Um São Bernardo de 70 Kg foi abençoado pelo Papa no Vaticano

São bernardo

O Papa é, sem dúvidas, uma figura importante em todo o mundo. Quem nunca ouviu falar do Papa Francisco? Muitos dizem que ele escolheu seu nome por causa de São Francisco de Assis, embora não saibamos ainda o porquê, parece que o amor que o Papa demonstra aos animais pode nos dar uma pista. Vamos conhecer a história de sua bênção ao cão São Bernardo.

São Francisco de Assis era conhecido por seu amor aos animais e, parece que o Papa Francisco não ficará para trás. Vamos contar a história de um cão São Bernardo que quis conhecer o sumo pontífice.

O Papa abençoa o cão São Bernardo

Embora o São Bernardo seja conhecido por sua amabilidade e sua nobre personalidade, o que você faria se ele viesse correndo atrás de você? Você se atreveria a tocá-lo? Possivelmente não…

Pois quando Magnum, um “pequeno” animal de 70kg correu para o Papa Francisco, o Papa nem se alterou e, sem conhecê-lo, sem nem sequer deixar que o animal o cheirasse, o acariciou e o abençoou, como se fosse uma criança indefesa.

O que o Papa não sabia é que Magnum tinha muito em comum com ele. Este “pequeno” São Bernardo faz parte de um projeto que a “Barry Fondation“, localizado na Suíça, e se preparou para ajudar os menos favorecidos.

O empenho de Claudio Rosseti para ir conhecer o Papa e, além disso levar Magnum, seu cão São Bernando, era para lhe apresentar o projeto sem fins lucrativos que tinha em mãos, assim como uma de suas peças fundamentais, ou melhor dizendo, uma representação destas, Magnum.

Projeto da Barry Fondation

O São Bernardo que o Papa abençoou no Vaticano é um dos 40 cães que a Barry Fondation está utilizando para ajudar as crianças e os idosos.

Estes cães ajudam anímica, mental e emocionalmente tanto as crianças como os idosos que, por um motivo ou outro, estão em hospitais. A modo de terapia, os cães fazem com que o dia a dia atrás das frias paredes de um hospital sejam muito mais amenos e que o mal-estar seja mais suportável.

Tornar conhecido este importante trabalho através de um personagem tão popular como o Papa, foi, sem dúvida, um lucro para esta fundação, já que muitos agora estão informados sobre ela, assim como sobre a existência da Barry Fondation.

Com isso também querem fazer com que o “Col du Grand Saint-Bernard” (Porto do Grande São Bernardo) seja o selo identificativo do país e, é muito provável que depois deste feliz golpe de sorte, eles consigam. Dizem que foi desse Porto na Suíça em particular, que surgiu o primeiro São Bernardo.

Além disso, o projeto está patrocinado e fiscalizado pela UNESCO, o que dá a ele a importância e a seriedade que necessita.

O Papa não se limitou apenas a abençoar Magnum, mas também ouviu Claudio explicar os detalhes sobre seu projeto e até brincou ao dizer que “quando voltassem que Magnum trouxesse a garrafa”

Os São Bernardos costumam levar uma garrafa de uísque pendurada no pescoço, eles a utilizam em trabalhos de resgate. Sem dúvida é uma das maiores características desta raça. Se você ver um e não está muito certo de que se trata ou não de um São Bernardo, apenas olhe o pescoço do animal e procure pelo lindo barril que eles têm pendurado.

O que não ficou muito claro é por que o Papa pediu que a trouxesse, será que ele gosta de uísque?

Brincadeiras à parte, o que parece agradar aos fiéis da religião que o Papa representa é que parece que o pontífice argentino está próximo das pessoas e está sempre disposto a passar seu tempo com os outros.

Se você gosta dos cães e os trata bem, é certo que já ganhou pontos com aqueles que, embora não sejam católicos, amam os animais.

Será que a Igreja ganhará mais fiéis com isso? Só o tempo dirá…