Tudo sobre o Rottweiler

O Rottweiler é um cão forte, robusto e atlético que causa admiração entre os que o conhecem e temor entre os que não o conhecem. Embora ele tenha uma má reputação devido aos treinamentos orientados para aumentar sua agressividade e por sua aparição em filmes como “A Profecia”, onde encarnou o “cão do diabo”. Um Rottweiler corretamente socializado é amável, cordial e pode ter o coração de um anjo. Aqui contamos a vocês todas essas características dessa raça.

De onde vem o  Rottweiler?

Rottweiler

O atual Rottweiler é originário da Alemanha, mas seus antepassados se remontam até o Império Romano, quando eles eram usados como cães de proteção e para conduzir o gado.

Quando os romanos chegaram à Alemanha, na região de Rottweil, eles cruzaram seus cães com cães nativos do lugar; o resultado do cruzamento ficou conhecido como “cães açougueiros de Rottweiler” e eram usados para ajudar os açougueiros locais durante o abate das cabeças de gado, sobretudo com as vacas e touros maiores.

Dizem que os açougueiros guardavam seu dinheiro em uma bolsa pendurada no pescoço do Rottweiler, para garantir que seu dinheiro estaria protegido.

Nessa época, o Rottweiler também era usado para proteger propriedades e, com o tempo, foi reconhecida a sua capacidade para realizar outras atividades e ele foi treinado, entre outras coisas, como cão de guarda e como cão policial.

Qual é o estilo do Rottweiler?

O Rottweiler é um cão robusto de cabeça larga e poderoso focinho, com mandíbula em tesoura e orelhas triangulares e pendentes.

Seus olhos são médios e de cor marrom escura, o que invoca segurança e confiança. Por ter um corpo forte e robusto, é um cão atlético e ágil, capaz de superar as provas de trabalho mais difíceis.

Graças ao seu tamanho, ele é capaz de derrubar uma pessoa adulta sem a necessidade de mordê-la. Sua pelagem é curta, dura, grosso e geralmente de cor preta com manchas cor de caramelo, embora muito raramente também pode ser avermelhado por uma alteração genética.

Os machos medem entre 61 e 68 cm de altura e as fêmeas entre 56 a 63, podendo chegar aos 50kg, os machos e aos 42kg, as fêmeas.

Qual é a sua personalidade?

cao-mordendo

O Rottweiler tem um temperamento calmo e tranquilo. É atento, obediente, valente, seguro, confiável e leal com os seus. Por isso é fácil treiná-lo e ele se ajusta bem aos diferentes estilos de adestramento canino.

Por ser uma raça versátil e inteligente, pode ser treinado para a proteção de uma família ou de uma casa, é obediente, podendo ser um cão policial, de terapia, de assistência e, inclusive, de busca e resgate, embora com essa última característica, ele não seja muito conveniente, porque as vítimas podem se assustar quando o virem.

São flexíveis e têm muita estabilidade emocional, embora possam reagir muito bruscamente se não forem convenientemente socializados desde filhotes. Por isso, nessa raça o adestramento em obediência básica é mais uma necessidade, do que um capricho.

Como é sua saúde em  geral?

O Rottweiler é, em geral, um cão muito saudável, mas essa raça tem propensão a displasia de quadril e também à obesidade, se não for exercitado regularmente.

Ele precisa de muita atividade e exercício, mas se isso é feito com regularidade, ele pode viver em um apartamento sem problemas.

O que, sim, ele precisa é de muita companhia. O Rottweiler não é um cão que se pode ficar dias sozinho, ele precisa de brincadeiras e atenção diária para se socializar bem.

Nos demais aspectos, ele é fácil de cuidar e sua pelagem não precisa de cuidados especiais. Basta lhe dar banho quando necessário e escová-lo regularmente.

Por serem cães robustos, uma fêmea do Rottweiler pode chegar a dar a luz até a 10 crias por ninhada. Um aspecto negativo desses animais é que eles costumam roncar, por isso pode ele dificultar o sono do dono.

Infelizmente, esse cão é educado, muitas vezes, para potencializar sua agressividade e se ele não for bem educado, pode chegar a ser violento. É por isso que essa raça entrou na categoria de cães potencialmente agressivos.

Na prática, isso significa que, em certos países, é preciso ter uma permissão para criá-lo em um domicílio particular e só é possível levá-lo para passear com focinheira.