Um filhote de leopardo e um cãozinho se tornaram amigos

Quem nunca sonhou alguma vez que os animais fossem amigos uns dos outros e que pudéssemos estar a seu lado, observando-os, sem medo de que nos machuquem?

Hoje isso parece uma utopia. É por isso que histórias comoventes de amizade ou relações entre animais que não se parecem em nada, nem em tamanho, raça ou personalidade, seguem nos tocando e roubando nossos corações. Temos certeza de que esta, em que um leopardo e um cão se tornaram amigos vai te emocionar.

Um leopardo e um cão se tornaram amigos. Nasce a ideia

leopardo

Ruuxa é uma filhote de leopardo que foi abandonada por sua mãe. Ela nasceu em um zoológico em San Diego, nos Estados Unidos, onde sua mãe a rejeitou. Isso aconteceu porque Ruuxa foi a única cria que sua mãe concebeu.

Aparentemente, quando uma fêmea de leopardo dá à luz e há apenas uma fecundação ou apenas um dos filhotes sobrevive, ela o rejeita por razões ainda desconhecidas.

A rejeição de Ruuxa por sua mãe entristeceu os cuidadores e outros trabalhadores do zoológico, que decidiram que não seria bom que Ruuxa fosse criada sozinha, sem família.

Buscando um companheiro para Ruuxa

Eles pensaram em que tipo de animal poderia se dar bem com um leopardo, já que, se fosse outro animal silvestre, poderiam brigar, ao passo que se fosse muito dócil, Ruuxa poderia alimentar a sua agressividade ao crescer por se sentir superior ao seu companheiro.

Alguém teve a excelente ideia de criar Ruuxa com um cão. A ideia não foi aceita imediatamente, já que escutar “um leopardo e um cão se tornaram amigos” era um tanto quanto… chocante. Mas quando mais pensavam, melhor a ideia parecia.

Por um lado, ambas as espécies são brincalhonas. Gostam de correr, pular, rolar no chão e até mesmo que lhe lancem coisas.

Ambos são animais leais. Os felinos que vivem em seu habitat natural morreriam por seu líder.

Ambas as espécies necessitam de um líder e se veem outro igual a si, não haveria problema.

Por último, nenhum dos dois desejaria dominar o outro.

Era simplesmente perfeito!

Ruuxa e Raina, um leopardo e um cão, se tornaram amigos

Agora só era preciso escolher o cão. Os cuidadores pensaram que, já que Ruuxa era fêmea, seria melhor que o cão que fosse ser criado junto com ela também fosse fêmea. Deviam ter mais ou menos a mesma idade e que tivessem o mesmo tamanho quando crescessem. Tudo isso influenciou na escolha da nova companheira de Ruuxa. E assim começou a história de um leopardo e um cão que se tornaram amigos.

Logo trouxeram Raina, a nova amiga de Ruuxa, que viria a ser como uma irmã. Ambas foram tratadas como se fossem filhotes da mesma mãe. Tomavam mamadeira na mesma hora e juntas uma da outra, descansavam e dormiam na mesma cama e bebiam da mesma tijela de agua.

Crescendo juntas

Logo as duas começaram a crescer e a brincar juntas. Se lançavam uma em cima da outra, se mordiam de brincadeira, corriam… Mas tudo não passava de brincadeira e assim que iam para cama dormiam juntas, como duas irmãs de sangue. Havia uma conexão tão especial e incrível entre as duas que se tornaram amigas, Ruuxa e Raina.

Os meses se passaram e, apesar do temor que alguns tinham de que Ruuxa despertaria seu lado selvagem e teriam que separá-la de Rina, isso nunca aconteceu. Parece que elas se veem como irmãs de sangue, incapazes de se ferir. Tudo, até agora, sugere que Ruuxa e Raina estão muito, muito tempo juntas.

Sua família é quem te ama e te protege, sem se importar a sua raça, cor ou tamanho.

Aqui está a prova. Deixamos o vídeo para você conhecer Ruuxa e Raina. Elas são a prova de que o amor não tem os limites que queremos colocar. Se dois animais sabem isso, que desculpa têm as pessoas para ser racistas e alimentar preconceitos em nosso coração?