Quem tem um cão tem um tesouro

tesouro

 

Os cães são grandes e fiéis companheiros e muitos poderiam assegurar que quem tem um cão, tem um tesouro. A seguir, falaremos desse vínculo especial que une cães e humanos, para que todos possam entender por que é tão bom vivermos juntos.

A química especial que têm os cães com as pessoas remonta, virtualmente, aos inícios da humanidade. Portanto, ao analisar a evolução de ambas as espécies e a relação simbiótica que existiu entre ambas, grandes descobertas foram feitas:

Estrutura social

A existência dos cães como espécie é tão recente que estes continuam compartilhando com seus ancestrais, os lobos, muitas características biológicas, e isso afeta sua estrutura e também o seu comportamento social.

Na relação com os humanos, por também serem predadores e criaturas que constroem sociedades muito complexas, podem ser observadas muitas similaridades em comparação com as manadas de lobos:

lobo-grisalho

  • Territorialidade
  • Caça em grupos e o fato de compartilharem a presa
  • Geração de vínculos emocionais
  • Saúdam-se tendo contato físico
  • Sentem saudades dos membros da manada ausentes
  • Atravessam períodos de luto

As adaptações sociais dos cães e dos humanos soam tão similares que os cães podem viver perfeitamente felizes rodeados de seres humanos e vice-versa. Além do que, isso implica em uma série de vantagens para os cães, pois são mimados com o melhor da comida e atenção médica, com frequência podem dormir nas cômodas camas de seus donos.

Além de um tesouro, são membros da família

Por que a gente tende a dar tanto afeto a um membro de uma espécie diferente? Uma resposta curta é que em um plano emocional, as famílias não veem o cão como um membro de outra espécie.

Claro está que existem limites, mas sem chegar à humanização, a maioria de pessoas que compartilham seu lar com um cão o veem como um membro da família, e de acordo a estudos recentes, parece que ocorre o mesmo na mente dos cães. Isto reflete uma compatibilidade entre ambas as espécies.

Os cães são extraordinariamente atentos e têm uma estranha habilidade para predizer o que seus donos vão fazer, seja saber quando irão receber comida ou quando o dono está se preparando para ir dar um passeio.

Os estudos demonstram que os cães e os lobos podem ser leitores ardilosos da linguagem corporal, inclusive são muito melhores que os chimpanzés.

Os cães também tendem a ser emocionalmente solidários com o estado de ânimo do dono, e o expressam seja através de estados de euforia ou de depressão.

cão-família

Compartilham muito conosco

Os cães foram os primeiros animais domésticos com os quais desenvolvemos uma estreita associação. De fato, a maioria dos cães domésticos foram geneticamente separados dos lobos durante, mais ou menos, uns 100.000 anos, por isso nos associamos com os cães durante o tempo que estivemos ao redor deles como espécie.

E mais, alguns membros da comunidade científica asseguram que o grande êxito que temos como espécie se deve, em partes, à ajuda dos cães. Principalmente, porque ao longo da história eles nos serviram como sistemas de alarme, companheiros de caça, sistemas de controle de pragas, aquecedores naturais, cuidadores de crianças e companheiros de brincadeiras. Os seres humanos sempre devem premiar os cães com comida e segurança.

Na atualidade, poucos cães são usados para os mesmos trabalhos que faziam antigamente. Entretanto, eles continuam sendo grandes companheiros e protetores, e muitas pessoas dariam tudo o que têm para deixarem mais felizes os seus animais de estimação, da mesma maneira desinteressada em que eles nos fazem felizes.

De modo que, se você estiver considerando ter um cão, já sabe que terá em suas mãos um tesouro peludo que, se cuidar dele da maneira apropriada, poderá receber muitos momentos de felicidade.

Imagem cortesia do Antonio.