Uma aeromoça alemã adota um cão de rua em Buenos Aires

buenos aires

Esta é a história da Olívia e de Rubio. Como todo relato de amor verdadeiro, não conhece idiomas e nem fronteiras. Ela é uma aeromoça alemã. Ele, um cão de rua argentino. Eles se conheceram durante as viagens de trabalho da mulher a Buenos Aires. Hoje, Rubio vive em Friesland, um distrito rural localizado a oeste de Hamburgo, e se transformou no feliz animal de estimação de Olívia.

Assim se conheceram a aeromoça e o cão vagabundo…

Tudo começou em outubro de 2015, quando a aeromoça chegou ao hotel da região de Porto Madeiro onde se hospedava cada vez que tinha como destino a capital argentina. Foi então quando, na entrada do edifício, a mulher se encontrou com um cão de rua.

Olívia se conectou imediatamente com o animal, que recebeu feliz suas carícias. No dia seguinte, quando ela saiu para dar um passeio, ela viu que o cão continuava na porta do hotel, mas ao reconhecê-la ele começou a segui-la e caminharam juntos por muito tempo.

Quando chegou o momento da despedida, a mulher pensou que já não voltaria a ver seu amigo de quatro patas novamente. Mas, por mais estranho que pareça, não foi um adeus e sim um até mais tarde.

Para que não fiquem dúvidas de que o amor por um pet não conhece fronteiras, contaremos os detalhes da história de Rubio, o cão de rua argentino que foi adotado por Olívia, uma aeromoça alemã.

Um cão de rua persistente e fiel

cao-de-rua-adotado-por-aeromoca-alema-2

Fonte: Facebook da Olívia Sievers

Grande foi a surpresa de Olívia quando, tempos depois, em seu retorno a Buenos Aires, ela viu Rubio a recebendo na entrada do mesmo hotel de Porto Madeiro.

Depois da alegria do reencontro, a aeromoça decidiu contatar uma associação protetora de animais para que encontrassem um lar para o cão. Também, ela o levou a uma clínica veterinária para que o examinassem, proporcionassem a ele a atenção necessária e colocassem suas vacinas em dia.

Através da associação, o bichinho foi transportado para um lar, mas ele escapou. Logo encontrou proteção na casa de uma pessoa que o queria bem, mas que já tinha um gato. E o cão e o felino não conseguiram se dar bem. Ante esta notícia, Olívia, que monitorava a situação do cão da Alemanha, decidiu finalmente adotá-lo.

Rubio, de Buenos Aires para Friesland

Foi assim que a mulher pediu aos integrantes da associação protetora que a ajudassem com a documentação necessária para que Rubio pudesse viajar sem inconvenientes até seu novo lar.

Depois de 20 dias resolvendo diferentes trâmites, o animal empreendeu finalmente seu caminho até a Europa, onde foi recebido pelo noivo de Olívia no aeroporto de Frankfurt.

O percurso continuou até Friesland, onde Rubio pôde se encontrar uma vez mais com Olivia, agora em uma paisagem diferente, mas com a mesma felicidade de sempre.

Por muitos finais felizes

Rubio já se transformou no novo integrante da casa que Olívia compartilha com seu noivo e outros dois cães na Alemanha.

De acordo com as publicações da página do Facebook da aeromoça, o bichinho está plenamente feliz, brincando com seus novos amigos caninos em um belo e florido jardim.

Tomara que esta história sirva de incentivo para que muitos Rubios se encontrem com suas Olívias e a triste realidade dos animais em situação de abandono comece a mudar, o quanto antes.

Se quiser um pet, prefira a adoção

cao-de-rua-adotado-por-aeromoca-alema-3

Fonte: Facebook da Olívia Sievers

Embora esteja provado que o amor por um pet não conhece fronteiras, de qualquer forma não é necessário ir até o fim do mundo para adotar um.

Numa volta até a esquina, ou em um abrigo de animais próximo, certamente haverão muitos bichinhos que foram abandonados e que estão esperando ansiosos por uma segunda oportunidade.

Agora você já sabe, se você decidir se tornar o feliz responsável por um grande amigo de quatro patas, escolha o caminho da adoção. Você não se arrependerá.

Fonte Fotos: Facebook Olívia Sievers