sentida em cada canto, também é o lar do Shih Tzu. Esta raça de cães de porte chamativo que com seu temperamento alegre e brincalhão alegra a vida de crianças e adultos. A seguir, conheceremos um pouco mais sobre esse pequeno peludo.

O Shih Tzu, esse pequeno cãozinho com cara de leão, é um amante da comodidade e da atenção; gosta que todos da casa estejam em atenção a ele, esse tipo de personalidade faz, muitas vezes, com que ele seja o animal de estimação perfeito para as pessoas da terceira idade.

De origem nobre, a maioria dos exemplares desta raça de cães costuma ser amável e a confiar em estranhos e, com o resto dos animais, mostra uma convivência muito pacífica.

Apesar de possuir um porte aristocrático e gostos definidos, o Shih Tzu não é cão que costuma trazer muitos problemas e, inclusive, é uma raça de cães que obedece muito rapidamente.

História

Shih Tzu

Enquanto muitos associam este tipo de raça com a imperatriz Tzu Hsi, que governou a China a partir de 1861 até 1908, considerando-o como um cão sagrado, a história do Shih Tzu se inicia muito mais atrás; a figura do Shih Tzu aparece em tapeçarias que datam há mais de 2000 anos.

As origens do Shih Tzu não são muito claras; existe evidência de que a raça, diferente da Lhasa Apso, Pug e Pequinês, foi desenvolvida por monges tibetanos quem recebiam esses pequenos em seus templos como um presente dos imperadores da China.

Em chinês tradicional, esta raça é conhecida como Shih-tzu Kou, que significa, literalmente, “cão do leão”. Seu nome deriva de seus traços faciais. Além disso, acredita-se que Buda chegou à terra montado sobre um leão.

Durante as dinastias Ming e Manchú, estes pequenos cães foram criados pelos eunucos dos palácios e eram considerados propriedade exclusiva da corte real. Raramente eram vistos fora dos palácios, e se isso acontecia, seu dono podia ser condenado a morte.

Dizem que os Shih Tzus eram levados, às vezes, dentro das roupas das mulheres nobres e, inclusive, eram utilizados como aquecedores de pés dos imperadores, pois os colocavam no extremo da cama dos imperadores e das imperatrizes para gerar calor.

Com o tempo, esse tipo de cães chegou a corte dos países ocidentais. No princípio do século XX, foram dados como presentes à nobreza inglesa e holandesa. No final da década de 30, o Shih Tzu, finalmente, chegou a América, e ganhou uma enorme popularidade na década de 60.

Vantagens da raça de cães Shih Tzu

O Shih Tzu é o cão certo para você se você procura em um cão as seguintes características:

  • Seja pequeno, mas robusto e forte;
  • Não necessite de muito exercício ao ar livre;
  • Seja menos histérico que muitas outras raças;
  • Aceite aos estranhos;
  • Seja pacífico com outros animais domésticos;
  • Solte menos pelos do que muitas outras raças.

Os problemas de saúde do Shih Tzu

Filhotes de Shi Tzu

Autor: Mike

Cabe destacar que o sistema respiratório do Shih Tzu será comprometido se um fumante começa a fumar perto dele. O mesmo acontece se você utilizar em casa produtos químicos de limpeza. Esse tipo de cão é muito sensível, por isso você terá que ter extremos cuidados.

Em clima quente ou úmido, reduza a atividade ao ar livre deste tipo de raça. Quando chegarem essas estações você deverá mantê-lo dentro de casa e com ar condicionado. O Shih Tzu tem um alto risco de sofrer de insolação, porque eles não podem ofegar o suficiente para baixar o próprio calor corporal.

É recomendável que depois de cada refeição, lave e seque o pelo e a pele que se encontram ao redor de sua cara.

Como acontece com grande parte das raças pequenas, o Shih Tzu tem uma pequena bexiga que demora muito tempo para se desenvolver até o ponto em que poderá “manter” sua urina nela durante mais tempo.

Finalmente, a maioria dos cães da raça Shih Tzu possuem uma personalidade doce, mas que também poderá chegar a ser moderadamente teimosa e muito manipuladora. Para evitar isso, o mais recomendável é que desde filhotes, eles sejam ensinados a respeitar os seus donos.

 

Créditos da imagem: Treefiddy e Mike.