Ter gatos faz você mais saudável

Pesquisas recentes da Universidade de Belfast revelam que as pessoas que têm animais de estimação levam uma vida mais saudável e mais estável. Ficam menos doentes e, se ficarem, se recuperam mais rapidamente. 

Se você tem um gato, certamente você não precisa de qualquer estudo científico para afirmar que não há nada melhor do que abraça-lo, acariciá-lo e começar a brincar com ele depois de um dia de trabalho excessivo ou em fases que você precisa superar certos problemas.

Seu estado de espírito melhora rapidamente e você se sente revigorado e feliz ao entrar em contato com o seu gatinho.

Tecnicamente isso significa que não apenas o seu nível de estresse será reduzido, mas também a sua pressão arterial será regularizada, juntamente com o seu ritmo cardíaco.

Pesquisadores do Instituto de Acidentes Cardiovasculares da Universidade de Minnesota concluíram que as pessoas que compartilham suas vidas com um gato têm 30% menos risco de morte por ataque cardíaco e outras doenças relacionadas ao sistema circulatório.

Além disso, observar o animal enquanto brincamos com ele e quando ele decide brincar com qualquer objeto, até mesmo sua própria cauda; observá-lo saltar e correr atrás de Deus sabe o quê – uma folha que voa com o vento, uma sombra, um inseto – ou quando ele tem alguma ação que é difícil de prever, não só fará com que você tenha bons momentos de distração de suas preocupações cotidianas, mas também causará em você um sorriso ou, em muitas ocasiões, gargalhadas.

E é sabido que o riso é saudável e que ele nos ajuda a manter o bem-estar físico e mental.

Por que ter gatos faz você mais saudável

Os gatos nos fazem pessoas mais saudáveis

– O ronronar é uma vibração sonora de baixa frequência que desencadeia a produção de serotonina em nosso corpo. Chamada de “hormônio da felicidade”, a serotonina também está relacionada com os ciclos de sono, libido e bom humor.

A verdade é que esta canção tranquilizadora de ninar que o gato nos oferece, é capaz de nos relaxar e nos fazer desfrutar de uma pausa tranquilizante.

Uma pesquisa dirigida pela pediatra Eija Bergroth (Hospital da Universidade de Kuopio, Finlândia), indica que o contato com animais de estimação favorece a maturação infantil e o sistema imunológico.

Assim, as crianças que convivem com cães e gatos durante o primeiro ano de vida são menos suscetíveis a infecções respiratórias.

Estar acompanhado por um gato e cuidar dele é também um estimulante psíquico e uma distração para as pessoas que sofrem de depressão e de ansiedade.

– O contato com os felinos também ajuda as pessoas com autismo. Um estudo realizado na França, com crianças que sofrem desse transtorno, indica que eles ficaram mais calmos e que eles puderam se socializar mais facilmente.

Esta mudança de comportamento está relacionada com o aumento da produção do hormônio oxitocina, que aumenta os sentimentos de amor e de confiança, e que pode ser estimulado ao acariciar um gato.

– Pessoas idosas que muitas vivem sós ou estão em lares de idosos, encontram nos gatinhos não só uma companhia agradável e distração, mas também uma boa maneira de se manterem ativos, tendo “alguém” para cuidar.

– Os doentes encontram nos gatos aliados ideais para minimizar as preocupações e reduzir os desconfortos que seus sofrimentos geram.

Mais sobre os gatos e a saúde

Os gatos e a saúde

Nós também poderíamos aprender com eles sobre os benefícios de tirar uma boa soneca.

Enquanto o nosso ritmo de vida permite que isso ocorra cada vez menos, existem muitos estudos que recomendam seriamente, pois uma soneca não só melhora o estado geral de humor, mas também o nível de alerta, de memória, de criatividade e de produtividade.

Por esta razão, algumas empresas mantêm quartos climatizados para que seus empregados possam fazer esta pausa e, com uma visão de negócios, salões abertos para os funcionários tirarem uma soneca.

No entanto, existem aqueles que ainda veem com maus olhos essas criaturas. A má reputação dos gatos remonta a tempos antigos, quando eles eram relacionados com as bruxas. E, há aqueles, que ainda acreditam que os gatos pretos dão azar.

A verdade é que, como diz a minha mãe, só quem fala mal dos gatos é quem não os conhece.

Uma vez derrubados estes preconceitos e a decisão de adotar um gato como animal de estimação seja tomada, os que falam mal perceberão quão incríveis estes seres são e que coisa boa é viver com eles, em mais de um sentido.