Como um cão muda a vida de uma criança surda

criança surda

Podemos afirmar, sem medo de nos enganarmos, que os cães são grandes amigos de brincadeiras de nossos filhos, além de contribuírem para que eles cresçam mais saudáveis, felizes e para que sejam pessoas mais sensíveis e responsáveis. Além disso, estes nobres seres podem ser utilizados também como ferramentas fundamentais para melhorar a vida dos pequenos com algum problema de saúde tanto física, mental como emocional. Hoje contaremos a você como um cão muda a vida de uma criança surda.

Saiba como um cão muda a vida de uma criança surda

criança surda

Entre os muitos trabalhos de assistência que um cão desenvolve, está o de ser cão de sinais. Estes animais estão treinados para ajudar de diferentes formas aos pequenos com discapacidade auditiva, a ponto de se transformarem nos ouvidos destas crianças.

Por isso não é errado afirmar que um cão muda a vida de uma criança surda que, graças à ajuda deste anjo da guarda de quatro patas, por exemplo:

  • Torna-se mais autônomo e independente.
  • Melhora sua socialização.
  • Rende mais na escola e se comporta melhor.

Mas além disso, possibilita para que a família do pequeno se sinta mais tranquila e segura, sabendo que o animalzinho o cuida a todo momento.

Entre as muitas coisas que os cães podem fazer por nós, os humanos, está a tarefa de ajudar a pessoas com diferentes tipos de discapacidades, tanto físicas como mentais. Hoje contaremos a você como um cão muda a vida de uma criança surda.

Em que consiste o trabalho de um cão de sinais

Os cães educados para facilitar a vida das crianças surdas estão treinados para:

  • Reconhecer o alarme do relógio e se transformarem assim no melhor despertador do pequeno.
  • Alertar sobre diversos sons: campainha da casa ou do telefone, buzinas, alarmes diversos, etc.
  • Avisar quando seus pais o chamam.
  • Advertir sobre possíveis perigos

Mas, além disso, o cão de sinais também será seu inseparável companheiro de brincadeiras.

Seleção e treinamento dos cães de sinais

É sabido que, juntamente com o olfato, a audição do cão é seu sentido mais desenvolvido. E o homem tem sabido tirar proveito desta capacidade dos amigos peludos para oferecer melhor qualidade de vida às pessoas surdas.

Os cães de sinais, depois de seu processo de socialização, são treinados para desenvolver suas habilidades auditivas.

Costumam ser escolhidas raças que sejam obedientes, sociais e que sejam capazes de enfrentar diferentes situações. Entre elas:

  • Cocker Spaniel
  • Poodles
  • Labradores

Mas também os cães mestiços podem ser treinados sem nenhum tipo de inconvenientes para levar adiante este tipo de trabalhos.

Cães de assistência, grandes aliados de pessoas com algum tipo de discapacidade

Os peludos que ajudam às pessoas com discapacidade auditiva estão incluídos dentro dos chamados cães de assistência, treinados para oferecer apoio físico e psicológico para quem apresentem algum tipo de discapacidade. Por exemplo:

  • Cães guias, que acompanham cegos.
  • Cães de aviso, para advertir sobre determinada condição clínica (hipoglicemia, convulsões em epiléticos etc.)
  • Cães de serviço, treinados para ajudar quem possa apresentar determinados problemas físicos e motores.

Os cães nos fazem bem

criança surda

FOTO: Damián Arienza. www.elcomercio.es

Nenhuma criança deveria ser privada de crescer junto a um animal de estimação. Os múltiplos benefícios físicos, psicológicos e emocionais que os pequenos obtêm ao serem criados juntos a um animal de companhia já foram detalhados em uma grande quantidade de artigos de Meus Animais.

Ainda que nunca seja demais reiterar que um pequeno que tem um amigo peludo é, sobre todas as coisas, mais feliz. E isto funciona independentemente de uma criança ser completamente saudável ou de apresentar algum problema físico ou mental.

Por isso, os humanos não deveriam deixar, nem por um instante, de agradecerem a todo o bem que estes animais nos oferecem, inclusive conseguindo que a vida de uma criança surda, cega ou com outro tipo de discapacidade, seja melhor.

Assim, nunca se esqueça de retribuir ao seu peludo tudo aquilo que os cães vêm fazendo por nós, os humanos, desde que os nossos destinos se cruzaram há 40 mil anos.