Tudo sobre o cuidado da Calopsita

Hoje iremos falar sobre as maravilhosas aves conhecidas como Calopsitas ou Caturras. É o tipo de ave que foi conquistando os lares de todo o mundo e que ganha, cada dia mais, o carinho de seus donos. Trata-se de um animal exótico muito carinhoso e agradecido, o que propicia um laço estreito com seus donos.

Existem muitas variedades e cores com características bem bonitas. Nesse artigo, nos dedicaremos a detalhar tudo sobre o cuidado das Calopsitas, além de suas características e seu caráter.

Conheça as Calopsitas

Conhecendo as Calopsitas

O nome científico das Calopsitas, também chamadas de Caturras, é Nymphicus hollandicus e pertence à família das cacatuas.

Trata-se de uma espécie endêmica da Austrália, sobretudo de zonas abertas e próximas a lugares com abundante água. Quando elas estão livres, são aves nômades que se transladam para onde se encontra a água e a comida.

Na atualidade, podemos encontrar este tipo de ave em muitos lares devido à sua personalidade e às suas belas características.

São aves que costumam medir de 25 a 33cm e sua característica física principal é um topete para cima. A cauda apresenta penas muito compridas, que podem medir até mais da metade do tamanho do animal. A cor do corpo é cinza com umas simpáticas manchas cor de laranja em suas bochechas.

Em relação ao caráter dessas aves, elas são muito carinhosas e pouco barulhentas, qualidade que atrai os amantes das aves ao escolher um pássaro para adotar como bichinho de estimação.

É sempre recomendável tê-las em casais, pois não estão acostumadas a ficarem sozinhas, além disso, é uma boa oportunidade para contemplar a forma em que elas vivem.

As Calopsitas possuem uma grande capacidade de imitação e são longevas.

Cuidado das Calopsitas

Cuidado com as Calopsitas

Lembre-se sempre de que se você estiver disposto a adotar um bichinho de estimação, ainda mais um animal exótico, você deve lhe proporcionar sempre os cuidados necessários para a raça e as condições que se pareçam mais às do seu hábitat natural.

Como acontece com as aves agapornis, não precisam de cuidados especiais, mas você deve assegurar-se de atender todas as suas necessidades.

Uma dieta equilibrada

Em relação à alimentação, as Calopsitas podem consumir um alimento específico para elas ou também uma mistura à base de aveia, alpiste ou sementes de girassol. Às vezes também é permitido alimentá-las com frutas, como maçãs e com verduras, como cenouras.

Como acontece com outras aves exóticas, os lacticínios não são recomendados.

De vez em quando podemos dar a elas algum tira-gosto, como frutos secos, barras de cereais com mel e também outras sementes.

Precauções

Aconselhamos ter a Calopsita o mais livre possível, pois mesmo que as gaiolas sejam o suficientemente espaçosas, não são o mais conveniente, por isso é importante você acostumar seu bichinho de estimação a ficar solto desde filhote, sempre tomando as medidas de precaução adequadas. 

Se você tiver outros animais em casa, tente ter cuidado, porque não devemos nos esquecer de que os gatos e os cachorros são predadores, portanto o melhor é acostumar os animais à convivência.

Tenha cuidado com os espelhos ou janelas, pois poderiam machucar a ave. É muito importante limpar a gaiola da Calopsita e abastecê-la com água e comida.

Procure que o ambiente esteja a uma boa temperatura, quer dizer, nem muito quente e nem muito fria. Tampouco é conveniente expor a Calopsita diretamente ao sol.

Acasalamento

Se você tiver um casal de Calopsitas é muito importante que você saiba todos os cuidados que deve ter em caso de terem crias. O acasalamento começa com uns cantos do macho, que ao mesmo tempo mexe as asas e balança a cabeça.

No momento em que a fêmea é fecundada, ela pode pôr de 5 a 6 ovos. Se tiver a chance, você mesmo pode construir seu ninho, que deve medir o suficiente para que a fêmea faça a postura.